Museu Nacional vira cinzas por falta de compromisso dos governantes

3 set by João Ricardo Correia

Museu Nacional vira cinzas por falta de compromisso dos governantes

Um incêndio de proporções ainda incalculáveis atingiu, no começo da noite deste domingo (2), o Museu Nacional do Rio de Janeiro, na Quinta da Boa Vista, em São Cristóvão, na zona norte da capital fluminense (Foto: Tânia Rego/Agência Brasil)

Agora é tarde! O fogo se propagou, faltou água para apagá-lo e grande parte da história do Brasil virou cinzas. O incêndio que destruiu o Museu Nacional do Rio de Janeiro foi consequência de governos, vários, que não têm o mínimo compromisso com a nação, que não valorizam a cultura, que priorizam a roubalheira do dinheiro público. Por várias vezes, a instituição fechou as portas porque precisava de manutenção. Sobrevivia de esmolas, miseravelmente, e vira mais um “cadáver” que já começou a ser explorado por alguns canalhas que desejam ser eleitos no dia 7 de outubro.

Controlado o incêndio no Museu Nacional do Rio de Janeiro, a previsão é que equipes de bombeiros entrem no prédio para avaliar as condições da estrutura. O trabalho de perícia e de investigação será conduzido por agentes da Polícia Federal da Delegacia de Repressão a Crimes Contra o Patrimônio.

Não há previsão para o início da avaliação das condições do prédio nem da perícia, pois há locais ainda com focos de incêndio.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o fogo foi controlado por volta das 3h de hoje (3), e os militares fazem o trabalho de rescaldo em pequenos focos de incêndio que ainda persistem, na tentativa de evitar o reinício das chamas.

Pela manhã, foi possível verificar parte da extensão da tragédia. A fachada foi atingida pelo fogo, desabou o teto e o interior do edifício foi praticamente destruído.

O incêndio começou por volta das 19h30 de ontem (2). Os bombeiros tiveram dificuldades em controlar o fogo porque os hidrantes não funcionaram. Foi necessário recorrer à companhia de águas e saneamento do Rio e ainda buscar água no lago do parque nacional onde está o museu.

Com informações da da Agência Brasil – Brasília e Rio de Janeiro

ByJoão Ricardo Correia

Formado em Comunicação Social pela UFRN. Experiências profissionais em rádio, jornais, TV, informativos virtuais e assessorias de imprensa. Editor geral do Portal Companhia da Notícia.

Deixe seu comentário

Fale no ZAP