Categoria: Sayonara Alves

21 nov by João Ricardo Correia

N. S. da Apresentação: padroeira de Natal

Diz a tradição que, em 21 de novembro de 1753, um grupo de pescadores encontrou um caixote de madeira encalhado em umas rochas na margem direita do Rio Potengi, na frente da Igreja do Rosário, na atual Pedra do Rosário, em Natal, no Rio Grande do Norte. Dentro do caixote, havia uma imagem de Nossa Senhora da Apresentação e uma mensagem: Aonde esta imagem aportar nenhuma desgraça acontecerá.

Os pescadores avisaram sobre a descoberta ao vigário da paróquia, padre Manoel Correia Gomes, que se dirigiu ao local e logo reconheceu que se tratava de uma imagem de Nossa Senhora do Rosário. Porém, como o dia 21 de novembro é o dia da Apresentação de Maria ao Templo de Jerusalém, a santa foi batizada como Nossa Senhora da Apresentação e proclamada padroeira da cidade de Natal. A antiga Catedral de Natal, atual Igreja de Nossa Senhora da Apresentação, localizada naPraça André de Albuquerque. Lá, no dia 25 de dezembro de 1599, foi celebrada a primeira missa na cidade, pelo padre Gaspar Moperes.

20 nov by João Ricardo Correia

Luta de Zumbi dos Palmares é lembrada em audiência pública na ALRN

Zumbi dos Palmares é considerado um dos grandes líderes da história brasileira, nascido no estado de Alagoas, em 1655. Foi símbolo da resistência e luta contra a escravidão, lutou ainda pela liberdade de culto, religião e prática da cultura africana no Brasil colonial.

Para celebrar Zumbi e o que ele representa até os dias de hoje para a comunidade negra, o deputado estadual Fernando Mineiro debateu e discutiu na audiência pública, na Assembleia Legislativa do RN,  nessa quarta-feira, 20,  juntamente com as entidades, entre elas a Organização Quilombola, o enfrentamento ao extermínio da juventude negra. “É primordial que que sejam feitas ações, desenvolvidas em políticas públicas, pois, o número que temos acesso é que aumentaram os extermínios e as discriminações com essa população”, explica o deputado.

Outros temas foram debatidos no Auditório Robinson Faria, pela comunidade Quilombola, como a inserção do negro no mercado de trabalho, uma luta antiga, e a discriminação por parte da polícia.

Identificação de etnias, moda e beleza negra, como afirma a estudante Maria de Fátima de Moura, 18 anos. Maria afirma já ter sofrido preconceito não só pela cor negra, mas, também pelo cabelo rastafari, uma técnica avançada que vem agradando as negras de cabelos crespos. “Participo do movimento Quilombola desde criança e lá aprendi a me valorizar, levantar a cabeça e não me senti menor que ninguém”, finaliza a estudante.

Zumbi dos Palmares morreu no dia 20 de novembro de 1695. Por isso, é lembrado e comemorado em todo o território nacional como o “Dia da Consciência Negra”.

E as comemorações em torno dessa celebração não terminam por aqui, na audiência. Nos próximos dias 29 e 30, vai acontecer o 4º Seminário Estadual da Realidade Juvenil, no colégio Marista para tratar de eventos educativos, evitando o desenvolvimento do auto-preconceito e da inferiorização perante a sociedade, é o que afirma a Educadora Social, Aline Nolon.

20 nov by João Ricardo Correia

Presidente da Assembleia Legislativa intermedia solução para tráfego em Macaíba

O presidente da Assembleia Legislativa do RN, deputado Ricardo Motta (PROS), intermediou uma reunião, entre representantes do DNIT, Detran, Prefeitura e Câmara Municipal com o objetivo de resolver os problemas de tráfego no entroncamento da BR-304 com a RN-160/Avenida Jundiaí, em Macaíba. O referido cruzamento é um gargalo no trânsito pela total falta de sinalização e solução para quem precisa cruzar a rodovia. Ficou acordado que o Detran instalará um semáforo no local, até que esteja concluído o viaduto que será construído pelo DNIT.

O cruzamento é uma grande confusão. Os motoristas se arriscam para conseguir atravessar a via ou mesmo fazer o retorno. Vários acidentes ocorreram no local e têm se intensificando diante do aumento considerável no volume do tráfego. A situação é ainda mais delicada para os pedestres. O pescador Júnior Medeiros, que atravessava a BR-304, informou que, dependendo do horário ou trânsito, chega a esperar 10 minutos para cruzar de uma margem a outra.

“Esse cruzamento tem se constituído num grande problema não só para a população de Macaíba, mas também para quem precisa se deslocar pela BR-304 para o interior do Rio Grande do Norte. Já foram várias pessoas atropeladas e vários acidentes já ocorrerão aqui. O nosso trabalho foi no sentido de proporcionar essa reunião e buscar uma solução. Nós já vínhamos buscando junto ao DNIT essa solução por meio de requerimentos que foram apresentados por mim na Assembleia”, afirmou o deputado Ricardo Motta.

O chefe de gabinete e diretor substituto do Detran, Manoel Ferreira, explicou que será feito um estudo do tráfego no local para definir se o semáforo será de dois ou três tempos e a temporização de cada um dos equipamentos. “Apesar de a BR-304 ser uma via federal, a RN-160 é estadual e, portanto, de responsabilidade do Detran, nós vamos trabalhar em parceria. O Detran irá instalar o semáforo. Vamos trabalhar para que que isso ocorra até a próxima semana”, afirmou Manoel Ferreira.

Viaduto

O superintendente do DNIT, Walter Fernandes, afirmou que a solução com os semáforos será muito importante para disciplinar o trânsito, inclusive, quando for iniciada a obra ao longo de 27 quilômetros na BR-304, com a construção de vias marginais, viadutos e duplicação. “O semáforo é uma solução temporária. A solução definitiva será a construção de um viaduto. A licitação foi concluída, o contrato será assinado na próxima semana e as obras irão começar em janeiro”, afirmou Walter Fernandes.

