Bandidos já deram o “cartão de visita” ao secretário da Segurança Pública do RN

5 abr by João Ricardo Correia

Bandidos já deram o “cartão de visita” ao secretário da Segurança Pública do RN

ELIESERMONTEIRO
Eliéser Monteiro no dia da posse, ao lado de Rosalba Ciarlini

A bandidagem já apresentou seu “cartão de visita” ao secretário da Segurança Pública e da Defesa Social do RN, Eliéser Girão Monteiro Filho, que assumiu o cargo dia 11 do mês passado. Assaltos, explosões de bancos, sequestros-relâmpagos, furto de veículos, assassinatos de civis e militares. Os criminosos estão mandando e desmandando, diante da inércia de uma gestão desastrosa, que pouco mais faz além de pagar os salários dos servidores. E nos últimos dias, policiais militares estão sendo alvos fáceis dos marginais, alguns menores de idade, beneficiados por leis absurdas que os defendem, que os tornam intocáveis.

O secretário não vai conseguir fazer muita coisa além do que já está sendo feito. E os recursos federais que chegarem por aqui, ninguém se iluda, serão gastos apenas com o show da Copa do Mundo e propaganda. As polícias Civil, Militar, Corpo de Bombeiros e Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep) continuarão com o pires na mão, sendo desrespeitados pelo Governo, cobrados pela sociedade e desafiados pelos marginais. Na foto com a governadora Rosalba Ciarlini e nas entrevistas, sorrisos e otimismo. Na vida real, desgaste, desânimo e a dura realidade.

Mas quando se fala em Copa do Mundo, a sensação é que vivemos em outro mundo. É como se tudo estivesse funcionando bem e o evento esportivo fosse mais um detalhe, mas não é. O Rio Grande do Norte enfrenta um momento delicado. Os cidadãos estão temerosos. Não existe mais lugar seguro.

E em meio a tantos crimes, a tanta violência, a classe política, em sua maior parte formada por homens e mulheres que comandam o destino do RN há décadas, está mais preocupada nas alianças para as eleições de outubro próximo. Os discursos são os mesmos, os atores do ridículo teatro de hipocrisia são os mesmos, alguns somente mudaram de palanques e partidos, sem nenhum receio, sem nenhuma vergonha na cara.

Até agora, nenhum dos pré-candidatos ao Governo do Estado, pelo menos entre os mais “poderosos”, anunciou o que pretende fazer para tentar minimizar o caos. Eles e elas ficam no blablablá, nos abraços, nas frases de efeito, nos desmaios, nos aplausos, nos sorrisos falsos. Pura canalhice. Uma afronta ao bom senso. Um soco da cara dos trabalhadores, das donas de casa, dos pais de família, dos estudantes, dos desempregados, dos cidadãos que nada querem além do que têm direito, inclusive o direito de ir e vir.

Para os governantes do RN, viver é um detalhe. Cada um que se vire como puder.

E em Brasília, não existe nenhum interesse em mudar a legislação. Pelo jeito, os deputados federais e senadores estão plenamente de acordo com a defesa ampla aos marginais, aos assassinos, aos estupradores, aos canalhas.

O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves, pré-candidato ao Governo do RN, só pensa agora em pedir votos, em realizar o sonho de ser governador. Ele e outros sonham em governar, em mandar mais, em acumular poder, dinheiro, enquanto os cidadãos e cidadãs querem apenas viver, entretanto está cada vez mais difícil.

Sobre a governadora Rosalba Ciarlini e sua gestão, não há muito o que dizer. Aliás, não precisa dizer. Todos estão vendo. É chover no molhado. Mas essa esculhambação que aí está não é culpa só da Rosa e sua trupe. A fatura deve ser cobrada também a ex-governadores, como Garibaldi Filho, Wilma de Faria, Geraldo Melo, Fernando Freire, José Agripino, Iberê Ferreira de Souza. Principalmente na área da Segurança Pública, nenhum priorizou, apenas tentou remediar. Foram incompetentes, diferentemente dos bandidos, que são eficientes no que fazem  e estão dando provas disso todos os dias, desafiando a sociedade, porque sabem que não há reação à altura do Estado, que agora só pensa na Copa do Mundo e nas eleições de 2014.

ByJoão Ricardo Correia

Formado em Comunicação Social pela UFRN. Experiências profissionais em rádio, jornais, TV, informativos virtuais e assessorias de imprensa. Editor geral do Portal Companhia da Notícia.

Deixe seu comentário

Fale no ZAP