DOR CRÔNICA AFETA ENTRE 15 E 40% DOS BRASILEIROS, DEPENDENDO DA REGIÃO DO PAÍS

O percentual médio de pessoas afetadas por algum tipo de dor crônica no Brasil varia de estado para estado e pode ser de 15% a 40% da população. Estudos disponíveis revelam que em São Luís (MA), por exemplo, o índice de queixas de dores crônicas chega a 47%, enquanto em Salvador (BA), chega a 41% e em São Paulo, fica entre 30% e 40%. Entre a população mundial, de 20% a 30% sofrem com essas dores.

A informação foi dada à Agência Brasil pelo vice-presidente da Sociedade Brasileira de Estudos para a Dor (SBED), Durval Campos Kraychete, que também coordena o Ambulatório da Dor da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Segundo ele, dependendo do tipo de política governamental de saúde, esses números podem aumentar ou diminuir. “Se você [adota] medidas preventivas para a dor, a tendência é diminuir. Mas se a dor continuar subestimada, em termos de avaliação e de diagnóstico, e subtratada, a tendência é aumentar”.

Kraychete disse que a média de tempo que um paciente com dor leva até procurar um ambulatório ou serviço especializado é de oito anos. “Aí, já estão bem comprometidos do ponto de vista da doença, muitas vezes com incapacidade”. Para o especialista, a implantação no Sistema Único de Saúde (SUS) dos Centros de Referência em Tratamento da Dor Crônica, criados por meio da Portaria 1.319/2002, do Ministério da Saúde, poderá contribuir para melhorar o tratamento da população brasileira afetada por vários tipos de dor crônica e reduzir esses índices. “Porque isso acaba tendo impactos econômicos enormes”, destacou.

O médico disse que estudos internacionais mostram que o impacto em termos de perdas de pessoas em plena capacidade laborativa é grande. “A gente acaba tendo gastos enormes para poder reabilitar essas pessoas – as perdas chegam a bilhões de dólares e, em geral, afetam pessoas ativas, entre 40 anos e 60 anos”.

De acordo com dados da Previdência Social, a dor de coluna responde por quase 160 mil licenças por ano. Os centros públicos poderiam reduzir bastante esse número, assegurou Durval Kraychete, “se tivesse uma avaliação adequada, um diagnóstico correto e um tratamento também condizente com a doença que o paciente apresente. Porque o que acontece é que tem muita doença de coluna que é mal diagnosticada, mal tratada e muito uso inadequado da dor de coluna na Previdência Social”.

O especialista defendeu a adoção de uma política de educação continuada, não só para a população, mas também para os profissionais de saúde, de modo a permitir abordagens e diagnóstico corretos da dor. Ele lamentou que poucas universidades do país tenham o estudo da dor nos currículos médicos. “Ou de qualquer profissional, já que a abordagem da dor crônica é multidisciplinar”. Segundo Kraychete, isso deveria valer tanto para medicina, quanto para a odontologia, a enfermagem, a fisioterapia e outras especialidades. “O desconhecimento começa, muitas vezes, no diagnóstico incorreto”. (Agência Brasil)

b4

PROCON ESTÁ DE OLHO EM LISTAS DE MATERIAL ESCOLAR ABUSIVAS

O mês de janeiro costuma ser de grandes sustos para que tem filhos em idade escolar, especialmente, nos primeiros anos do ensino fundamental; etapa da educação básica em que as listas de material são extensas e, por vezes, abusivas.

53474_material-escolar-31-1-11
Procon alerta pais para abusos em listas de material escolar
Foto: Internet

Se a relação dada pela escola do seu filho recomenda a compra de produtos como itens de escritório,  limpeza, higiene e medicamentos, questione. Se a instituição de ensino ainda indicar local exclusivo para compra, ou estabelecer a marca dos produtos pedidos, rebata. De acordo com o Código de Defesa do Consumidor e a Lei de Diretrizes Básicas da Educação tais práticas estão vedadas.

Apesar de existir uma legislação para disciplinar a relação entre pais/alunos e escolas, algumas dúvidas e abusos permanecem rondando os dois lados. A consultora do Procon, Maria Rachel Coelho, responsável pela área de Educação para o Consumo, esclarece que o material como tinta de impressora, copo descartável e sabonete,é de responsabilidade do estabelecimento e o valor de tais itens está incluso na mensalidade.