Caic

O deputado Ricardo Motta, o prefeito Fernando Cunha (PROS) e um grupo de vereadores também estiveram no Caic de Macaíba, junto com a secretária estadual de Educação, Betânia Ramalho. O Caic, construído há 19 anos e de responsabilidade do Governo do Estado, nunca passou por uma reforma. Pelo menos 12 salas de aula estão interditadas, em torno de 500 lâmpadas precisam ser repostas, há vários problemas nas instalações elétricas e hidráulicas, falta de equipamentos, como carteiras e cadeiras. O ginásio continua sendo utilizado pelos pouco mais de 400 alunos matriculados nos ensinos fundamental e médio, apesar de estar bastante deteriorado. Os banheiros do ginásio, por exemplo, estão quebrados e sem condições alguma de uso.

A secretária Betânia Ramalho afirmou que está em curso um plano para recuperação dos 15 Caic´s espalhados pelo Estado. Os projetos foram feitos e apresentados ao Ministério da Educação, tendo em vista que o financiamento das obras será de responsabilidade do Governo Federal. A expectativa da titular da Educação é de que as obras sejam realizadas em 2014.

20 nov by João Ricardo Correia

Policiais civis e servidores do ITEP podem retomar greve a partir do próximo dia 28

A diretoria do SINPOL está bastante preocupada com a possibilidade de retomada de greve pelos servidores do ITEP e policiais civis, algo que pode ocorrer no dia 28 próximo, quando está marcada uma assembleia geral das categorias. A situação ocorre porque o Governo do Estado não vem avançando nos diálogos após a suspensão de uma paralisação de 63 dias no início de outubro, como prometeu a governadora Rosalba Ciarlini, e ainda regride em pontos já acordados.

Após várias reuniões canceladas e nenhum avanço na audiência dessa segunda-feira (18) com a cúpula governamental nos pontos pendentes – revisão da tabela salarial dos policiais e envio do projeto que criará Lei Orgânica e Estatuto do ITEP para a Assembleia Legislativa – a categoria começa a se deparar também com o descumprimento de vários pontos da pauta que já tinham ficado acordados com a própria Chefe do Executivo e o secretário-chefe da Casa Civil, Carlos Augusto Rosado, tais como: nomeação de cerca de 20 concursados por mês (suspenso desde outubro) e extensão do serviço terceirizado de limpeza para todas as delegacias (até onde o serviço já foi implantado há precariedade com a falta de produtos).

O descumprimento, no entanto, atinge cláusulas acordadas com o Estado desde 2011, como bem reconheceu o Estado na audiência de ontem. Cerca de 50 presos de justiça continuam sob a custódia irregular de policiais civis em delegacias. Mesmo o Governo tendo se comprometido há mais de dois anos, no Tribunal de Justiça, a apresentar cronograma para execução de obras em cadeias públicas e presídios, isso não ocorreu. O presidente da comissão governamental, secretário de Administração e Recursos Humanos, Alber da Nóbrega se comprometeu, somente agora, a fazer a solicitação das informações ao secretário de Justiça e Cidadania, Júlio César, assim como o convocaria para audiência com o SINPOL.

Destaque ainda para a falta de informações concretas a respeito do aparelhamento e informatização das unidades policiais e aquisição de armamentos, coletes, algemas e munições. Não existe levantamento de quantitativos, valores, previsão de compras, apesar do Governo adotar o discurso de que isso será providenciado em breve até mesmo para que o Rio Grande do Norte cumpra as exigências do programa federal “Brasil mais Seguro”.

Mais informações

No quesito reajuste da tabela salarial dos policiais, o Governo, que tinha ficado de apresentar nesta audiência contraproposta, após ter levantado o impacto financeiro de proposta apresentada pelo SINPOL, disse que ainda se reunirá com secretários de outros estados e só terá algum posicionamento antes dos festejos natalinos.

Já com relação ao envio de projeto de Lei do ITEP para a Assembleia Legislativa, o que só ocorrerá após análise de relatório feito recentemente por um Grupo de Trabalho, a Corregedoria de Polícia, assim como a própria Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social se negam a enviar cópia do documento ao SINPOL, o que leva os trabalhadores a ficarem preocupados com o surgimento de mudanças no teor da minuta, assim como atraso, vez que a governadora Rosalba garantiu ao SINPOL que enviaria tal mensagem à casa legislativa antes do final do ano e do modo como está agora, já bastante avaliada por diversas instâncias governamentais e aprovada pela categoria.

23 out by João Ricardo Correia

Maurício de Sousa: foi ele quem me incentivou a ler

Esta colunista e Maurício de Sousa: encontro em Natal

Eu tinha uns cinco anos. Estava na alfabetização quando ganhei a minha primeira revista em quadrinhos da Turma da Mônica. E foi paixão imediata. Aprendia a ler na escola e exercitava o gostoso mundo da leitura, da imaginação com os personagens criados pelo cartunista e símbolo de quadrinhos no Brasil, Maurício de Sousa.

Adoravaaaaaaaa cada revistinha. Devorava em pouco tempo e perturbava meus pais pelas novas edições. O jornaleiro informou que as edições semanais inéditas chegavam toda sexta-feira e eu esperava ansiosamente esse dia pelas minhas revistinhas. Me deliciava durante todo o final de semana. Nas viagens longas era meu passatempo e o tempo passava de um jeito que eu nem percebia. Foi assim durante muiiiiiito tempo. Eu já começava a ler contando quantas páginas tinha aquela historinha, não queria que acabasse nunca. Nossa como eu gostava!

Claro que eu tinha uma personagem predileta e que me identificava mais. Não era a Mônica (apesar de gostar bastante), mas, a minha predileção era pela Magali. Ahhhhh, e também pelo Chico Bento.

