Tag: Assassinatos

17 ago by João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Número de assassinatos na gestão Robinson Faria já ultrapassa em mais de 1600 o total do governo Rosalba Ciarlini

O Observatório da Violência no Rio Grande do Norte (OBVIO) divulgou, em seu perfil no Instagram, que em três anos e sete meses de gestão do governador Robinson Faria – candidato à reeleição – foram registrados 7.378 assassinatos no Estado, o que representa 1.646 a mais que os quatro anos de sua antecessora Rosalba Ciarlini, de quem ele foi vice.

9 ago by João Ricardo Correia Tags:, , , ,

RN lidera ranking de mortes violentas no Brasil

O Rio Grande do Norte registrou, em 2017, a maior taxa de mortes violentas por cada grupo de 100 mil habitantes: 68. O segundo lugar ficou com o Acre (63,9) e em terceiro o Ceará, com 59,1. Os dados fazem parte de uma divulgação feita nesta manhã, pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Em 2017, o Brasil registrou 63.880 assassinatos, o maior número de todos os tempos em território nacional. Segundo o levantamento, sete pessoas foram assassinadas por hora, ano passado.

10 nov by João Ricardo Correia Tags:, , , ,

RN atinge a marca dos 2.100 assassinatos em 2017

Observatório da Violência Letal Intencional (OBVIO) informa: até às 06 horas de hoje, 10 de novembro de 2017, o Rio Grande do Norte já registrou 2.100 assassinatos, somente este ano.

Pois é… E olhe que o então candidato Robinson Faria prometia ser o “governador da segurança”. Imagine se não fosse.

3 nov by João Ricardo Correia Tags:, , , , , , , , , ,

Atraso nos repasses coloca gestão de Robinson em rota de colisão com TJ, MP e AL

Robinson Faria: comendo o pão que o diabo amassou


Os atrasos nos repasses financeiros, pelo Governo do Rio Grande do Norte, ao Tribunal de Justiça, Ministério Público e Assembleia Legislativa podem provocar uma avalanche de paralisações dos serviços públicos a qualquer momento.

Fontes deste informativo revelam que há, pelo menos, cerca de três meses os repasses financeiros não estariam sendo feitos regularmente e que os representantes das instituições prejudicadas ainda não “abriram a boca” por dois motivos: “rabo preso” e esperança de “dias melhores” a partir de 2018.

Nos bastidores do TJ, AL e MP, não se fala em outra coisa: os salários do mês de novembro até já poderão atrasar, o que não ocorre há muito tempo. Segundo fontes com livre acesso à Governadoria, Robinson Faria teria escalado alguns “negociadores” para tentar acalmar os ânimos, que já estariam acirrados, mas não estaria obtendo êxito nas primeiras investidas, pois do “lado de lá” a exigência é clara: pagamento dos salários em dia e repasse financeiro. Caso isso não ocorra, é melhor o “governador da segurança”, com se intitulava Robinson na campanha eleitoral, abastecer o estoque de tranquilizantes para ele e sua equipe, pois viria “chumbo grosso” de todos os lados, inclusive de parlamentares da base do Governo, que já não se sentem à vontade numa gestão que atrasa salários de servidores e enfrenta a maior criminalidade dos últimos anos, com mais de dois mil assassinatos registrados apenas nos dez primeiros meses de 2017.

O tal “rabo preso” seria justificado por meio de ligações entre Robinson Faria, então presidente da AL, e outros colegas parlamentares, que estariam impossibilitados de fazer denúncias contra o atual chefe do executivo estadual, pois também terminariam envolvidos em, digamos, irregularidades que teriam abocanhado o erário público.

“Tem muita coisa acontecendo nos bastidores dessas instituições, passando por possíveis candidaturas de magistrados em 2018, abafamento da discussão em torno do auxílio-moradia dos promotores de justiça, doação de carros para a Polícia Militar e ambulâncias pela Assembleia. É um cenário complexo que pode terminar, literalmente, parando os serviços no Estado, pois os servidores não suportam mais a humilhação de não receber salários e os que ainda recebem não querem correr esse risco”, analisou um deputado estadual aposentado ouvido por nossa redação, na condição de manter-se no anonimato. “Robinson está comendo o pão que o diabo amassou”, resume.

