Festival Gastronômico da Pipa premia os Novos Talentos

Uma noite para os novos talentos mostrarem suas experiências e trabalhos. Assim foi segunda-feira, 7, terça-feira, 8, e quarta-feira, 9, para os estudantes de gastronomia executarem os pratos planejados para o concurso, que esse ano teve o tema “Caju”, seguindo a tradição de valorizar os ingredientes característicos da culinária regional.

Os jurados usaram como quesito para julgar os pratos: Harmonia de sabor e textura, Criatividade (inovação), Técnica gastronômica, Apresentação do prato (estética), Apresentação pessoal (higiene, postura, organização) e Didática (capacidade de transmitir sua receita com clareza).

O primeiro dia de competições apresentou a categoria “Entrada” e os vencedores foram Ivan Teles e Jorge Lucena, alunos da UnP, com o prato Made In Nordeste, uma releitura da brusquetta usando pão de caju, camarão e peixe.

“Fizemos vários testes, a principio pensamos em um ceviche, mas achamos um pouco comum ou que seria óbvio. Queríamos usar coisas básicas e tradicionais da culinária regional, mas fazer algo diferente. E usar o caju, ingrediente obrigatório, foi um desafio grande por que o ele tem um gosto muito forte e teríamos que harmonizar bem para conseguirmos manter os sabores dos outros ingredientes do prato. Juntamente com o regional combinamos outras técnicas e ingredientes de culturas diferentes”, explicou Ivan Teles.

Foram apresentadas ainda mais três entradas, Ceviche Nordestino pelas duplas Mara Lorena e Renata Simonetti (RN), “Engana Bucho” por Ana Lícia e Ana Carla Queiroz (RN), e Caviar de caju com camarões ao vapor de capim santo, pirão de queijo de manteiga e Sambal de castanha de caju por João Mauricio Siqueira (MG).

Já o segundo dia foi marcado pela apresentação dos “Pratos Principais”. O prato premiado que conquistou o paladar dos jurados e despertou o apetite em todos os presentes foi a Linguiça do Litoral, de Maria Luiza Mesquita.

A jovem formada há apenas dois meses pela UnP idealizou a preparação combinando preço e paladar, com a escolha da tilápia e do caju para o recheio da linguiça. Para acompanhar, foi servida uma caipirinha de caju feita com cachaça típica da região do Seridó. O prato ainda levou arroz de leite com castanha.

Para a vencedora, foi desafiador estudar e encontrar uma forma de ajustar o caju ao seu paladar; ela confessa que não gostava muito da fruta. Maria Luiza ainda ressaltou a dificuldade de encontrar o caju não estando em época de safra.

Na noite, também foram apresentados os pratos: Caju Amigo, de Eduardo Gomes, e Risoto de Camarão com Caju, de Irene Ribeiro.

Ontem, a grande vencedora foi a estudante de Minas Gerais Mônica Lambertucci. A sobremesa “Perfeição de Caju” conquistou os jurados e ganhou o paladar pela mistura de texturas com compota do doce, creme, camada de biscoito e finalização com chantilly.

O Festival Gastronômico da Pipa segue até este sábado, 12, quando haverá um show de encerramento com a banda Uskaravelhos. A programação completa está disponível no site: www.festivadapipa.com.br.

 

Deixe seu comentário