A paixão pela Turma da Mônica durou muito tempo. E eu achei que tinha acabado. Fui crescendo e descobrindo outras leituras. Veio a pré-adolescência com as revistas Capricho, a adolescência com Paulo Coelho, a fase adulta com a Cláudia e Nova. Claro que meu mundo foi se abrindo e hoje é inviável falar dos autores, títulos já lidos….

Agora, devo completamente meu hábito pela leitura ao Maurício de Sousa e hoje descobri que minha admiração pelo seu trabalho não ficou lá no passado. Em um encontro com ele na manhã desta terça-feira ficou muito claro como foram importantes suas histórias na minha vida. Foi passando um filme delicioso na minha memória. A fase gostosa aproveitada de forma lúdica. Especial!

 

Humilde e atencioso, o pai da Turma da Mônica autografou várias revistas

O jornalismo tem dessas coisas. Possibilita o privilégio de entrevistar nossos ídolos e tietar também. Por que, não?

Tietei e conheci um Maurício simples, acessível, educado, simpático. Ele esteve aqui, em Natal (RN), para a abertura do III Festival de Livros e Quadrinhos de Natal. Foi um bate-papo sobre os 50 anos da Mônica. E fiquei bemmmm feliz!!!! Muito mesmo. E aproveito para agradecer de coração por cada personagem, por cada historinha marcada na minha vida. Torço para que meu filho, hoje com três anos, se identifique com a leitura, com a imaginação, assim como aconteceu e acontece comigo. E no que depender de mim… Já estou incentivando!!!!

18 set by João Ricardo Correia

Entrevista exclusiva: Jorge Fernando trata de temas ‘mediúnicos’ no espetáculo BOOM

Jorge Fernando iniciou sua carreira aos 17 anos, sendo premiado em Campina Grande(PB)  como melhor ator num festival de teatro. Com essa sua primeira performance, foi reconhecido pelo público e pela classe artística como um grande profissional, que anos mais tarde se tornaria um dos mais importantes diretores de superproduções teatrais, assim como da televisão brasileira.

Há 14 anos em cartaz com a peça BOOM (http://companhiadanoticia.com.br/jorge-fernando-apresenta-pela-primeira-vez-em-natal-o-espetaculo-boom/), tendo lotado as casas de espetáculos em todo o país, chegou a hora Natal. Confira entrevista exclusiva ao Portal Companhia da Notícia.

Companhia da Notícia – A comédia BOOM já tem 14 anos de sucesso. Qual o segredo do sucesso de uma peça que já dura mais de uma década?  

Jorge Fernando – O espetáculo teve várias mudanças durante estes 14 anos, BooM me dá total liberdade para questionar assuntos da atualidade, e o mais incrível   é que a peça não envelhece.

CN – Esta é a primeira vez em Natal. Por que demorou tanto?  

JF – Deve ter sido algum conflito de compromissos na minnha agenda. Estou sempre entretido com cinco trabalhos ao mesmo tempo rsrsrsrs!!!   Acho Natal uma das cidades mais lindas do Brasil e estou com aquele friozinho na barriga gostoso de estreia. Espero que seja prazeroso pra todos nós!

CN – O que a plateia pode esperar de uma comédia que faz uma abordagem irônica e bem humorada de temas mediúnicos?   Você poderia citar alguns personagens?  

JF – A figura central é o Professor Rebelo que “recebe” várias incorporações, dentre elas, a Maria Callas, a bailarina do Moulin Rouge, a portuguesa Rute,   além de outras surpresas.

CN – Ao longo desse tempo, a comédia vista por mais de um milhão de pessoas, teve modificações, adaptações ou continua da mesma forma?

JF – O espetáculo teve várias mudanças durante estes 14 anos, BooM me dá total liberdade para questionar assuntos da atualidade, e o mais incrível   é que a peça não envelhece.

CN – Não é somente um espetáculo, não é Jorge? A plateia vai participar de um teatro-show, novidades cênicas, efeitos especiais, enfim… Como será tudo isso?  

JF – BooM foi um presente que me dei e que divido com o público.   O público é importantíssimo neste espetáculo interativo, e é comum reagirem com risos, choros e inteligência. Um público participativo, dentro da proposta do show, deixa a atmosfera perfeita!

CN – Para montar o BOOM você se inspirou em alguém, foi em busca dos estudos mediúnicos?  

JF  – O maior presente que herdei dos meus pais foi a formação espiritual que me deram. Eu só tenho a agradecer a minha mãe por tudo que ela fez na minha vida. Minha melhor amiga, confidente e crítica. E hoje é isso que me alimenta e me inspira. Dedico todos os espetáculos a minha mãe Hilda Rebello.

CN – Você brinca com um assunto sério e que assusta muita gente que é a morte e outras questões espirituais. Como fazer desses “temas” uma comédia?  

JF – Apesar de ser uma comédia escrachada, trazemos uma mensagem forte. Falamos de como somos egoístas, de como não trabalhamos nosso potencial   e damos valor a pequenos problemas. O público quer e precisa ouvir isso, é o trunfo da peça.   As pessoas saem com vontade de reverem suas vidas, seus conceitos e seus sonhos.

CN – E os próximos projetos, já pode adiantar alguma coisa pra gente?  

JF – O momento estou focado no projeto de um novo programa humorístico na Tv Globo. O processo de criação está sendo incrível! Vai dar o que falar…

Jorge Fernando e o produtor local do espetáculo, Jorge Elali

4 set by João Ricardo Correia

Atitude

 

Olhem que texto…

Assim como todos os dias, o despertador “berra” (um horror, detesto acordar cedo) às 6 horas da manhã e antes de levantar da minha gostosa cama, eu abro meus e-mails (nem sempre respondo, só quando chego no trabalho), olho o Twitter, o Facebook, posto algo de “bom dia” ou de otimismo para meus amigos e seguidores no Instagram, me atualizo no Portal Companhia da Notícia, só então vejo o Whatsapp (nossa, quantos aplicativos, redes sociais, eu sei! Mas, adoroooo todos, rs.)

