Ação da PF cumpre mandados e apreende drogas e armas no País

A Polícia Federal (PF) cumpriu, na manhã desta segunda-feira (31), 46 mandados de prisão, 80 mandados de busca e apreensão, além da prisão de 23 pessoas. O objetivo foi desarticular um esquema que utilizava contêineres para o transporte de cocaína que partiam do Porto de Santos/SP para a Europa, Cuba e África.

Foram apreendidos mais de 3,7 toneladas de cocaína, 230 mil euros, 10 veículos, uma embarcação, 19 armas curtas e dois fuzis. As organizações criminosas eram investigadas desde 2013 no âmbito das Operações Hulk e da Operação Oversea.

Verificou-se que a organização criminosa colocava a droga em mochilas e sacolas que eram inseridas nos contêineres por empregados particulares, sem o conhecimento dos donos das cargas ou dos navios.

A droga seguia junto com um lacre clonado. No local de destino, membros da organização criminosa rompiam os lacres, recuperavam a cocaína e colocavam os lacres clonados, para não gerarem suspeitas.

A Operação Hulk visava um grupo na capital paulista que realizava a compra da droga na Bolívia e a transportava para o Brasil pela fronteira com o Paraguai, realizando a remessa para a Europa pelo porto de Santos.

A Operação Oversea tinha como foco, grupo que operava as inserções ilícitas da droga em cargas que partiam do Brasil pelo porto. No procedimento de exportação, os contêineres são carregados em locais privados conhecidos como Recintos Alfandegários de Exportação (Redex), onde eram lacrados e encaminhados ao porto para embarque.

Presidente Prudente

Também na madrugada desta segunda-feira (31), a PF apreendeu cerca de 530 kg de cocaína, em Presidente Prudente (SP). A droga estava escondida em uma caminhonete.

Após obterem informação dando conta de que indivíduos chegariam à cidade de Presidente Prudente transportando grande quantidade de substância ilícita, policiais federais diligenciaram com a finalidade de localizá-los, ensejo em que a caminhonete que estaria sendo utilizada no transporte do produto foi localizada no estacionamento de hotel situado nas proximidades da Rodovia Raposo Tavares.

Apurou-se então que o condutor do veículo havia deixado o local, juntamente com os ocupantes de outros dois veículos, os quais, segundo as informações obtidas, estariam atuando como “batedores” da carga ilícita.

Após buscas pelos suspeitos, os policiais federais conseguiram localizá-los em uma pizzaria da cidade, oportunidade em que foram conduzidos até o hotel onde estava estacionada a caminhonete.

Durante a vistoria realizada no veículo em questão, foram localizados cerca de 530 kg de substância cujos exames preliminares de constatação apontaram tratar-se de cocaína, razão pela qual os envolvidos receberam voz de prisão em flagrante delito por tráfico de drogas.

Após terem sido autuados, os presos foram encaminhados para o Centro de Detenção Provisória de Caiuá (SP), sendo oportuno mencionar que amostras da substância apreendida serão encaminhadas à Superintendência da Polícia Federal em São Paulo, onde serão submetidas a exames periciais definitivos, a fim de se confirmar se realmente se trata de cocaína ou de alguma outra substância ilícita.

Complexo da Maré e Rocinha

Durante operação da Polícia Federal deflagrada na ocupação do Complexo da Maré, no Rio de Janeiro (RJ), na manhã do último domingo (30), um policial militar, um ex-agente penitenciário, e a ex-namorada do traficante Menor P, além de outros 3 membros da organização criminosa, foram presos.

Todos foram presos preventivamente por determinação da Justiça Estadual, na mesma investigação que culminou na prisão do traficante. Responderão pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico. À exceção do PM, que foi encaminhado para o Batalhão Prisional da Corporação, todos foram encaminhados ao sistema prisional do Estado.

Já na Rocinha, morro da capital Fluminense (RJ), a PF prendeu cinco policiais militares da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da região e a mulher do traficante Nem, na manhã desta segunda (31). Quatro PMs faziam parte do Grupo Tático de Proximidade (GTPP) – grupo responsável por patrulhar a região em busca de armas e drogas – e o último fazia parte do Setor de Inteligência. A Operação contou com apoio da Secretaria de Segurança Pública do Estado.

A mulher do traficante Nem foi presa em sua residência, e sua função era repassar as orientações do chefe do bando preso para os demais membros da quadrilha na comunidade.

A investigação relaciona os policiais militares à organização criminosa. Eles respondem por tráfico de drogas e associação para o tráfico, e seriam responsáveis por repassar ao grupo informações sobre investigações e futuras operações. Foram realizadas buscas nos armários dos PMs na sede da UPP Rocinha.

Apreensão de fuzis e crack em Maringá (PR)

No sábado (29), em Maringá (PR), a Polícia Federal apreendeu três fuzis, cinco pistolas, munição e carregadores, além de 2 kg de crack, no aeroporto regional de Maringá da cidade.

A apreensão decorreu de fiscalização de rotina do serviço de inspeção do aeroporto. Foi preso um passageiro de 45 anos, natural de Cruz Alta (RS) e morador em Foz do Iguaçu (PR). O homem, que se identificou como representante comercial, embarcava no aeroporto de Maringá (PR) com destino ao Rio de Janeiro (RJ).

O passageiro foi autuado em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas majorado, tráfico internacional de armas de fogo, posse de arma de uso restrito, cujas penas variam, respectivamente, de 5 a 15 anos, 4 a 8 anos e 3 a 6 anos de reclusão.

As armas, após periciadas, serão encaminhadas ao Exército, para destruição. As drogas serão incineradas com autorização judicial.

Cabo de Santo Agostinho (PE)

Também no último sábado (29), a PF prendeu um funileiro de 34 anos, residente de Ponta Porã (MS), que estava com 19,3 kg de pasta base de cocaína em seu carro, em Cabo de Santo Agostinho (PE).

A prisão aconteceu em virtude de investigações realizadas pela Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE), as quais apontavam que um veículo estaria saindo de Ponta Porã (MS), com destino à Recife (PE) transportando uma grande quantidade de droga escondida em seu interior.

A ação teve seu desfecho quando os policiais que estavam posicionados no município do Cabo de Santo Agostinho pararam um veículo com as mesmas características do apontado na investigação e realizarem vistoria, localizando um fundo falso perto das rodas traseiras. No fundo falso, estavam 19,3 Kg de pasta base de cocaína.

O homem foi preso em flagrante por tráfico de drogas. O preso está no Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Cabo de Santo Agostinho, à disposição da Justiça.

 

(Fonte: Polícia Federal)

Deixe seu comentário