26 out by João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

É o fraco! Robinson Faria será orador de encontro que tratará sobre a segurança no Brasil

Apesar dos mais de dois mil assassinatos somente este ano, dos salários dos servidores atrasados, etc, etc, o governador do RN, Robinson Faria, parece ter voltado do Vaticano mais forte que nunca. Pois não é que nesta sexta-feira, 27, por sugestão dele, haverá reunião que contará com as presenças do presidente Michel Temer; da ministra do STF Carmen Lúcia, dos presidentes da Câmara dos Deputados, do Senado e de mais um monte de autoridade. A pauta é a segurança!!! Isso mesmo!!! Afinal de contas, na campanha, Robinson prometia ser o “governador da segurança”. E tem mais: ele será orador do encontro, representando a região Nordeste!

 

Confira o comunicado da Assessoria de Comunicação do Governo do Estado:

O governador Robinson Faria participa nesta sexta-feira (27) do “Encontro de Governadores do Brasil pela Segurança e Controle das Fronteiras – Narcotráfico, uma emergência nacional”, em Rio Branco, no Acre. O objetivo é discutir a criação do Sistema Nacional de Segurança Pública e outros assuntos relacionados ao tema.

A reunião foi sugerida por Robinson durante o último encontro de governadores do Nordeste, ocorrido no dia 11 de maio, em Salvador. Neste encontro de amanhã, o chefe do executivo do RN foi convidado a ser orador, representando a região.

Estão confirmadas as presenças do presidente da República, Michel Temer; a ministra do STF, Carmen Lúcia, presidentes da Câmara Federal, Rodrigo Maia, e Senado, Eunício Oliveira, além de representantes de órgãos federais; embaixadores e governadores da Bolívia, Peru e Colômbia; Comando Militar da Amazônia; Comando do Exército Brasileiro e governadores do Brasil.

Com informações da Assecom

 

5 jul by João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

José Adécio se solidariza com PMs e cobra ações enérgicas contra a insegurança

O deputado José Adécio (FOTO) voltou a cobrar ações mais enérgicas para combater a criminalidade no Rio Grande do Norte e prestou solidariedade aos treze policiais militares assassinados somente em 2017, lembrando também o agente penitenciário federal e o guarda municipal de Natal alvos dos matadores.

Durante seu pronunciamento na manhã desta terça-feira(04), no plenário da Assembleia Legislativa, José Adécio foi taxativo ao dizer que o maior pecado de um político é a omissão e que, mesmo sendo da base do Governo do Estado, não poderia deixar de voltar a falar sobre a insegurança.

Nas duas últimas semanas, o deputado visitou diversos municípios, em várias regiões do RN, prestigiando eventos juninos e comemorações de emancipações políticas. Em todos, sem exceção, ouviu de populares e das lideranças reclamações acerca de assaltos, assassinatos, estupros, roubo de cargas, de veículos, de animais.

O deputado citou o ataque de uma quadrilha de assaltantes ao município de Monte Alegre, ocorrido na madrugada de ontem, quando uma agência bancária, a lotérica, correspondentes bancários e o posto dos Correios também foram arrombados e os bandidos atiraram em via pública. “Atenção, governador Robinson Faria e atenção autoridades do Rio Grande do Norte, para a insegurança. Existe um extermínio de policiais no Rio Grande do Norte”, alertou.

José Adécio leu a lista com os nomes dos agentes de segurança assassinados e questionou quais as providências que as entidades de direitos humanos e a igreja tomaram em auxílio dos parentes. “Presto minha solidariedade aos policiais militares, que ganham pouco, estão pouco aparelhados e precisam de mais efetivo. É preciso dar um murro na mesa e mudar essa situação. Precisamos de uma mudança profunda, estratégica. Bandido é bandido e deve ser tratado como tal. Se é de um policial morrer, que morram os bandidos. São necessárias medidas enérgicas contra a insegurança”, declarou o parlamentar.