Geralmente no Whats pela manhã cedo são mensagens do grupo da TV Assembleia, dou bom dia a todos e daí levanto, vou tomar banho e me arrumar. Tudo precisa ser minimamente cronometrado para que eu chegue às 8 horas na TV (só tomo o café quando chego na redação), afinal eu moro em Nova Parnamirim e, aonde fica a Assembleia? Na praça dos 7 Poderes, ou seja, no outro lado da cidade. Pego a Maria Lacerda, entro na Ayrton Senna, sigo pela Gastão Mariz, Rota do Sol, Engenheiro Roberto Freire, Ribeira, Praia do meio, Santos Reis… Ufa! Assembleia Legislativa.

Tenho uma amiga que se define muito prolixa, a também jornalista Renata Passos, espero que ela não se chateie em tê-la exposta aqui (ela mesmo diz a todo mundo, kkkk) e assim como ela, eu também sou, por isso (e por outros motivos) nos entendemos tão bem, né Rê? 🙂

Bom, gente tudo isso acima foi pra dizer que hoje pela manhã mudei um tiquinho minha rotina e ao que eu poderia achar ter perdido tempo, digo-lhes, ganhei meu dia.

Antes de levantar da cama, recebo pelo Whats, de outra amiga, Raquel Carvalho, um texto enorme intitulado “Atitude” (até pesquisei o autor, porém, não encontrei nada), mas, tão verdadeiro, tão significante, tão instigante, tão capaz de nos fazer pensar na vida que

“perdi um pouquinho do meu tempo” e saí de casa mais feliz e mais motivada para enfrentar o dia.

Por ter gostado tanto, resolvi compartilhar com vocês. É um pouco longo, mas, vale a pena. Leiam e reflitam.

Eis, o texto:

Atitude

Sinto dizer que sem esforço nada vai acontecer! Não adianta reza forte, nem macumba com 20 velas. Se você não se decidir pelo primeiro passo, se você não sair desse quarto, nem os anjos e nem Jesus poderão te ajudar, se você não se ajudar!

Quer emagrecer? Caminhe todos os dias, pare de dizer que não tem dinheiro para a academia.

A rua é livre, de graça e está te esperando, seja noite, seja dia. Quer um novo emprego? Estude algo novo, aprenda um pouco mais do seu ofício, faça a diferença e as empresas vão correr atrás de você! Quer um novo amor? Saia para lugares diferentes assista a um bom filme, leia um bom livro, abra a cabeça, mude os pensamentos, e o amor vai te encontrar no metrô, no ônibus, na calçada, e em qualquer lugar, pois você será de se admirar. Pessoa que encanta só de olhar…

Quer esquecer alguém que te magoou? Enterre as lembranças e o infeliz! Valorize-se criatura!

Se você se valoriza, sabe quanto vale, sabendo quanto vale não se troca por qualquer coisa.

Se alguém te deixou é porque não sabe o seu valor. Logo, enterre a criatura no lago dos esquecidos. E rumo ao novo que o novo é sempre mais gostoso…

Quer deixar de dever? Pare de comprar. Não faça dívida para pagar dívidas! Nunca! Jamais!

Faça poupança e peça para o povo esperar. “Devo, não nego, pago quando puder.” Assim, a cabeça fica livre e você vai trabalhar. Em breve, não terá mais nada para pagar… Quer esquecer uma mágoa? Limpe o seu coração, esvazie-se… Quem tem equilíbrio não guarda mágoas.

Só as pessoas com problemas emocionais é que se ressentem. Ficam guardando uma dor, alimentando como se fosse de estimação. Busque o equilíbrio emocional. Doe-se, ame mais e tudo passa. Quer viver bem? Ame-se! Felicidade é gratuita, não custa nada. É fazer tudo com alegria, nos mínimos detalhes. Pergunte-se e se achar resposta que te satisfaça, comece tudo de novo:

– Pra que 2 celulares (1 pra cada orelha?)?

– Pra que 3 computadores, se não tem uma empresa?

– 4 carros?

– 6 quartos se é você e mais 1 ou 2?

– 40 pares de sapato, se tem apenas 2 pés ?

Então, gente, a vida pede muito pouco e nós precisamos de menos ainda. Acorde enquanto é tempo e comece a mudança, antes que o tempo venha e apite o final do seu jogo!

Espero que você pelo menos tenha vencido a partida.

Seja feliz! Bom Dia!!!

3 set by João Ricardo Correia

Jorge Fernando apresenta, pela primeira vez em Natal, o espetáculo BOOM

Com 14 anos de sucesso e pela primeira vez em Natal, a Comédia “BOOM”, escrita por Luiz Carlos Góes, faz uma abordagem irônica e bem humorada de temas mediúnicos como reencarnação e materialização, apresentando à plateia alternativas hilárias sobre o final da existência.

O espetáculo está centrado na figura de Jorge Fernando que, com seu excepcional carisma e empatia, comanda o show representando diversos personagens, brincando com a morte e outras questões espirituais sem cair em discursos religiosos.

Aberto a incorporações inesperadas, o paranormal Professor Rebelo “recebe” os espíritos de Ney Luiz , desencarnado enquanto dormia; da cantora lírica Maria Callas; da portuguesa Ruth, amante dos fados, e de uma dançarina de can-can que morreu em pleno Moulin Rouge, mas pensa ainda estar viva. Destacam-se também os figurinos e o expressivo cenário, assinados por Cláudio Tovar, que se inspirou nos mestres Toulouse Lautrec e Debret e em motivos circenses.

A plateia acompanha verdadeiros fenômenos sobrenaturais e participa de uma surpresa para encerrar em alto astral o teatro-show de Jorge Fernando, com novidades cênicas, cortinas de led, efeitos especiais, que valorizam a super produção do espetáculo. Jorge Fernando divide o palco com os atores Maria Carol e Marcelo Barros.