No entanto, quando se trata de material de uso coletivo – apesar de não haver algum dispositivo legal que obrigue os pais de fornecê-los -, é preciso que o responsável pelo aluno analise bem o contrato assinado com a escola, pois nele pode haver alguma cláusula inserindo a entrega dos artigos de uso comum.

No tocante ao fardamento escolar, o Procon se posiciona contrariamente à prática de se vender a roupa em local único por ferir o princípio da livre concorrência.

Em caso de dúvidas e/ou denúncias, basta procurar o Procon RN, localizado no Palácio da Cidadania, na Av. Tavares de Lira, 109, Ribeira. Ou, ainda, enviar e-mail para o [email protected]

Com informações da Agência Brasil

b4

IPHONE

O modo mais fácil de ter um Iphone 5 em mãos ainda é desembolsar os R$ 2.400 pelo modelo desbloqueado. Não adianta acreditar em promoções mirabolantes promovidas pela Apple Brasil no Facebook. Elas são fraudes.

apple
Apple não realiza sorteios de seus produtos nas redes sociais
Reprodução

Nestas primeiras semanas de janeiro, pelo menos, duas publicações foram feitas no mural da rede social orientando o usuário interessado em ganhar o smartphone a “curtir”, compartilhar o post, comentar dizendo a cor preferida do aparelho, dentre outros procedimentos.

A empresa americana esclareceu que não realiza sorteio de seus produtos pelas redes sociais.

 

Com informações da MacWorldBrasil

 

ACRÉSCIMO DO TEMPO DE VIDA ELEVA CHANCE DE DESENVOLVER A DOENÇA DE ALZHEIMER

O aumento do tempo de vida da população mundial e da média de sobrevida das pessoas eleva a probabilidade de que elas venham a desenvolver a doença de Alzheimer, disse à Agência Brasil a neurologista Soniza Leon, do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

“Todas as pessoas que viverem muitos e muitos anos podem ter Alzheimer. Quanto mais se vive, maior a chance de ter uma demência”, ressaltou a especialista, que também é professora de neurologia da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio).

Segundo ela, recursos como a nanotecnologia, que permite diminuir o mecanismo oxidativo de neurônios, podem contribuir para prevenir a deterioração natural do organismo com o envelhecimento. Em determinadas populações cujos indivíduos vivem até mais de 100 anos, está sendo estudado se o fator genético contribui para protegê-los desse tipo de demência.

A doença de Alzheimer provoca a degeneração do sistema nervoso. Ela se caracteriza, principalmente, pela demência ou perda das funções corticais, entre as quais se destacam a linguagem, a capacidade de percepção, o raciocínio abstrato, o juízo crítico e a memória. “De todos os fenômenos que envolvem a tomada de decisão, a afetividade, o humor. Todas essas funções corticais são comprometidas nessa doença.”

No caso de comprometimento da linguagem, por exemplo, a pessoa acaba perdendo a capacidade de se comunicar ou de entender o que lhe é perguntado; a memória também começa a ficar prejudicada para fatos recentes. Para fatos passados, ela é preservada, embora durante algum tempo, antes de se perder.

Quanto à capacidade de movimentar-se, o paciente com Alzheimer não tem paralisia, mas apresenta o que os médicos chamam de apraxia da marcha. “É a perda da capacidade de elaborar um ato motor, de início voluntário e, depois, automático e involuntário. É como a criança, quando está aprendendo a andar: ela anda com a perna aberta, com dificuldade, porque não tem a automatização da marcha”, explicou. (Fonte: Agência Brasil)

AUTORITARISMO: DILMA ROUSSEFF VETA PORTE DE ARMAS PARA AGENTES PRISIONAIS

A presidente Dilma Rousseff, em mais uma manifestação de autoritarismo, vetou integralmente, “por contrariedade do interesse público”, o Projeto de Lei 87/2011, que alterava o Estatuto do Desarmamento autorizando porte de arma, mesmo fora de serviço, a agentes e guardas prisionais, a integrantes das escoltas de presos e guardas portuários. O veto foi publicado nessa quinta-feira no Diário Oficial da União. A presidente justifica que a ampliação do porte de arma fora de serviço “implica maior quantidade de armas de fogo em circulação, na contramão da política nacional de combate à violência”.