Fonte: Assessoria de Comunicação do deputado José Adécio
Foto: João Gilberto/ALRN

 

30 set by João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Polícia Civil do RN prende 85 suspeitos em setembro

policiacivil1

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte efetuou, no mês de setembro, 85 prisões, das quais 48 foram realizadas no interior do Estado. Os números fazem parte de ações isoladas como da realização de Operações, cumprimento de mandados de prisões e prisões em flagrante. As pessoas detidas pela Polícia Civil são suspeitas pela prática de crimes como associação criminosa, homicídio, latrocínio, tráfico de drogas, roubos, furtos, roubo de cargas, violência doméstica, milícia armada, receptação de veículos, estupro e posse e porte ilegal de arma de fogo e estelionato.

Entre as apreensões feitas pela Polícia Civil mereceu destaque a descoberta de um depósito onde estavam armazenadas uma carga de alho roubada avaliada em R$ 300 mil. A ação foi realizada, no dia 09, pela equipe da Delegacia Especializada na Defesa da Propriedade de Veículos e Cargas (Deprov), na cidade de São Gonçalo do Amarante. A Deprov também conseguiu localizar um depósito de peças roubadas de veículos. Mais de 150 portas de carros foram encontradas no dia 21, no bairro de Igapó em Natal.

14 abr by João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Mais de 50 homicídios cometidos em Natal foram elucidados pela Polícia Civil

POLICIACIVIL1

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), em apenas três meses deste ano, elucidou 58 casos de assassinatos que aconteceram em Natal e atribuiu a autoria de tais crimes a 66 pessoas, que foram indiciadas.

De acordo com o diretor da DHPP, delegado Ben-Hur de Medeiros, a elucidação de tantos homicídios tem relação direta com o trabalho de investigação do local de crime: “Nossas equipes vão até os locais onde os homicídios foram praticados e conseguem colher informações valiosas que nos ajudam a descobrir a autoria dos crimes”.  A população também tem papel fundamental para a elucidação dos assassinatos quando repassa informações para o Dique-Denúncia 181.

“Temos plena consciência de que a elucidação dos homicídios é efeito de toda uma reformulação. A partir do momento, em que deixamos de ser uma Delegacia Especializada e nos tornamos uma Divisão, isto nos trouxe a possibilidade de termos um aumento de efetivo, que nos conduz a mais profissionais trabalhando para descobrir quem são os autores de tantos assassinatos”, revelou o diretor da DHPP.

A efetividade do trabalho se revela na elucidação de crimes, em curto espaço de tempo, como por exemplo no latrocínio da turismóloga Gizela Mousinho, morta no dia 02 de janeiro. Dois suspeitos pelo crime foram presos em apenas seis dias após o fato. No caso do latrocínio da estudante Maria Karolyne Álvares, morta em 20 de janeiro, os dois suspeitos pelo assassinato foram detidos um dia após do crime.

Atualmente, a DHPP, antiga Delegacia de Homicídios (Dehom) conta com o trabalho de 11 delegados, sendo quatro deles em regime de plantão, nove escrivães, e 50 agentes de Polícia Civil.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Polícia Civil (Degepol)

1 jan by João Ricardo Correia Tags:, , , , , , ,

RN fecha 2015 com uma média de 4,5 assassinatos por dia

HOMICIDIO

A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), por meio da Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análises Criminais (Coine), divulgou nesta quinta-feira (31) o relatório estatístico acerca dos crimes violentos letais intencionais (CVLIs) no Rio Grande do Norte. A média é de 4,5 homicídios por dia. Ainda assim, o relatório apontou uma redução de 115 assassinatos quando comparado com 2014, o que representa uma redução de 6,5%.