SERVIÇO:

Data: 21 de setembro – Sábado

Hora: 21h

Local: Teatro Riachuelo

Duração: 1h 30 minutos

Classificação: 12 anos

 

FICHA TÉCNICA BOOM

Texto: Luiz Carlos Góes

Elenco: Jorge Fernando, Maria Carol e Marcelo Barros

Direção: Marcus Alvisi

Cenário e Figurino: Claudio Tovar

Direção de Produção: Maria Rebello

Realização: Bons Dias Empreendimentos Artísticos

Produção Local: Jorge Elali Produções

 

 
Mais sobre JORGE FERNANDO

Jorge Fernando iniciou sua carreira aos 17 anos, sendo premiado em Campina Grande como melhor ator num festival de teatro. Com essa sua primeira performance,foi reconhecido pelo público e pela classe artística como um grande profissional, que anos mais tarde se tornaria um dos mais importantes diretores de superproduções teatrais, assim como da televisão brasileira.

Ele é diretor de núcleo da Rede Globo. Dirigiu no ano de 2005 / 2006 a novela das 18 horas, Alma Gêmea, que bateu recorde de audiência.

Jorge está há 14 anos em cartaz com a peça BOOM, tendo lotado as casas de espetáculos em todo o país.

 

NOVELAS – TV GLOBO

“Guerra dos Sexos”, “Rainha da Sucata”, “A Próxima Vítima”, “ Vamp”,“Que Rei Sou Eu?”, “Chocolate Com Pimenta”,

“Alma Gêmea”, “Sete Pecados”, “Caras e Bocas” e “Tititi”.

 

TEATRO

“Fica Comigo Essa Noite”, “No Escurinho do Cinema”, “Aqui Se Faz, Aqui Se Paga”, “Pequeno Dicionário Amoroso”, “A

Gaiola das Loucas” , “BOOM”,“Os Duelistas”, “Monstra”

 

MUSICAIS E SHOWS

“Não Fuja Da Raia”, “Nas Raias Da Loucura”, “Caia Na Raia”, “Não Perca o Tom”, “Estrela Dalva”, “The Rock Horror

Show”.

 

SHOWS

Ney Matogrosso, Zezé di Camargo e Luciano, Elba Ramalho, Edson Cordeiro, Roberto Carlos, entre outros.

 

(Fonte: Assessoria de Imprensa da Jorge Elali Produções)

30 ago by João Ricardo Correia

Cabelos curtos: moda x tendência = praticidade

Não é preciso ser nenhuma especialista em cabelos para saber que a nova tendência para a estação são os cabelos curtos e estilosos: sinônimos de praticidade.

Os programas de televisão e as novelas ditam as regras. Que as famosas ditam tendência de moda não é nenhuma novidade. As atrizes Sophia Charlotte e Isabelle Drummond (A Amora e Giane respectivamente da novela “Sangue Bom”) e Maria Casadevall, Barbara Paz, Vanessa Giácomo e Carol Castro (A Patrícia, Edith, Aline e Sílvia respectivamente da novela de horário nobre da telinha “Amor à Vida”).

Essas foram só alguns exemplos de atrizes que utilizam os cabelos curtos ou médios para dar vida às personagens.

Mas… No meu ponto de vista, é preciso muito cuidado antes de aderir à tendência ou à moda da vez! Acho um horror quem adquiri tudo que é ditado pelas passarelas, revistas, programas, novelas e afins. Aliás, eu acho cafonérrimo quem segue tudo que a mídia impõe a cada estação. E isso vale pra tudo, cabelo, cor de cabelo, roupa, sapatos, acessórios e tudo mais!
Agora, antes de tudo, vamos entender o que significa tendência e o que significa moda.

Vamos lá! Tendências nada mais são do que previsões e especulações quanto ao uso de determinada cor, tecido, estilos, estampas, acessórios e no nosso assunto: cabelos! As tendências não se sabem se vão ser aderidas à moda.

Moda é composta de diversos estilos que podem ter sido influenciados sob vários aspectos. Acompanha o vestuário e o tempo, que se integra ao simples uso das roupas no dia-a-dia. É uma forma passageira e facilmente mutável de se comportar e sobretudo de se vestir ou pentear.

SAYO26

As tendências de corte de cabelo estão com tudo, isso é uma realidade como já falamos acima, no quesito beleza e produção.

E, como isso não é minha área e para deixá-las a par de tudo, consultei minha amiga, cabeleireira e expert Gláucia Araújo, para saber das novidades.

Segundo a hairstylist do salão Glaúcia Araújo de Beleza – Edifício Elali, os cabelos mais curtinhos estão em alta, dentre eles o long bob (comprimento na altura dos ombros), o bob CUT (um chanel mais curtinho) e o corte pixie (aquele curto estilo masculino, repicado e bagunçado; “ou seja, este é um momento para apostar em ousadia”, afirma.

“Os cortes médios, também conhecidos como semi-longos (dos ombros até o centro das costas), estão ditando a tendência. E a aposta em várias camadas, pontas repicadas, para que os fios ganhem movimento e bastante leveza, são opções pra lá de assertivas”, acrescenta a expert.

Mas, lá em cima, eu falei pra ter cuidado. Sabe por quê? Devido ao biotipo de cada pessoa, uma dica interessante é entrar em contato com profissionais especializados para que seja possível saber qual o melhor corte para o seu rosto. Não é porque o corte da Sophia Charlote deu certo nela que ficará perfeito em você.

Quem quiser conhecer o “Estúdio Glaúcia Araújo de Beleza” e tirar suas dúvidas é só chegar no salão e conversar. Tenho certeza de que você sairá mega satisfeita e feliz com o resultado. O Salão fica na loja 5 do Edifício Elali, em frente ao Bob’s da Salgado Filho. Telefone: 2010-4301. Ahhhhh! E sabe do melhor? O salão abre às segundas-feiras. Um diferencial que coloca o Estúdio de Beleza entre os preferidos de Natal. Pequeno e aconchegante o salão te faz se sentir em casa. Vale a pena!