“A presidente eleita Dilma Rousseff cuidava junto com outros dois militantes do arsenal da VAR-Palmares, organização que combateu a ditadura militar (1964-1985). Entre os armamentos, havia 58 fuzis Mauser, quatro metralhadoras Ina, dois revólveres, três carabinas….” Folha de São Paulo em 20/11/10

Isso mostra que aqueles que um dia pegaram em armas para defender uma ideologia, agora negam que o cidadão tenha e porte uma arma para defender sua vida, sua família e seu patrimônio contra aqueles que, como todos sabemos, não obedecem a lei. Para o governo federal, os próprios agentes do Estado não merecem confiança e são tratados como criminosos em potencial.

Ao vetar integralmente uma lei amplamente discutida e aprovada pela Câmara e Senado fica provado que a democracia verdadeira não vale nada contra a ideologia do desarmamento presente naqueles que estão cercados por seguranças muito bem armados. Chega de hipocrisia. (Fonte: Movimento Viva Brasil)

SOLIDARIEDADE

Deputada federal Fátima Bezerra, ao saber do falecimento do repórter-fotográfico Eduardo Felipe, ocorrido nesta sexta-feira à tarde, prestou solidariedade à viúva, Emília Felipe, com quem trabalhou no Sindicato dos Trabalhadores em Educação do RN (Sinte).

b4

AUMENTA GRAVIDADE DE MULTA POR DIRIGIR FALANDO AO CELULAR

A Comissão de Viação e Transportes vai apertar os cintos dos condutores de veículo que possuem o hábito de falar ao celular enquanto dirigem. Foi aprovada a reclassificação, de média para grave, da multa referente a esta infração no trânsito.

Na prática, ser pego ao celular vai originar 5 pontos na carteira e onerar o bolso do motorista em R$ 127, 69. Sem contar que tal transgressão à legislação e ao bom senso representam risco real de acidente e morte.

Mobile phones and driving
Celular: uma arma perigosa no trânsito
Foto: Internet

O Código de Trânsito Brasileiro estabelece quatro níveis de multas:

– gravíssima: R$ 191,54 e ainda 7 pontos na carteira (o valor pode ser multiplicado em até 5 vezes em certas circunstâncias);
– grave: R$ 127,69 e 5 pontos na carteira;
– média: R$ 85,13 e 4 pontos na carteira; e
– leve: R$ 53,20 e 3 pontos na carteira.

 

Com informações da Câmara Notícias

b4

MELECA

Durante a realização da CES (Consumer Eletronics Show), maior feira de tecnologia do mundo, realizada nesta semana em Las Vegas, um dos produtos que mais causou espanto nos visitantes foi uma espécie de meleca (a Impact Mesh) que ao envolver um equipamento o protege de pancadas e quedas. A invenção é da empresa britânica Tech 21.

20130111175614
A meleca que dissipa o impacto também é capaz de proteger dedos de uma martelada
Foto: Divulgação

Representante da empresa contou que há um ano os técnicos faziam as pesquisas que resultou na tecnologia contra impactos denominada D30. Ao receberem estímulo, as moléculas do polímero se unem e ganham uma forma sólida, dissipando o impacto e protegendo o objeto envolvido.

A comercialização da invenção já está ocorrendo nos Estados Unidos com cases para produtos da Apple.

Com informações do Olhar Digital

MP INVESTIGA IRREGULARIDADES NO DETRAN DE PAU DOS FERROS

Carências estruturais no Detran de Pau dos Ferros, cidade localizada há 406 km de Natal, levou a Promotoria de Justiça da Comarca daquele município a instaurar um Inquérito Civil Público para apurar denúncia que aponta tempo excessivo de espera para atendimento, ausência de digitador para os processos e insuficiência do número de servidores no órgão.

