Secretário é questionado sobre deficiências na saúde pública de Natal

LUIZROBERTOFONSECA3_ELPIDIOJUNIOR

O secretário Municipal de Saúde, Luiz Roberto Fonseca (FOTO), participou da reunião da Comissão de Saúde, Assistência Social e Direito do Consumidor da Câmara Municipal de Natal (CMN), nesta segunda-feira (11), atendendo à convocação feita pela Casa Legislativa, através de requerimento protocolado pelo vereador Aroldo Alves (PSDB). Na oportunidade, Luiz Roberto esclareceu questionamentos realizados pelos parlamentares, pelo Conselho Municipal de Saúde, Sindicato de Saúde,  Ministério Público e sociedade civil.

Ao longo da reunião foram levantados problemas nas unidades básicas de atendimento, maternidades e hospital municipal, relacionados à falta de infraestrutura física e profissional; indisponibilidade de leitos e vagas em Unidades de Terapia Intensiva (UTI); dificuldade de marcação de consultas e exames; falta de medicamentos; obras inacabadas, entre outros.

“O maior problema que identificamos no sistema de saúde de Natal é a dificuldade de acesso da população à serviços generalizados. É uma série de demandas que chega ao ponto de nós termos dificuldades em elencar as mais urgentes e prioritárias”, destacou Geolípia Jacinto, presidente do Conselho Municipal de Saúde.

Em sua explanação, Luiz Roberto Fonseca apresentou os investimentos da Prefeitura Municipal de Natal em vários setores e serviços da saúde,  incluindo a confirmação de concurso público, contemplando mais de 1300 vagas em diversas áreas; licitações para conclusão de obras;  Inauguração do Hospital Municipal de Natal; reestruturação das unidades de saúde; reativação de serviços relativos ao SAMU e enfrentamento de epidemias, por exemplo.

O secretário deixou a Câmara antes do término da reunião da Comissão, sendo substituído no debate pela secretária adjunta da Secretaria Municipal de Saúde (SMN), e não falou com a imprensa.

Autor do requerimento que gerou a convocação de Luiz Roberto, Aroldo Alves ressaltou a importância dos dados apresentados pelo secretário, mas solicitou uma audiência na Secretaria de Saúde. “Fomos apresentados à informações de grande relevância e até então desconhecidas por parte de várias pessoas. Porém, há fatos ditos por ele [Luiz Roberto] que precisam ser esclarecidos e nós queremos ir além desse debate”, destacou Aroldo.

Para o presidente da Comissão de Saúde, Fernando Lucena (PT), “a audiência que durou mais de cinco horas gerou um excelente debate para a sociedade”. “A crise na saúde é um problema que interessa a todo mundo. O secretário deu suas explicações, mas nós sabemos que nem tudo é do jeito ele diz. Com essa reunião, ampliamos o debate pra grande parte da população e agora vamos continuar cobrando, para tomarmos um melhor rumo na Saúde”, disse.

Fonte: Assessoria de Comunicação da
Câmara Municipal do Natal – ASSECAM

Texto: Carolina Souza
Fotos: Elpídio Júnior

Deixe seu comentário