 

23 ago by João Ricardo Correia

Casa dos Milagres

Fiz uma matéria pela TV Assembleia/RN, nesta quinta-feira, 22,  que me fez refletir, repensar e voltar ao túnel do tempo de uma forma saudosista, um pouco nostálgica, mas que me deixou muito feliz. Muito mesmo. Emocionada! Fui criada e educada dentro da igreja católica, meus pais praticantes e eu e meus irmãos como estudantes do Colégio Salesiano São José seguimos a escolha/orientação de nossos pais. E foi muito válido para minha formação pessoal, meu caráter, os ensinamentos do nosso querido e eterno professor Sandro Trigueiro (Sandrinho) nas aulas de religião, nossos encontros na capelinha Dom Bosco, as missas, as Campanhas da Fraternidade, as cantorias, enfim…

Já adulta, tive liberdade em escolher qual a melhor religião se encaixaria no meu perfil e curiosa como sempre fui, passei a frequentar e procurei conhecer outros tipos de religiões, sem preconceito  algum busquei a palavra do Senhor em outras doutrinas. E aprendi que em todas existe uma coisa em comum chamada fé. Uma palavra tão pequenininha, né? Mas, tão poderosa… Todos creem em alguma coisa. Aprendi também a importância de ser crer em algo ou alguém. Aprendi que aquele ditado “A fé pode mover montanhas” é a mais pura verdade. E diante de tudo o que conheci, resolvi que eu não teria uma religião definida, eu resolvi ser espiritualista e buscar o que há de melhor em cada religião ou doutrina. Dessa forma, me sinto livre para seguir a palavra do Senhor através da Bíblia da Mulher (pra quem não conhece é uma bíblia evangélica voltada para o estudo bíblico da mulher), ela é fantástica, me dei a liberdade de ir à missa quando estou com vontade de ouvir o “sermão” do padre ou ao culto da igreja evangélica, de aprender e aplicar alguns ensinamentos do Budismo, ler Osho, só não frequento Umbanda e Candomblé por não me identificar com absolutamente nada das crenças deles – apesar de existir o sincretismo religioso –  e nem mesmo concordar com o sacrifício de animais e outros, porém, eles têm todo o meu respeito.

Bem, tudo isso foi pra dizer que fiquei extremamente feliz, encantada, com um lugar pequeno, mas a energia boa logo na entrada se tornou imensa aos meus olhos e ao meu coração.

O Rio Grande do Norte é repleto de encantos, isso não é novidade, além de  pertencermos a uma terra de muita fé. E para aumentar ainda mais a riqueza da nossa cultura, a Secretaria Estadual de Turismo realizou uma coletiva de imprensa para apresentar o museu ou, como prefere chamar, o idealizador do projeto professor, Antônio Marques, “A Casa dos Milagres”. O museu foi montado com cerca de 2500 peças de artistas populares e ex-votos, na antiga capelinha do Centro de Turismo, fechada há 38 anos.

A exposição também contempla os principais santuários do estado, como Nossa Senhora de Santana e Santa Rita de Cássia.
O que mais me encantou e surpreendeu-me na exposição é a quantidade de ex-votos, dispostos nas paredes laterais. Eles foram coletados ao longo de várias décadas com a finalidade de serem salvos do esquecimento ou da destruição.

Vários artistas populares foram lembrados e homenageados no museu, dentre eles, Luzia Dantas, nascida na cidade de São Vicente no ano de 1937, mas, atualmente vive em Currais Novos. Um pequeno espaço e logo identificávamos suas peças expostas, sempre utilizando a técnica do entalho em madeira rústica. A artista afirma nunca ter tido nenhum tipo de influencia na criação de suas peças em pequenos objetos. Depois, passou a fazer Santos e ex-votos com uma qualidade de fabricação que a colocou entre as melhores artistas populares do país.

A inauguração está programada para próxima quarta-feira (28), às  17 horas. Vale muito a pena todos darem uma passada para ver de perto verdadeiras relíquias, independente de qual religião for a sua.

 

 

19 ago by João Ricardo Correia

A síndrome da segunda-feira

Boa parte das pessoas que conheço detesta a segunda-feira com a justificativa de após dois dias de descanso, o sábado e o domingo, a “negatividade” da semana que vai entrando já os deixa sem ânimo. Eu, como oposto de muitos (dizem que a contradição já faz parte do “meu”, rsrsrsr, me divirto com tudo isso!), adoroooooo a segunda-feira. Levanto-me mais disposta, tomo um belo banho, me arrumo com mais tempo e com mais vontade (pois, acordo mais cedo também). Óbvio que tenho meus motivos e minhas justificativas.

Olha só, o inicio de uma semana é como se fosse a oportunidade de um recomeço, seja no trabalho, na vida pessoal, sentimental, é um momento de terminar algo que ficou incompleto na semana que passou, e então? Não são bons motivos para se começar uma segunda-feira com mais otimismo? O desenrolar da semana vai depender muito de como você a começa.

A segunda com muita energia e vontade, a terça-feira e a quarta-feira já vão fazendo com que desempenhemos nossas obrigações com o pé no freio, a quinta-feira… Ahhhh, a quinta! Essa sim, pra mim chega quase a ser terrível. Mas, é puro exagero! Só não gosto muito! Faço o que tenho que fazer e aguardo a sexta-feira com muita alegria por chegar em casa, esperar meu pimpolho da escolinha e ficarmos bem agarradinhos assistindo televisão enquanto o pai não chega para levá-lo pra passear. Depois que o pai me devolve, mais brincadeira, mais TV, banho com muita diversão e dormir relaxadamente por poder acordar no sábado a hora que quisermos. E aí depois conto como é o final de semana. Hoje, a mensagem que eu quis passar é que para que todos nós deixemos a preguiça dentro de um baú bem fechado no fundo de nossas mentes e vamos ver a segunda-feira como recomeço de uma nova história, onde podemos fazer diferente alguns atos do passado e tentarmos uma qualidade de vida melhor.