Em 2015 foram registrados 1.653 crimes violentos, enquanto que, no ano passado, foram 1.768 casos. De acordo com o Governo do Estado, o RN supera a meta pactuada com  Ministério da Justiça, que prevê uma redução de 5% de CVLIs ao ano, nos estados da federação, até 2018, e consegue um feito inédito, desde 2004, quando a violência só crescia.

“Em 2015, conseguimos retirar o RN do ranking das cidades mais violentas do Nordeste. Em anos anteriores chegamos a ocupar a 5ª colocação. Os dados atuais demonstram que a gestão está no caminho certo e esse desempenho dedico aos bravos profissionais da Segurança Pública que, apesar de alguns desafios ainda existentes, se mantém dedicamos e comprometidos com à sociedade!”, disse a secretária da Sesed, Kalina Leite.

 

Com informações da Assessoria de Imprensa da Sesed

25 ago by João Ricardo Correia Tags:, , , , , , ,

Robinson governa há quase oito meses e o povo continua com as mãos pra cima

ROBINSONMAOSPRACIMA1

Alguém já avisou ao governador Robinson Faria que a situação da segurança no Rio Grande do Norte vai de mal a pior? Até que dia reuniões e apresentações de projetos vão tentar encobrir a verdade enfrentada pelos cidadãos e cidadãs do nosso Estado? Precisa desenhar?! Não sou daqueles que acham que quanto pior, melhor. Mas ficar calado, esperando o tempo passar, achando que quase oito meses de gestão é pouco, aí é querer demais. Não tenho dúvida que o governador tenta acertar. Ele prometeu nos palanques que seria o “governador da segurança”. Segurança de onde?! A secretária da Segurança Pública e da Defesa Social, Kalina Leite, é incompetente? Não! Quer acertar? Claro que sim! A maioria dos policiais civis e militares é comprometida com a sociedade? Lógico que é! Mas, então, o que falta? Ou o que sobra? Falta efetivo? Falta condição de trabalho? Falta gestão?! Sobra blablablá? Sobra cafezinho? Sobra reunião que não dá em nada? Sobra puxa-saco? Sobra postagem em rede social divulgando até queda de bêbado? Ou os gestores da segurança, aqueles que desejam trabalhar, chegam junto do governador e mostram o quadro como é, ou então nos preparemos para o caos absoluto. Assaltos, furtos, roubo de veículos e assassinatos viraram rotina no Rio Grande do Norte. É assustador! A bandidagem nunca agiu tão livremente, apesar de várias prisões, apreensão de armas, recuperação de veículos, enfim. O que está confirmado é que o poder dos marginais é bem superior ao da aparelho da segurança pública! Mas aí vai aparecer alguém para argumentar que é um problema complexo, que no Rio de Janeiro é assim, assado… Ora essa! Deixem o Rio na conta do Pezão, o governador de lá. Aqui, é Robinson Faria. E ele foi às ruas pedir votos dos potiguares, portanto, ele nos deve satisfação! Robinson Faria, ex-deputado estadual, conhecido como um bom articulador, foi eleito democraticamente chefe do executivo estadual e usava as duas mãos erguidas para pedir que votassem em seu número, o 55. Mas de primeiro de janeiro até agora, homens, mulheres e crianças têm levantado as mãos por dois motivos: por estarem diante da arma de um marginal ou pedindo ajuda do céu. O governador precisa botar, de novo, seu bloco na rua; agora, para ouvir o povo, para saber a verdade, longe dos bajuladores.

=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=

O CARA
Não tenho a menor intenção – e quem sou eu para isso – de desqualificar o trabalho do juiz federal Sérgio Moro, que comanda o processo da Operação Lava Jato, que tem mostrado uma série de roubalheiras no Brasil. Mas sempre desconfio de quem é certo demais e começa a ser endeusado. O tempo, como sempre, dirá tudo. Morou?

