29 nov by João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Bolsonaro: Caixa e BB não estão no radar das privatizações

O presidente eleito Jair Bolsonaro disse hoje (29) que a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil não estão no radar das privatizações do próximo governo. “Qualquer privatização tem que ser responsável. Não é jogar pra cima e ficar livre. Algumas privatizações ocorrerão. Outras estratégicas, não. Banco do Brasil e Caixa não estão no nosso radar”, afirmou.

O Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais é realizado em dois anos. Passam por oficiais do exército que se formaram na Academia Militar das Agulhas Negras (Aman), em Resende (RJ), e tenham atingido o posto de capitão. Oficiais médicos também realizam uma pequena fase presencial na EsAO. O próprio Jair Bolsonaro já realizou esse curso quando estava na ativa do Exército e disse que as recordações o emocionam.

O presidente eleito informou ainda que pretende propor uma outra Reforma da Previdência no próximo ano e avaliou que a proposta apresentada pelo governo atual é muita agressiva com o trabalhador.

Ele também comentou a Operação Boca de Lobo, que foi deflagrada hoje como mais um dos desdobramentos da Operação Lava Jato, levando à prisão do governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão. Bolsonaro parabenizou a Lava Jato e disse que o respaldo que ele dá ao combate à corrupção está simbolizado na nomeação do juiz Sérgio Moro para o Ministério da Justiça. “O compromisso que eu tive com ele é carta branca para o combate à corrupção”.

As declarações ocorreram após solenidade de diplomação do Curso de Aperfeiçoamento de oficiais, na Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais (EsAO). O evento na Vila Militar, no Rio de Janeiro, reuniu militares e familiares. Foram diplomados 420 capitães da linha bélica, 15 oficiais das chamadas Nações Amigas, seis oficiais fuzileiros navais e 29 oficiais médicos.

Por Leo Rodrigues – Repórter da Agência Brasil / Rio de Janeiro

9 ago by João Ricardo Correia Tags:, , ,

Lucro do Banco do Brasil cresce 22,3% no segundo trimestre

O Banco do Brasil (BB) teve lucro líquido ajustado de R$ 3,2 bilhões no segundo trimestre, uma alta de 22,3% em relação ao segundo trimestre de 2017. Em relação ao primeiro trimestre, houve elevação de 7,1%. Os dados foram divulgados hoje (9) pela instituição bancária.

No primeiro semestre do ano, o lucro foi de R$ 6,3 bilhões, um crescimento de 21,4% em relação ao mesmo período do ano anterior. O BB avalia que o resultado foi influenciado pelo aumento das rendas de tarifas, controle das despesas administrativas e menores provisões de crédito.

As rendas de tarifas, influenciadas principalmente pela linha de conta corrente, tiveram aumento de 7,2% no primeiro semestre do ano. As tarifas relacionadas à administração de fundos representaram aumento de 13,2% nos primeiros seis meses do ano.

O índice de inadimplência teve queda pelo quarto trimestre consecutivo, atingindo 3,34% no segundo trimestre.

Por Fernanda Cruz – Repórter da Agência Brasil / São Paulo

17 jan by João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Inscrições para o concurso do BB terminam nesta segunda-feira

BBLOGO

 

Os interessados em ingressar no Banco do Brasil têm até a próxima segunda-feira (19) para realizar a inscrição na seleção externa. O cadastro pode ser feito por meio do site da Fundação Cesgranrio. A taxa é de R$40.

O concurso é para formação de cadastro de reserva nos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Ceará, Maranhão, Mato Grosso, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Santa Catarina e Sergipe.

O cargo é de escriturário e a remuneração inicial é de R$ 2.227,26 para jornada de 30 horas semanais. A prova de seleção está prevista para acontecer no dia 15 de março.

Além do salário, os candidatos empossados terão participação nos lucros ou resultados, nos termos da legislação pertinente e acordo sindical vigente, ajuda alimentação no valor de R$ 572,00, vale-refeição de R$ 431,16, vale-transporte, vale-cultura de R$ 50, auxílio-creche, auxílio a filho com deficiência, de valor previsto na CCT, e previdência privada.

Funcionários do BB têm ainda direito a plano odontológico, extensivo a dependentes diretos, plano de saúde, participação no Programa de Qualidade de Vida no Trabalho, além de possibilidade de ascensão e desenvolvimento profissional, através de treinamentos, certificações, bolsas de graduação, Pós-graduação lato sensu, stricto sensu, idiomas estrangeiros e através da UniBB, Universidade Corporativa do Banco do Brasil.

É necessário que o candidato tenha certificado de conclusão ou diploma de curso de nível médio expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, Secretarias ou Conselhos Estaduais de Educação, e idade mínima de 18 anos completos, até a data da contratação.

Uma novidade do certame é a reserva de 20% das vagas para candidatos que se declararem negros, em cumprimento ao projeto aprovado pelo Senado. Outra novidade é que, a partir dessa seleção, o BB volta a cobrar conhecimentos de Inglês.

Conhecimentos Básicos (Português, Raciocínio Lógico-Matemático e Atualidade do Mercado Financeiro) e Conhecimentos Específicos (Cultura Organizacional, Técnica de Vendas, Atendimento, Domínio Produtivo da Informática e Conhecimentos Bancários) também fazem parte da prova. Os candidatos irão prestar ainda a Prova Discursiva: Redação.

 

Fonte: Banco do Brasil

Fale no ZAP