Confissões de uma pós adolescente

Minha família diz que sou “louca”, me acham meio estranha. Mas, que mal há em gostar de ficar sozinha no aconchego do meu lar? Minha mãe não suporta o domingo, acha depressivo. Já eu, amoooooooooo!!!! Sozinha, silêncio, Cup Noodles (de preferência de carne), um copo de coca-cola bem gelada, outro copo de água (sempre à mão), computador, televisão pra zapear, livros e redes sociais. Sozinha? Com tudo isso? Jamais! Escrevendo isso agora me surgiu que talvez o que mais goste é do silêncio. Ele é tudo de bom. Uma arma poderosíssima. Há ocasiões em que o silêncio de uma pessoa torna-se mais sábio do que qualquer palavra que poderia ser pronunciada, além de evitar tanta coisa. Pois então. Só que não é hora de entrar nesse mérito. O texto aqui é pra falar de ficar sozinha.

É indispensável falar no amor total e absoluto que tenho pelo meu filho. Só que até as mães merecem um tiquinho de tempo para si.
Agora, vale salientar que eu não era assim. Até por volta dos meus 25, 26 anos, gostava muito de sair, de estar com as amigas, paquerar, baladas, barzinhos… De repente 30! Sabe aquela deliciosa comédia romântica na qual todo cuidado é pouco quando se faz um pedido? Mais ou menos assim, rsrsrs. Idealizei-me, aos 30, casada, com filhos, cachorro, papagaio e blá blá blá…

Deu quase tudo certo, de todos os meus desejos, hoje permanece só o de mãe. Já separei, não penso em cachorros no meu super mega apartamento, rs, nem muito menos um papagaio falando o dia inteiro.

Acho, acho não, quem acha não diz nada..Tenho a certeza que no auge dos meus quase 35 anos, o que vieram foi maturidade, reconhecimento do meu trabalho, respeito mútuo pelos meus colegas de profissão e a mais bela de todas as ocupações: ser mãe!

Pra finalizar, não me acho estranha por gostar de ficar um tanto sozinha, loucos são aqueles que não suportam suas próprias companhias e precisam a todo momento estar com alguém, fazendo alguma coisa.

Agradeço a Deus por ser assim, minha companhia me basta e aquela velha história: solteira sim, sozinha nunca!!!!!

 

Deixe seu comentário