“Governo Cidadão”: hospitais e Secretaria da Saúde sem telefone por falta de pagamento

A maioria dos hospitais públicos do Rio Grande do Norte está sem comunicação via telefone. Motivo? Falta de pagamento. A informação foi confirmada por fontes da Secretaria de Estado da Saúde Pública, que também enfrenta o problema.

Uma das unidades atingidas pelo corte é o Hospital Estadual Ruy Pereira, em Natal. Por lá, além dos telefones “mudos”, o elevador não tem iluminação interna e, segundo servidores, faltam alguns remédios. No entanto, nesta segunda-feira (30), teve até padre tocando sanfona, para comemorar o sétimo aniversário do estabelecimento, com direito a “cortejo festivo com visita nas enfermarias” (veja cartaz acima), bingo, “coffee break”, ato ecumênico e “pronunciamento do diretor”. Teve até quem esperou o diretor anunciar o retorno da normalidade nos telefones, mas não foi dessa vez.

“Precisamos fazer contato com o Hemonorte, para solicitar sangue para pacientes, e não temos como fazer isso. Nem temos como usar nossos celulares, porque atrasamos as contas diante do atraso em nossos salários”, denuncia uma enfermeira,

Para promover os comes e bebes, foram feitas solicitações por setores (veja abaixo). No cardápio, bolo, salgadinho, fruta cortada, pão de queijo. De acordo com informações chegadas à nossa redação, a “turma da UTI” não participou de nada, como protesto.

 

A Assessoria de Comunicação do Governo do Estado, às 11:30, solicitou que fosse enviada “a demanda”, partindo deste informativo, por e-mail, para explicar o que está havendo. Na solicitação, foi informado que a matéria seria publicada quinze minutos depois e, caso a reposta oficial chegasse após o prazo, seria publicada posteriormente. A resposta do “Governo Cidadão” ainda não veio. Vamos esperar…

Só mais uma. Abaixo, o elevador do Ruy Pereira:

Deixe seu comentário