Empresários negam reajuste em vale-alimentação para rodoviários

Sem acordo com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros em Aracaju (Setransp), os rodoviários se reúnem em mais uma assembléia para discutir a pauta de reivindicação. A categoria pede reajuste salarial de 16% e 20% de aumento no ticket alimentação, mas o pedido foi negado pelo Setransp.

Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário de Aracaju (Sintra), Miguel Belarmino, após uma reunião para discutir a pauta de negociação coletiva de trabalho de 2014/2015, após a discussão o Setransp teria informado que não há possibilidade de aumento, a exemplo do que ocorreu em Natal/RN.

“Hoje estamos aqui na assembléia para expor a esses trabalhadores que não haverá o reajuste que tanto almejamos, porque a classe patronal não aceitou. Eles alegam que, para que esse aumento ocorra, é preciso que haja o aumento da tarifa de transporte. Portanto, entendemos que eles não vão reajustar os salários”, conta Miguel Belarmino.

A categoria não descarta a possibilidade de greve e garante que dará segmento à luta para que as reivindicações sejam atendidas. “Nós vamos nos reunir em mais algumas assembleias para discutir a questão e até o final de março decidiremos os rumos do movimento”, diz o Sindicalista.

Em ofício enviado à Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), o Setransp informou que o documento foi enviado ao órgão, de onde aguarda uma posição sobre a viabilidade da solicitação do reajuste pedido pela categoria. No ofício, o Setransp explica também, que irá avaliar os demais itens de solicitação dos trabalhadores junto à classe patronal.

 

(Fonte: Eliene Andrade, em www.infonet.com.br)

Deixe seu comentário