Positividade sempre. Ainda mais na segunda-feira!

Excelente semana a todos!

18 ago by João Ricardo Correia

O Cavalheiro Misterioso: Tempo

Cinco letrinhas, uma palavra pequena, mas, um significado gigante. Assim é o tempo.

O tempo é tudo, ele é capaz de curar feridas, capaz de sanar mágoas, capaz de transformar – um ser ou uma circunstância – enfim…

Pra mim, umas das coisas mais preciosas chama-se o tempo, mas, se não soubermos utilizá-lo de forma mais correta ele pode ser perigoso, cruel e traiçoeiro.

SAYOTEMPO

Passamos, sem perceber, grande parte de nossa vida trabalhando, rindo, e às vezes chorando, sem procurar viver bem enquanto temos a vida como prêmio. Muita gente destrói parte da vida pagando por erros cometidos e perdendo um enorme tempo se culpando por ter saído de seus limites, tempo esse que não volta nunca mais.

Pessoas ansiosas são incapazes de saber o valor que o tempo tem. Perdoem-me a redundância, porém, só o tempo pode nos ensinar que é através dele que as coisas chegam na hora exata que tem que chegar, que precisam chegar ou acontecer.

Quando aprendermos essa lição veremos a melhoria na nossa vida, na nossa mente, no nosso corpo e na nossa alma.

Não estou dizendo que o tempo é responsável pelas atitudes do Universo. Não! Temos que fazer a nossa parte, nada cai do céu. Não é ficar em casa, sem medir um esforço que o tempo vai bater na nossa porta com a resolução de um problema. Ou tirar do seu coração aquela mágoa que insisti em perdurar na sua vida e no seu dia a dia.

O tempo nos faz até seres iluminados e, segundo Buda, quando questionado sobre o que seria a iluminação, ele respondeu: é o não sofrimento. Viram? O Tempo, se não tudo, é quase tudo.

Que tal aprendermos a dar tempo a tudo aquilo que nos angustia? Façamos esse exercício, viveremos melhor. Acredito! E você, creia.

Gosto muitíssimo da poesia escrita pelo Caetano Veloso e interpretada pela Maria Gadu, Maria Betânia, entre outras, a “Oração ao Tempo”. Muitos de vocês já escutaram, claro, mas já prestaram atenção na letra? Já pararam pra pensar na realidade de cada palavrinha que esta música tem? Acho maravilhosa essa poesia, além, de lindíssima.

Eis alguns trechos: “És um senhor tão bonito, quanto a cara do meu filho, tempo tempo tempo tempo, vou te fazer um pedido, tempo tempo tempo tempo, compositor de destinos, tambor de todos os ritmos, tempo tempo tempo tempo, entro num acordo contigo, tempo tempo tempo tempo, por seres tão inventivo, e pareceres contínuo, tempo tempo tempo tempo, és um dos deuses mais lindos, tempo tempo tempo tempo, que sejas ainda mais vivo, no som do meu estribilho…” Quem quiser ver toda a letra e escutar a música acesse: http://www.vagalume.com.br/maria-gadu/oracao-ao-tempo.html .

Pesquisas realizadas por algumas instituições internacionais constataram que cerca de 35% das pessoas utilizam seu tempo de forma inadequada.

Uma infinidade de escolhas estão a nossa disposição. Vale a pena fazermos um esforço e escolhermos a alegria ao invés da tristeza, darmos um sentido de vida a essa caminhada terrena e, dessa forma, aproveitarmos o precioso tempo que temos a nossa disposição para sermos felizes e fazermos os outros que nos rodeiam.

A Lei do Retorno é implacável em nossa vida terrena. Uma boa semente plantada trará uma boa colheita. É preciso tempo para tudo. É preciso apenas dar o primeiro passo e depois mais outro e outro, sempre com esforço, atenção e responsabilidade, para que esse tempo ocupado lhe traga bem estar. A vida tende a dar certo, nós é que a atrapalhamos com comportamentos errados como estamos vendo na televisão todos os dias. O tempo, essa preciosidade, é o cavalheiro misterioso que nos traz e leva ilusões, esperanças e incertezas. Esse texto escrevi pra vocês, mas, podem ter certeza que eu fui o espelho. Sou a experiência viva da importância “de um dos Deuses mais lindos”, da valorização em perdoar e ser perdoada. Cada coisa, no seu Tempo!

Pensemos nisso!

14 ago by João Ricardo Correia

Pais heróis!


Ok, ok! Eu sei. O Dia dos Pais já passou, mas, sempre é tempo de presentear ou lembrar desses super-heróis de uma forma simples, criativa e acima de tudo exercendo a solidariedade.

Olha que presente… É claro que seu pai é sempre um grande herói, o seu herói! Os super poderes quem decide é você, mas existe um que nós já sabemos que ele desempenha muito bem, o poder do amor. Acreditamos que o dia dos pais são todos os dias, o difícil será escolher qual delas, será que seu paizão vai combinar com o Super Homem, Homem Aranha, Batman, Capitão América ou Homem de Ferro?

Certamente, a combinação perfeita é poder oferecer um presente original e ainda ajudar as crianças assistidas pelo GACC!
Não é incrível? Corram lá que ainda dá tempo de você conseguir a sua, a do seu pai e ajudar uma criancinha que com certeza está precisando e muito da sua, da nossa colaboração.

Os interessados podem adquirir as camisetas e outros produtos , na sede do Gacc/RN.

As camisetas são tamanhos P, M e G, baby look e infantil.

Endereço:
Av. Floriano Peixoto, 383, Petrópolis – Natal/ RN
CEP.: 59072-520
Fone: (84) 4006-6800
FAX (84) 3221-5684
Horários: 08:00 às 12:00 e das 13:30 às 17:30.

6 ago by João Ricardo Correia

Gravidez e o papel importantíssimo do papai

Não sei se já falei, mas, uso esse meu espaço aqui no Portal também como uma espécie de terapia. E hoje resolvi escrever para os futuros papais.

