86 municípios do RN serão beneficiados com sistema de abastecimento de água

Dentre as ações de combate ao período de seca no Rio Grande do Norte, 86 municípios potiguares serão beneficiados com sistema simplificado de abastecimento de água e construção de barreiros. Destes, 50 municípios serão beneficiados através de um convênio entre as esferas federal e estadual e outros 36 por meio de um termo de cooperação entre o Departamento Nacional de Obras contra as Secas (Dnocs) e as prefeituras. Com isso, o benefício será ofertado a metade das cidades do Estado.

Com investimento na ordem de R$ 26 milhões, o programa federal Água para Todos, por meio de convênio entre o Ministério da Integração com o Governo do Estado através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), irá beneficiar 50 municípios de várias regiões do Estado. Parte dos recursos já estão disponíveis e os processos de licitação já foram abertos pela Semarh, mas por não se tratar de recursos de emergência, o início dos projetos deve acontecer em até dois meses.

Paralelo a isso, 36 municípios viabilizaram com o próprio Ministério da Integração através do Dnocs, recursos também para o sistema simplificado de abastecimento de água e construção de barreiros. Estes recursos se configuram como emergenciais. As 36 cidades beneficiadas não coincidem com as favorecidas por meio do convênio com o Governo do Estado. Os municípios já foram aprovados pelo Comitê Estadual do Programa.

Preocupada com o período de estiagem previsto para este semestre, a governadora Rosalba Ciarlini também determinou maior agilidade para a instalação de 759 poços em áreas prioritárias do interior do Estado. A determinação foi dada na tarde desta segunda-feira, 26, durante reunião de avaliação do Comitê de Combate à Seca, realizada no auditório da Governadoria.

A instalação destes 759 poços é resultado de um investimento na ordem de R$ 26,4 milhões, anunciado durante a 18ª reunião do Conselho Deliberativo da Sudene, realizada em Maceió (AL), no último dia 23. Os recursos serão liberados via Defesa Civil através da Secretaria de Estado da Agricultura, da Pecuária e da Pesca (Sape). A Semarh já remeteu à Sape todo o arquivo com as informações a cerca de poços já perfurados para que seja preparado o Plano de Trabalho que será enviado ao Ministério da Integração. A instalação de poços se dará de acordo com um mapa de prioridades produzido por técnicos do Estado conforme orientação da governadora Rosalba Ciarlini.

(Fonte: Assecom)

Deixe seu comentário