CULTURA
O Rio Grande do Norte precisa começar a valorizar sua cultura, a torcer pela vitória dos nossos artistas. Os que vêm de fora, claro, merecem respeito, boa acolhida, mas os nossos devem estar em primeiro lugar. Na área musical, por exemplo, diversos cantores e cantoras, de primeira qualidade, sobrevivem com cachês de 300, 400, 500, mil reais, para serem divididos entre eles e a banda, na maioria das vezes.

QUAL SERÁ?
Informações extra-oficiais dão contra que uma emissora de televisão em Natal está exposta à venda. Preço: R$ 35 milhões.

CALENDÁRIO
Hoje é dia de parabenizar os heróis que defendem nossa sociedade. Parabéns, soldados! Salve 25 de agosto!

IDOSOS
A Assembleia Legislativa debateu nesta segunda-feira, 24, em audiência pública proposta pelo deputado Gustavo Fernandes (PMDB), a situação dos abrigos de idosos do Rio Grande do Norte. O evento reuniu políticos, religiosos e representantes de instituições governamentais e civis, que cobraram a construção de abrigos por parte do Poder Público.

MENSAGEM
Uma mensagem em uma garrafa, atirada ao mar há 108 anos por cientistas britânicos, foi encontrada encalhada em uma praia, na Alemanha. Acredita-se que ela seja a mais antiga mensagem do tipo já descoberta. Marianne Winkler, uma aposentada que trabalhou por anos nos correios, encontrou a garrafa no Mar do Norte, na ilha de Amrum, durante as férias que passava com o marido. A descoberta foi feita em abril, mas a história só veio à tona agora.

PREOCUPANTE
O câncer já representa a primeira causa de mortalidade por doença entre crianças e adolescentes de 1 a 18 anos no Brasil. Segundo os dados do INCA (Instituto Nacional do Câncer), no país anualmente, são mais de 10 mil casos novos de câncer registrados nessa faixa etária, sendo em torno de 150 só no Rio Grande do Norte. Frente a essa realidade, a Casa de Apoio à Criança com Câncer Durval Paiva, o Grupo de Apoio à Criança com Câncer (GACC), o Hospital Infantil Varela Santiago e a Liga Norte Riograndense contra o Câncer, contando com o apoio da Prefeitura do Natal, realizam durante o próximo mês a Campanha Setembro Dourado, visando conscientizar a sociedade quanto à importância do diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil.

ENERGIA
Mais econômicas e eficientes, as lâmpadas Led (diodos emissores de luz) são a grande aposta do mercado de iluminação em todos os segmentos: industrial, residencial, decorativa, pública e de emergência. Para 2015, a ABILUX – Associação Brasileira da Indústria de Iluminação prevê um crescimento de 30% no consumo desta tecnologia, sobretudo com os reajustes ocorridos na energia elétrica, que de acordo com o IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, em doze meses já acumula alta de 60,42%.

DÉCIMO TERCEIRO
O adiantamento do décimo terceiro salário a ser pago aos aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) será de 50%. Ele será pago na folha do mês que vem, creditado a partir de 24 de setembro.
A decisão foi tomada ontem (24) pela presidenta da República, Dilma Rousseff, conforme nota divulgada pelo Palácio do Planalto.  O valor restante será pago normalmente em dezembro, na folha de novembro, seguindo a rotina tradicional.

INFLAÇÃO
O presidente do Banco Central (BC), Alexandre Tombini, reafirmou nesta segunda-feira que a inflação acumulada nos últimos 12 meses deve atingir seu pico neste trimestre, permanecer elevada em 2015 e começar a cair no próximo ano. “Em 2016, os números de inflação, empatados pelo realinhamento de preços relativos, cederão lugar aos valores que refletirão melhor o estado corrente das condições monetárias, levando a uma forte queda na inflação anual já nos primeiros meses do ano”, disse durante a 15ª edição do Prêmio Valor 1000.