Meu primeiro texto postado aqui no portal foi Filhos e Cadilhos e pra minha surpresa tivemos 164 views (únicos) e 42 compartilhamentos no Facebook, até o momento. Foi um texto dedicado às futuras mamães e seus “encantos”, nessa fase quase nunca revelados pela família e pelos próximos.

Então, quando um casal resolve ter um filho ou não resolve, simplesmente acontece, muito poucos são os homens que têm a noção que não é só a mulher que está gerando um bebê. Pasmem, queridos, vocês também estão grávidos!!! E sentem, embora de uma forma diferente da mulher, todas as implicações que este momento mágico, sim mágico, embora complexo, traz para dentro de um relacionamento.

Homens queridos, vocês não terão estrias, não ficarão inchados, não se sentirão feios, não engordarão, não sentirão o bebê mexer, mas, terão um papel fundamental na pré-gestação, durante a gestação e pós-gestação: companheirismo, cumplicidade, carinho e muita, mas, muuuuuuitaaaaaaaa paciência.

Já ouvi dezenas de homens e mulheres falando que a chegada de um filho solidifica o relacionamento ou acaba de uma vez, porque a coisa não é fácil. Se os marmanjos souberem tirar de letra, irão se ababacar pela cria de uma forma sobrenatural. Querem um conselho? Nunca, mas, nunca mesmo pensem em dizer o quanto sua esposa está ficando gorda, nunca! Sempre elogie, diga que é uma fase e que vai passar logo logo. Experiência própria, viu? Eu tinha vontade de torcer o pescoço do dito cujo, rsrsrs.

Outra coisa que ajuda bastante é ficar em casa. Só isso. Muitas vezes vocês não têm muito o que fazer, os primeiros meses é mais mamãe x filho: amamentação, banho, dormir, trocar fraldas, não necessariamente nesta ordem. Mas, só o fato de vocês, maridos, namoridos, e tantos idos da vida estarem em casa, acreditem: é fenomenal! É como se nos sentíssemos cuidadas, protegidas e amadas. A presença física é quase tão importante quanto a fidelidade, vixeeeee… Acho que exagerei! Mas, é por aí…

Uma frase do tipo “amor, está precisando de alguma coisa?” ou “quer que eu fique com o bebê por 1 hora pra você descansar?” é quase o clímax. Eu não estou brincando, podem conversar com amigas que já tiveram filhos e como elas gostariam que os maridos tivesses agido.

É isso, não procurem entender o mau humor repentino, lembrem-se sempre da quantidade de hormônios existentes no corpo da sua mulher e tenha paciência. Com essas dicas, tenho certeza de que tudo será mais fácil e vamos falar sério… 9 meses passam-se bem ligeirinho, né não?

Depois vem a fase crítica da amamentação, mas, esse será assunto para outro capítulo, assim não assusto ninguém: nem as mamães e nem os papais. Até mais! Good Luck!

5 ago by João Ricardo Correia

Museu do Brinquedo Popular: um espaço onde reina a ludicidade infantil

Nós, potiguares, e eu me incluo nesse grupo, temos uma péssima mania em achar que por aqui não existe nada (ou quase) de atraente para nossos pequenos. Falamos que as opções existentes são os shoppings e praias, pois nem clube temos. Mas, não é bem assim. Há alguns dias, a equipe de produção da TV Assembleia marcou uma matéria num Museu do Brinquedo Popular, isso mesmo! Depois, fui levar Felipo, meu filho, para conhecer o local que funciona no prédio do IFRN da Rio Branco e é simplesmente fantástico. Coordenado pelo Núcleo de Estudos Culturais da Ludicidade Infantil (NECLI), O Museu do Brinquedo Popular abriga um acervo de cerca de 300 brinquedos e brincadeiras inventariados em mais de 60 municípios norte-rio-grandenses por uma equipe de pesquisadores do Curso de Tecnologia em Lazer e Qualidade de Vida do IFRN.

Trata-se de vestígios materiais de uma cultura feita de múltiplos artefatos e modos de fazer: brinquedos sonoros e musicais (gaita de talo de mamoeiro), bonecos e acessórios (camas de quenga de coco, soldadinhos de castanho de caju), representações de animais (curral de ossos), miniaturas de utensílios domésticos (móveis de caixas de fósforo), armas (arapuca, arco e flecha), transportes (barcos e jangadas, breque ou guidom, trem de lata de sardinha) e os mais diversos jogos (carrapeta, pião, peteca, biloca, futebol de botão), etc.

Para os pesquisadores, o acervo permite compreender o universo lúdico infantil de diferentes gerações, com suas particularidades definidas pelos costumes, espaços físicos, cultura, folclore, memórias e realidades distintas. Para os visitantes, a exposição representa mais do que um despertar da inocência e da imaginação.

Felipo ficou encantado com brinquedos simples, muitos feitos manualmente nunca vistos antes e muito provavelmente sem essa iniciativa dos pesquisadores do IFRN, ele continuaria sem conhecer. Passamos cerca de 1 hora no local, onde a entrada é gratuita e ele cheio de questionamentos e interesses por aqueles objetos que chamam atenção de qualquer criança.

Confesso que achei que meu filho iria ficar entendiado e ia querer ir embora logo, mas, para minha surpresa ele adorou o programa e pediu para marcar com os amiguinhos porque ele queria mostrar os brinquedos antigos, portanto… Acho que vale muito a pena, principalmente nessa era tecnológica onde nossos filhos não saem da frente de da televisão, de um Smartphone, Ipad ou Tablet. Fica a dica!

Quem se interessar em conhecer o museu deve ficar atentos aos horários:

* Visitação: Segunda a sexta, das 9h às 21h

Ou quem preferir levar grupos de escolas ou grupos de amigos é necessário agendamento prévio:
* Agendamento de grupos: (84) 4005-0970

Fale no ZAP