Câmara aprova reaproveitamento de água da chuva nas escolas

5 out by João Ricardo Correia

Câmara aprova reaproveitamento de água da chuva nas escolas

DAGODEANDRADE1_ELPIDIOJUNIOR

Por unanimidade, e em primeira discussão, o plenário da Câmara Municipal de Natal aprovou durante a sessão ordinária de terça-feira (30) o Projeto de Lei nº 0061/2014, de autoria do vereador Dagô Andrade (DEM), que estabelece o armazenamento e reaproveitamento de águas pluviais para abastecer as escolas municipais.

“O Brasil atravessa uma das piores crises hídricas de sua história, e a falta d’água afeta milhões. Então, esta matéria ajuda a melhorar a situação através do envolvimento da comunidade escolar com a questão da consciência ambiental. Acredito, inclusive, que os benefícios deste projeto podem ir além dos muros das escolas”, defendeu o vereador Dagô Andrade.

Em segunda discussão, o plenário deu parecer favorável à matéria encaminhada pelo vereador Fernando Lucena (PT) que obriga a fixação de placas indicativas de denominação das Unidades Básicas de Saúde – UBS’s e Unidades de Pronto Atendimento – UPA’s.

Também em segunda discussão, foi acatada a proposição do vereador Sandro Pimentel (PSOL) sobre a instituição do Serviço de Atendimento Veterinário Móvel, para urgência e emergência dos animais em situação de rua ou sob proteção de cuidadores domiciliares.

Ao final da sessão, os parlamentares aprovaram texto que altera o Artigo 3º da Lei Municipal nº 4.743, de 26 de março de 1996. A medida, apresentada pelo vereador Júlio Protásio (PSB), transfere da Secretaria de Planejamento, Orçamento e Finanças (Sempla) para o PROCON a atribuição de fiscalizar a execução da lei da meia-entrada para estudantes.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal do Natal
Texto: José Martins Junior
Fotos: Elpídio Júnior

ByJoão Ricardo Correia

Formado em Comunicação Social pela UFRN. Experiências profissionais em rádio, jornais, TV, informativos virtuais e assessorias de imprensa. Editor geral do Portal Companhia da Notícia.

Deixe seu comentário

Fale no ZAP