PASSAGEIRO
Um bêbado entra no ônibus e vai cambaleando pra lá e pra cá e na primeira freada que o motorista dá, ele cai em cima de uma freira, que diz: – O senhor vai para o inferno. Então, o bêbado puxa a campainha correndo e grita para o motorista: – Pare, pare! Que eu peguei o ônibus errado!!!

Entre em contato comigo:
E-mail: jornalistajoaoricardocorreia@gmail.com
WhatsApp: (84) 9 9401-5905
Twitter: @joaoricardo_rn

23 mar by João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

OEA fará recomendações ao Brasil para coibir violência contra jovens negros

NEGRO1

Os casos de assassinatos de jovens negros no Brasil foram tema central de audiência pública da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) da Organização dos Estados Americanos (OEA). O debate aconteceu em Washington, nos Estados Unidos, na última sexta-feira (20), quando foram abordadas denúncias de diferentes regiões brasileiras.

“Temos inúmeros casos denunciados pelos centros de Defesa da Criança e do Adolescente (Cedeca), e a gente achou importante dar visibilidade e pedir que a comissão faça recomendações ao governo brasileiro, no sentido de adotar medidas para coibir essa violência que, na maioria das vezes, é provocada por agentes públicos do Estado”, disse Denise Campos, membro da coordenação colegiada da Associação Nacional dos Centros de Defesa da Criança e do Adolescente (Anced), que participou da audiência.

Pedro Pereira, também da Anced, diz que os números de assassinatos têm crescido no país. “A própria Anistia Internacional lançou uma campanha, em novembro de 2014, divulgando a informação que de 30 mil jovens entre 15 e 29 anos assassinados no Brasil, em 2012, 77% eram negros”. Segundo Denise, duas organizações da sociedade civil participaram da audiência: a Justiça Global, que tratou de temas como ou autos de resistência; e a Quilombola X, que tratou do racismo. Ambas defendem que o governo brasileiro precisa ter respostas mais efetivas para combater o racismo e conter as mortes da juventude negra no país.

O debate teve a participação do governo brasileiro, representado pelo secretário de Políticas de Ações Afirmativas da Secretaria Especial de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), Ronaldo Barros. Segundo ele, o governo vem implantando ações como o Plano Juventude Viva, que inclui 44 projetos para diminuir a vulnerabilidade da juventude negra. “Não há demora [na implementação de ações], há a necessidade de aperfeiçoar os mecanismos. O Estado não está de olhos fechado para essa situação, e tem feito ações tanto no Executivo, quanto no Judiciário e no Legislativo”. O secretário citou também a assinatura de protocolo de redução de barreiras de acesso à Justiça e oficinas junto a agentes públicos para combater o racismo.

Denise ressalta que apesar de o governo ter reconhecido o problema das mortes, ainda é preciso colocar em prática ações mais concretas. “Eles falaram sobre o Plano Juventude Viva, que tem uma série de ações, e a própria comissão chamou a atenção do governo porque, na verdade, tem que apresentar ações mais concretas. Ações que realmente se traduzam em questão eficaz, e não ficar só no debate. Reconhecer é importante, mas não é suficiente”.  Ela conta que alguns pontos foram debatidos, como a desmilitarização da polícia e os chamados autos de resistência.

“Nós estamos em período de ajustes, e não em período de resolução imediata, e a gente espera que os novos ajustes, com ações afirmativas – cotas, trabalho decente para as trabalhadoras domésticas – consiga realmente incidir nesse índice de letalidade existente”, disse o secretário. Para ele, o período de implantação das ações do plano ainda é curto para poder avaliar se houve ou não eficácia na redução das mortes, e reforça que os mecanismos precisam ser ajustados para serem cada vez mais eficientes.

Ronaldo Barros disse que a CIDH vai fazer um conjunto de recomendações para que o governo brasileiro tenha ações não só na esfera do monitoramento, mas também na incidência direta sobre o controle externo da polícia, com promotorias específicas para melhorar a acessibilidade do jovem negro à Justiça. Para ele, o problema precisa ser debatido também na sociedade, e a participação dos movimentos sociais é importante para por as ações em prática. Segundo o secretário, a audiência é um espaço para debater um assunto, não significa um processo para o país.

