“Limpeza cívica” livraria o Brasil do excesso de feriados

pernas_para_oar2

Joaquim  Pinheiro

O Governo Federal precisa urgentemente revogar a maioria dos feriados que existem no País, promovendo uma verdadeira limpeza cívica para o bem geral da Nação. São inúmeros dias parados durante o ano prejudicando o desenvolvimento do País num momento em que requer trabalho, empenho e dedicação de todos para tirar o Brasil do caos e da insolvência generalizada. Alguém já disse com propriedade que o Brasil é o País da preguiça e que no jogo da Copa do Mundo contra a Alemanha, a competência venceu a malandragem. Verdade absoluta. A maioria da população brasileira aprova esse descaminho, preferindo ficar em casa na ociosidade do que trabalhar para gerar riqueza para o País e renda para si própria e sua família. É a chamada cultura da inutilidade. O trabalho dignifica a pessoa humana e como tal deve ser valorizado, entretanto, não se pode cometer a injustiça da generalização, até porque milhares de pessoas clamam por ocupação e gostam de trabalhar. Os prejuízos dessa ausência no trabalho durante muitos dias do ano causa prejuízos incalculáveis à indústria e ao comércio. Por isso, é preciso uma decisão política corajosa para coibir esse abuso.

O Brasil não pode mais conviver com esse número absurdo de feriados travando a sua  economia, contribuindo para o aumento do desemprego e colocando um contingente expressivo da população na ociosidade. O lazer é essencial para o bem estar do ser humano, mas existem os finais de semana e as folgas programadas dos trabalhadores. A semana inteira tem que ser dedicada ao trabalho. Os gestores públicos que viveram outra realidade, instituíram esses feriados como forma de agradar, principalmente a igreja, objetivando fazer “média” para angariar votos. Mas, esse tempo passou e agora se vive outra realidade. Chegou o momento dessa “farra” oportunista ser revogada para o bem do País e da Nação. O País precisa que todos deem as mãos na busca de soluções para o Brasil, e não será com preguiça e malandragem que esse País vai pra frente.

Deixe seu comentário