De acordo com o Promotor de Justiça da Comarca Mac Lennon Lira dos Santos Leite serão realizadas diligências no Detran do município para verificar a ocorrência das irregularidades explicitas na denúncias. Os fatos observados serão registrados em Termo de Diligência e em fotografias digitais. As visitas devem ser feitas em pelo menos dois dias e horários diferentes.

Durante a realização das diligências, serão coletados nomes e endereços de usuários que possuam reclamações a fazer contra o Departamento local, com o objetivo de serem ouvidos posteriormente pela Promotoria de Justiça de Pau dos Ferros.

 

Com informações da Diretoria de Comunicação do MPRN

SISU 2013: RECORDE DE INSCRIÇÕES

A edição 2013.1 do SISU (Sistema de Seleção Unificada) alcançou o recorde de inscrições com 3.628.982 notificações, considerando a possibilidade dupla de escolhas por parte dos candidatos. No ano passado, o número de estudantes cadastrado para a seleção foi de 1.757.

O Sistema oferece para este primeiro semestre 129.329 mil vagas distribuídas por 3.752 cursos em 101 instituições de ensino superior, entre universidades públicas e institutos técnicos federais.

Está prevista para esta segunda-feira (14) a divulgação da primeira chamada. Já a segunda lista deve ser disponibilizada no site do Sisu (http://sisu.mec.gov.br/) e das instituições parceiras nos dias 18 e 22 deste mês.

 

Com informações da Agência Brasil

 

b4

PRAIA LIMPA HOJE

Um mutirão formado por aproximadamente 300 missionários da Assembleia de Deus do RN estão realizando uma ação de limpeza na orla de Natal, no trecho da Praia dos Artistas até a do Forte.

Além da iniciativa ambiental, os participantes também realizam um trabalho de conscientização acerca dos riscos de afogamento neste período, quando as praias estão mais movimentadas.

Encontro das aguas 3
Mutirão realiza limpeza na orla de Natal
Foto: Assessoria de Imprensa do CBMRN

Os missionários estão recolhendo lixo jogado por banhistas na praia, orientando sobre os cuidados que devemos ter com o meio ambiente, realizando a identificação de crianças com as pulseirinhas do Corpo de Bombeiros, além de outras ações.

A ação conta com o apoio do Corpo de Bombeiros Militar do RN e IDEMA.

 

Com informações da Assessoria de Imprensa do CBMRN

 

 

b4

Esse baiano é um cientista das multidões!

Esta sexta-feira 11 não foi das bruxas por apenas um dia, mas nas palavras do impagável Jacson Damasceno, o bom baiano, foi uma “sexta atípica”. Ele fez essa observação depois olhar na telinha do trânsito a movimentação da Avenida Salgado Filho, que deveria ser quase modorrenta numa véspera de fim de semana de veraneio para milhares de potiguares que tradicionalmente se refugiam nas praias.

Não muito longe dali, na Avenida Mor Gouveia, uma hora antes do programa do bom baiano ir ao ar, um estranho engarrafamento precedeu a entrada do Ceasa, fechando a passagem para qualquer veiculo que desejasse chegar na Rodoviária ou Cidade da Esperança. Nesse caso, nada de acidente ou atropelamento, nenhum corpo de motoqueiro no chão. Simplesmente, todos que ocupavam as duas faixas buscavam a entrada do Ceasa. A partir dali, nenhum carro, como se a tampa do gargalo estivesse fechada.

Quem se aventurou a entrar no Ceasa nesta sexta-feira demorou mais tempo para achar uma vaga do que para comprar. O mesmo drama se repetiu com os caminhoneiros e com os carregadores que mal podiam se mover entre tantos veículos. Gente, mais carros de passei, mais utilitários, mais gente, só podia dar mesmo numa grande confusão.

Há muito tempo a economia de Natal vem mudando. Na cidade onde o prefeito vai receber o maior salário do país, a busca pela qualidade e preço do Ceasa pode ser recompensada com economia de 20% a 30% nos hortifrúti, apesar da chateação de se estar fora do ar condicionado das lojas fechadas, circulando por feirante geralmente afáveis, mas autênticos, que disparam palavrões e gargalham alto, mas são solícitos e estão sempre sorridentes.

