Papa Francisco irradia esperança com seu olhar de menino

A lua desta segunda-feira, 22, também saudou nosso visitante ilustre de forma especial. No Brasil, o Papa Francisco! Líder do catolicismo no mundo, chefe de Estado, tinha tudo para, no mínimo, achar-se poderoso. Mas ele é diferente. É latino-americano, é argentino, é humilde, é franciscano.

Esse homem que desembarcou hoje no Rio de Janeiro, para participar da Jornada Mundial da Juventude, é um ser especial. Talvez, quem sabem, o que melhor sintetizou, até agora, entre todos que lideraram a Igreja Católica, a simplicidade de Jesus Cristo. Francisco sorri gratuitamente, irradia esperança com seu olhar de menino que está sempre disposto a apronta alguma, mas, no caso dele, preparar mais uma situação que deixe os fiéis num estado de espírito melhor.

A humildade do Papa Francisco é exemplar. Deve ser seguida por todos. Deve ser o azimute para quem deseja plantar a paz, o amor, o perdão. Felicidade não se compra em prateleira. O quem valor material é degradante e degradável. Valores morais são pra sempre e só quem os leva é Deus.

Seja bem-vindo! A casa é sua, Francisco. Mostre como é ser humano. Apresente sua cara de gente ao nosso povo. Diga, sem precisar falar, apenas com suas atitudes, como não é impossível mudar o mundo. Ensine com essa sua cara de gente boa que coração é território sagrado e que Deus é um só. Reforce, caro irmão, que o silêncio é uma dos principais canais de sintonia com o céu.

Papa Francisco, há momentos na vida que nos desesperamos, que achamos inútil viver, que nos pegamos traçando o caminho da desistência. Mas sua presença, sua história, seu jeito de ser, nos sacode, nos joga para o alto, nos faz sentir vivos.

Sua Igreja, Francisco, é cheia de falhas. Eu também sou. Você, claro, também tem as suas. E quem não tem? Tem algum santo andando entre nós?! Não, claro que não. Mas saiba, grande Pastor, que você, não tenha dúvida, tem conseguido mudar o jeito de muitos verem o mundo.

Fique à vontade, Papa Francisco. E volte sempre.