Presépio de Natal: obra projetada por Oscar Niemeyer enfrenta o abandono

PRESEPIODENATAL1_WALDIRBARROSO

O monumento Presépio de Natal, localizado em uma das áreas mais valorizadas da capital potiguar, ao lado do ginásio de esportes do Candelária, é um projeto do renomado e saudoso arquiteto Oscar Niemeyer, que custou a bagatela de um milhão e setecentos mil reais, aos cofres públicos do Estado do Rio Grande do Norte, com a finalidade de atrair turistas e servir de área de lazer para a população. Uma verdadeira pechincha, diante do atual quadro de abandono, em que se encontra, com muito lixo, fezes e urina, sendo o local ideal para usuários de drogas e encontros sexuais.

Há cerca de dois anos, moradores e jovens que usam o espaço para praticarem skatismo resolveram “dar uma geral” no local para retirarem o lixo e os entulhos e, para surpresa de todos, encontraram um corpo carbonizado, sem nenhum documento que o identificasse.

PRESEPIODENATAL2_WALDIRBARROSO

Dois anos se passaram e a situação está cada vez mais grave, com muita porcaria em uma área que deveria ser protegida por quem deve garantir uma melhor qualidade de vida à sua população.

Um quadro triste e desolador, em uma cidade que foi capaz de demolir um estádio de futebol e um ginásio poliesportivo, para abrigar quatro jogos de copa do mundo, que na verdade, deixou como lembrança, um presente de grego que ficará para sempre dentro de nós: a febre chikungunya e o zika vírus, responsáveis pelos inúmeros casos de microcefalia no Estado.

Na verdade, o que existe de bonito no Presépio, é a beleza da grafitagem feita por talentosos artistas.

 

Fotos: Waldir Barroso

Deixe seu comentário