Enquanto isso, nos caixas de supermercados as filas parecem igualmente intermináveis. Hoje, em certos dias e horários da semana, todo o super mercado da capital virou uma sucursal das Lojas Americanas: fácil de entrar, péssimo para sair.

Natal inteira já é assim. Muitos carros, concorrendo com ônibus e como hordas de motocicletas que se reproduziram como baratas com a facilidade do crédito. Tudo isso tornou a cidade que o bom baiano tanto ama numa Ceasa ampliada, uma cidade que abandonou as relações sociais ingênuas  e que começa a exigir mais dos governantes e a puni-los com votos ou qualquer outro tipo de extorsão social.

Aqui, os saldões do Magazine Luíza chegaram para dizer:” yes, temos povo!” Ele pode ser até desprezado pelas desprezíveis estruturas de poder, mas eles existem e é para eles que os empresários precisam criar produtos e serviços.

Em breve as empregadas domésticas serão um artigo de luxo e essa massa passará a cobrar ônibus mais novos, mais regulares e trafegando em vias mais exclusivas. E você sabe: na cidade onde a cultura exclui ao invés de incluir, isso pode durar muito tempo e sofrimento.

Quem viver, verá.

b4

ROSALBA E O PMDB

A governadora Rosalba Ciarlini se reunirá neste sábado, 12, com integrantes do PMDB potiguar, para tentar evitar o rompimento do partido com sua gestão.

b4

Fabiana é exonerada do Idiarn, simples assim

Depois da exoneração repentina e sem qualquer explicação da diretora geral do Idiarn, Fabiana Lo Tierzo Mangabeira, o clima voltou a ficar pesado para muitos que aprovavam sua atuação e curiosamente leve para um punhado de técnicos da base do instituto, que faziam campanha sistemática contra a continuação dela no cargo.

Em quase quatro meses à frente do Idiarn, Lo Tierzo fez muita coisas andar e estava prestes a colocar em prática a cobrança de taxas por serviços executados pelo instituto junto aos produtores, que nunca pagaram um tostão por isso.

O RN é talvez o segundo estado da Federação onde os instituto de defesa agropecuária não cobra taxas, apesar de ter em seu estatuto de criação a obrigatoriedade da independência financeira.

O Ministério exige de todos os institutos similares ao Idiarn no Brasil essa autonomia para conceder a mudança do “status” do estado para livre com vacinação de aftosa, o que permitirá aos produtores mandaram seus bichos mortos ou em pé para qualquer ponto do País e do exterior, desde que com a vacinação em dia.

Por causa disso, Fabiana foi duramente atacada por alguns produtores, apesar de ter negociado na Assembléia, que votará a matéria depois do recesso, não cobrar um tostão em períodos excepcionais de seca ou chuvas excessivas.

No entanto, um dos fatores decisivos que podem ter causado sua queda ocorreu quando o a Coex, dirigida por Francisco Segundo de Paula, lançou nos jornais a informação de que produtores de frutas teriam perdido mais de R$ 20 milhões depois que o Idiarn teria deixado de entregar as autorizações de trânsito vegetal, essenciais para que os produtores circulassem com seus produtos tanto no mercado interno como externo.

O problema teve origem quando a empresa contratada emergencialmente para cuidar da atualização do cadastro de produtores do Idiarn não venceu a concorrência para continuar o serviço e teria travado o sistema, fazendo com que as guias que antes eram impressas eletronicamente voltasse a ser preenchidas à mão. Essa situação levará mais 20 dias para ser resolvida, quando a empresa passar todo o pesado cadastro para a sua sucessora.

Quando a notícia desse suposto prejuízo estourou na primeira página da Tribuna do Norte, a governadora ligou para cobrar explicações de Fabiana Lo Tierzo, que a tranquilizou, dizendo que não houve registro de qualquer prejuízo comunicado por exportadores de frutas.

Ouvido pela reportagem d’O JORNAL DE HOJE, o presidente da Coex, Segundo de Paula, tampouco confirmou a informação que ele próprio havia gerado. “Vamos esquecer essa história”, disse ao repórter. Mas o mal já estava feito.

A substituta é Maria Leonice de Freitas, dos quadros da Emater, que praticamente cai de paraquedas na instituição quando a tarefa dura de carregar os tijolos já foi toda feita.