Resíduos da arborização urbana podem ser reaproveitados

bertone_marinho_elpidiojunior

Uma porção importante do lixo gerado nas cidades é formado por resíduos vegetais, gerados pela poda de árvores e manutenção de jardins. Todavia, não existem programas de destinação adequada desse material – menos ainda de sua reciclagem ou reaproveitamento. Foi esta constatação que ensejou o projeto de lei apresentado nesta terça-feira (22) pelo vereador Bertone Marinho (FOTO) que institui, no âmbito do Município do Natal, o Programa de Aproveitamento de Madeira de Podas de Árvores – PAMPA. A iniciativa foi aprovada em segunda discussão e segue para sanção do Executivo.

O autor da matéria disse que a proposta estabelece a redução da geração de resíduos e a valorização desse material, bem como o descarte de forma adequada, em local apropriado. “Este projeto visa reaproveitar ambientalmente a madeira, que contribui para desobstrução dos aterros, além de incentivar hábitos ambientais ligados à sustentabilidade. O lixo verde gerado todos os dias pode ser aplicado de diversas maneiras. Por exemplo, na produção de combustível, criação de adubos e reuso em praças e canteiros”, explicou o vereador Bertone Marinho.

Também recebeu parecer favorável uma proposição encaminhada pelo vereador Ubaldo Fernandes (PMDB) que autoriza a prefeitura a instalar brinquedos adaptados para crianças portadoras de deficiências nos playgrounds, parques e áreas de lazer na capital potiguar. O texto tem o objetivo de contribuir para a inclusão e socialização dessas crianças.

Ao final da sessão ordinária, o plenário acatou por unanimidade o projeto de lei de autoria do vereador Sandro Pimentel (PSOL) sobre a obrigatoriedade da realização de palestras e oficinas sobre o tema “Controle social e transparência” nas escolas da rede pública de ensino fundamental da cidade. A proposta recebeu o parecer técnico favorável das comissões da Câmara Municipal de Natal.

Fonte:  Assessoria de Comunicação da
Câmara Municipal do Natal – ASSECAM
Foto: Elpídio Júnior

Deixe seu comentário