ASSOCIAÇÃO DENUNCIA FALTA DE PSIQUIATRAS NA PM

O presidente da Associação dos Subtenentes e Sargentos da PM/BM do RN (ASSPMBM/RN), sargento Eliabe Marques denuncia a falta de psiquiatras na PM, um problema que, segundo ele, já era grave e agora ficou ainda pior. O único especialista que antes atendia à demanda de todo o Estado foi afastado do trabalho por motivos de saúde. Assim, os policiais militares que necessitam de atendimento psiquiátrico são obrigados a pagar pelo serviço.

Eliabe Marques aponta que devido ao estresse e ao alto risco a que são submetidos, é comum aos policiais militares distúrbios emocionais e mentais que exigem acompanhamento especializado.

A deficiência no atendimento psiquiátrico na junta médica da PM já foi diversas comunicado pela ASSPMBM/RN aos órgãos competentes para que fossem tomadas as providências, mas nada foi feito. Eliabe reforça que a situação é grave e exige solução imediata.

(Com informações da Assessoria de Imprensa da ASSPMBM/RN)