 

Fonte: Agência Brasil

30 jan by João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Liberação de recursos federais alimenta esperança para reaparelhar a Segurança Pública

KALINALEITE2
Kalina Leite aceitou a missão de comandar uma das pastas mais complicadas do governo Robinson Faria (Foto: João Ricardo Correia)

A secretária de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social, Kalina Leite Gonçalves, está cheia de boas intenções. Mas antes que digam que “no inferno está cheio de gente assim”, ela sabe muito bem o que espera fazer para não permanecer apenas bem intencionada e tentar ajudar a sociedade do Rio Grande do Norte a sentir-se, pelo menos, com maior sensação de segurança.

Delegada de carreira, a policial civil Kalina Leite integrou a comissão de transição para preparar a chegada do governador Robinson Faria. É uma profissional respeitada, circula bem entre seus colegas, entre policiais militares, no meio judiciário e político. É uma das aliadas de primeira hora do sucessor de Rosalba Ciarlini.

Experiente, Kalina tem noção do tamanho do “abacaxi” que já começou a descascar. Em recente audiência com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, acompanhada de Robinson, ouviu do auxiliar da presidenta Dilma Rousseff que está tudo encaminhado para a liberação de recursos, na ordem de R$ 50 milhões, oriundos de convênios que ficaram engavetados nos últimos tempos e motivaram diversas entrevistas do então secretário Aldair da Rocha, exonerado no começo de 2014, sendo substituído pelo general Eliéser Girão, que só não teve uma passagem totalmente apagada, porque teve um dinheirinho durante o ano, por causa da Copa do Mundo.

KALINALEITE3Caso o dinheiro seja liberado, o governo do RN terá como investir no aparelhamento da Segurança. Se não for, diante do rombo deixado pela “Rosa” e alguns dos seus espinhosos secretários, não é preciso ser nenhum gênio para saber que é melhor se preparar para o pior.

A bandidagem está aí, ditando regras. Por mais que as polícias prendam, apesar de todas as dificuldades, o sistema carcerário é deprimente e as leis, elaboradas pelos deputados federais e senadores, quando são cumpridas, se revelem recheadas de “brechas” que facilitam a vida dos criminosos. O bandido volta pra ruas, comete crimes, a polícia prende, a justiça solta e o círculo vicioso e vergonhoso persiste.

Sobre a tão falada convocação dos 824 candidatos aprovados para concurso de soldado da Polícia Militar, a secretária foi enfática, na entrevista que concedeu a este colunista, há dez dias: “Os 824 PMs será bem-vindos, mas só serão nomeados se for uma determinação judicial, porque o Estado não tem como assumir esse compromisso, que ultrapassará o limite prudencial estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal”.

Diante o quadro de assassinatos, que aumenta a cada semana, a secretária Kalina Leite considera “preocupante” e analisa que esse tipo de ocorrência seria uma espécie de bola da vez, pois em outras épocas, explica, ocorriam mais roubos de carros, arrombamentos, entre outros. “Os homicídios, muitos deles, têm características de execução, acerto de contas, e estamos identificando as manchas criminais, para atuarmos mais intensamente”, explica. Kalina prefere não acreditar na atuação de grupos de extermínios, mas tem informes a respeito deles. “Investigaremos tudo que soubermos, por isso estou trabalhando, desde o começo, incessantemente, para a criação da Divisão de Homicídios, que trabalhará com maior eficiência, ficando especificamente para os casos de assassinatos”, disse.

A secretária ainda não concluiu a formação da sua equipe de trabalho e acha um exagero precisar andar acompanhada de seguranças. Determinada, resume: “Nunca precisei disso e acho estranho. Ainda não me acostumei”.

E o quê motivou Kalina Leite a assumir o comando da Sesed? “O governador Robinson Faria disse que a segurança será prioridade”, justificou.

 

Fale no ZAP