RN registrou 10,5 mil novas empresas individuais entre janeiro e outubro

microempreendedor

Entre janeiro e outubro deste ano, o Rio Grande do Norte registrou um acréscimo de 10.597 novas empresas formalizadas como Microempreendedores Individuais (MEI). São empreendimentos com faturamento anual de até R$ 60 mil.

O RN agora soma 86.861 negócios enquadrados nessa categoria jurídica. Em 2015, no mesmo período de janeiro a outubro foram formalizados 11.908 empresas, 12,3% a mais.Os dados são da Receita Federal e revelam que o número de MEI no estado representa 60,3% das empresas optantes do Simples Nacional, que hoje conta com 143.902 empresas potiguares nesse regime simplificado.

Para o diretor superintendente do Sebrae-RN, José Ferreira de Melo Neto, “Isso demonstra a importância dessa categoria para a nossa economia, assim como os demais negócios de pequeno porte”.

De acordo com último estudo ‘Perfil do Microempreendedor Individual’, elaborado pelo Sebrae neste ano com base em dados de 2015, a taxa de crescimento anual de negócios nessa categoria no estado é de 52,1%.

As cinco atividades mais frequentes entre os MEIs são comércio varejista de vestuário e acessórios (10,4% do total), cabeleireiros (7,6%), obras de alvenaria (4,1%), lanchonetes e similares (2,8%) e outras atividades de tratamento de beleza (2,4%). Segundo a pesquisa, o Rio Grande do Norte está entre os três estados com maior taxa de MEI em atividade. O índice é de 93%.

VANTAGENS

Ao se formalizar como Microempreendedor Individual, o empreendimento passa a ter um CNPJ, podendo, assim, emitir de notas fiscais. Fora os benefícios relacionados ao empreendimento, o empresário, mediante pagamento mensal unificado ganha acesso à cobertura previdenciária. O MEI terá como despesas apenas o pagamento mensal, que corresponde a R$ 45,00 (Comércio ou Indústria), R$ 49,00 (prestação de Serviços) ou R$ 50,00 (Comércio e Serviços).

Com informações da Agência Sebrae de Notícias – ASN RN

Deixe seu comentário