10 de julho: hoje é Dia da Pizza

Pizza feita na Casa do Chocolate (Natal-RN)

Não importa se ela foi inventada pelos egípcios, gregos, babilônios, hebreus ou fenícios, o que vale ressaltar sobre a pizza é que ela mudou costumes culinários e é tradicionalmente conhecida como uma iguaria italiana.

A pizza chegou ao Brasil por meio dos imigrantes italianos. Foi no Brás, bairro paulistano dos imigrantes italianos, que as primeiras pizzas começaram a ser comercializadas no Brasil. Atualmente, o Estado de São Paulo conta com mais de dez mil pizzarias e fornece cerca de um milhão de pizzas por dia. O consumo de pizza de São Paulo só perde para a cidade de Nova York, nos Estados Unidos.

Segundo consta no livro Retalhos da Velha São Paulo, escrito por Geraldo Sesso Jr., que o napolitano Carmino Corvino, o Dom Carmenielo, dono da já extinta Cantina Santa Genoveva, instalada na esquina da Avenida Rangel Pestana com a Rua Monsenhor Anacleto, inaugurada em 1910, passou a oferecer as primeiras pizzas da cidade.

A partir de 1985, comemora-se o dia da pizza aos 10 de julho e é nos domingos que ela mais se destaca. Dia em que, teoricamente, toda a família está em casa e senta-se à mesa para conversar e degustá-la.

Aos poucos, a pizza foi-se disseminando pela cidade de São Paulo, sendo abertas novas cantinas. As pizzas foram ganhando coberturas cada vez mais diversificadas e até mesmo criativas. No princípio, seguindo a tradição italiana, as de mussarela e anchova eram as mais presentes, mas à medida que hortaliças e embutidos tornavam-se mais acessíveis no país, a criatividade dos brasileiros fez surgir as mais diversas pizzas.

Para a Associação da Verdadeira Pizza Napolitana, em Nápoles, na Itália, a Verace Pizza Napolitana (a verdadeira pizza napolitana) deve ser confeccionada com farinha, fermento natural ou levedura de cerveja, água e sal. A pizza deve ser ainda trabalhada somente com as mãos ou por alguns misturadores devidamente aprovados por um comitê da organização. Depois de descansar, a massa deve ser esticada com as mãos, sem o uso de rolo ou equipamento mecânico. Na hora de assar, a pizza deve ser colocada em forno a lenha (somente), a 485°C, sendo que sobre a superfície do forno não deve ser colocado nenhum outro utensílio.

Quando degustada, a pizza deve apresentar-se macia, bem assada, suave, elástica, fácil de ser dobrada pela metade. As bordas elevadas devem ser douradas. O gosto da massa deve ser de pão bem fermentado, misturado ao sabor ácido do tomate, aroma de alho, orégano, manjericão.

A pizza deve ser obrigatoriamente redonda, não podendo o seu diâmetro ser maior do que trinta e cinco centímetros. Outra medida, a espessura no centro do disco, não deve ser maior do que cinco milímetros, e a borda não pode ser maior do que dois centímetros.
Ficou com água na boca? Mas não sabe fazer a massa original? Não importa! O que importa é comer algo delicioso, com cara e gosto de pizza não é mesmo?

E então? Quer fazer uma pizza rapidinha e comemorar com a família? Então siga as instruções abaixo e se delicie! Caso não queira ir para cozinha então corra para a pizzaria mais perto ou para o telefone e peça uma! Não precisamos estar em São Paulo ou em Nova York! Em Natal não podemos reclamar. Temos ótimas pizzarias.

Pizza de frigideira

Ingredientes:
4 xícaras (chá) de farinha de trigo com fermento
1 pitada de sal
2 ovos
1 xícara (chá) de leite
4 colheres (sopa) de óleo
1 xícara (chá) de molho de tomate (350g)
300g de mussarela em fatias
Orégano

Modo de preparo:
Misture a farinha de trigo e o sal. Acrescente os ovos e o leite e junte o óleo aos poucos. Amasse até que a massa solte das mãos. Divida a massa em 4 partes e abra uma por vez, com o rolo de macarrão, no formato de círculos de 20cm de diâmetro.
Esquente o óleo numa frigideira, coloque um dos discos, tampe e frite por cerca de 3 minutos ou até que o lado de baixo fique dourado.
Retire do fogo e cuidadosamente vire a massa e coloque o molho de tomate, cubra com as fatias de mussarela e salpique orégano. Leve para fritar por mais cerca de 3 minutos ou até que o queijo esteja derretido. Repita o processo com os outros discos. Lembre-se: quanto mais fina, mais crocante. E se preferir, leve para asar em forno médio.