Tag: Brasil

6 dez by João Ricardo Correia Tags:, , , , , ,

Satélite lançado na China vai monitorar desmatamento na Amazônia

SATELITECHINA

 

O satélite sino-brasileiro Cbers-4 será lançado neste domingo (7) da base de Taiyuan, na China. O veículo lançador Longa Marcha-4B será acionado a 1h30, horário de Brasília (DF). Em órbita, o Cbers-4 fará a varredura de imagens do Brasil, China e países da América do Sul, mas também poderá fazer registros de outras regiões do planeta. Entre suas principais atribuições está o monitoramento do desmatamento na Amazônia. O áudio do lançamento será transmitido ao vivo.

O evento será acompanhado pelo ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Clelio Campolina Diniz, pelo presidente da Agência Espacial Brasileira (AEB/MCTI), José Raimundo Braga Coelho, pelo diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe/MCTI), Leonel Perondi, e outras autoridades brasileiras.

Inicialmente programado para dezembro de 2015, o lançamento deste domingo foi antecipado em um ano devido à falha ocorrida com o foguete chinês Longa Marcha-4, que causou a perda do CBers-3, em dezembro de 2013. Antes, foram lançados com sucesso o CBers-1 (1999), o CBers-2 (2003) e o CBers-2B (2007).

Este aparelho tem as mesmas especificações técnicas que o Cbers-3. Serão quatro câmeras de videomonitoramento em resolução melhor do que as instaladas em modelos anteriores. Ao todo, o equipamento pesa mais de duas toneladas e tem vida útil programada para quatro anos.

As equipes do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e da Academia Chinesa de Tecnologia Espacial (Cast, na sigla em inglês) trabalharam em conjunto neste projeto.

Programa CBers

Iniciado nos anos 1980, o programa CBers (sigla em inglês para China-Brazil Earth Resources Satellite) é coordenado pela AEB e desenvolvido pelo Inpe. O CBers-4 é o quinto satélite do programa de cooperação em alta tecnologia e um dos pilares da parceria estratégica entre o Brasil e a China.

A antecipação significou um desafio a mais para as equipes de especialistas dos dois países na preparação do CBers-4 em conformidade com as rígidas especificações técnicas de um projeto espacial desse porte.

As atividades iniciaram em janeiro com o envio para a China da estrutura de carga útil do satélite, que antes estava no Laboratório de Integração e Testes (LIT) do Inpe, em São José dos Campos (SP).

Além dos processos de montagem e integração, a impossibilidade de conserto em órbita tornam imprescindíveis os rigorosos testes para simular em Terra todas as condições que o satélite enfrentará desde o seu lançamento até o fim de sua vida útil no espaço.

Aplicações

Satélites de sensoriamento remoto são uma poderosa ferramenta para monitorar o território de países de extensão continental, como o Brasil e a China. As imagens obtidas a partir dos satélites da série CBers permitem uma vasta gama de aplicações – desde mapas de queimadas e monitoramento do desflorestamento da Amazônia, da expansão agrícola, até estudos na área de desenvolvimento urbano.

O CBers também é importante indutor da inovação no parque industrial brasileiro, que se qualifica e moderniza para atender aos desafios do programa espacial. A política industrial adotada para o programa permite a qualificação de fornecedores e contratação de serviços, partes, equipamentos e subsistemas junto a empresas nacionais. Assim, além de exemplo de cooperação binacional em alta tecnologia, o CBers se traduz na criação de empregos especializados e crescimento econômico.

Graças à política de acesso livre às imagens, uma iniciativa pioneira do Inpe, as imagens do CBers são distribuídas gratuitamente a qualquer usuário pela internet, o que contribuiu para a popularização do sensoriamento remoto e para o crescimento do mercado de geoinformação nacional.

O Inpe distribui cerca de 700 imagens por dia para centenas de instituições (mais de 70 mil usuários) ligadas a meio ambiente, uma contribuição efetiva ao desejado cenário de responsabilidade ambiental – um dos grandes desafios deste século.

 

 

Inovações

O satélite está equipado com sofisticado conjunto de câmeras, com desempenhos geométricos e radiométricos melhorados em relação aos CBers-1, 2 e 2B. São quatro câmeras: Imageador de Amplo Campo de Visada (WFI), Imageador de Média Resolução (MUX), Imageador Infravermelho (IRS) e Imageador de Alta Resolução (PAN).

A MUX é a primeira câmera para satélite inteiramente desenvolvida e produzida no Brasil. Com 20 metros de resolução e multiespectral, registra imagens em azul, verde, vermelho e infravermelho, em faixas distintas. Essas bandas espectrais têm funções bem calibradas visando seu uso em diferentes aplicações, principalmente no controle de recursos hídricos e florestais.

Projeto espacial dos mais sofisticados realizados no país, a MUX exigiu análises minuciosas e rigorosas, pois a câmera precisa suportar o tempo de vida necessário no ambiente hostil do espaço.

Veículo lançador

O foguete chinês Longa Marcha-4B, que colocará o Cbers-4 em órbita é fabricado pela Academia Shanghai de Tecnologia de Voos Espaciais (Sast). O veículo teve seu projeto totalmente revisado após a falha no motor do terceiro estágio ocorrida em dezembro de 2013 e que acarretou na perda do Cbers-3. Este ano o foguete já foi usado para o lançamento de quatro satélites da China e de outros países a partir de agosto último, todos com sucesso. Até hoje a família Longa Marcha foi empregada em 197 missões.

 

 

Fonte: Portal Brasil

19 nov by João Ricardo Correia Tags:, , , ,

O nada paradoxal desarmamento na Venezuela

VENEZUELAARMA

Por Bene Barbosa*

 

Está em vigor na Venezuela um plano nacional de desarmamento, que busca incentivar a entrega voluntária de armas de fogo. Tal como aqui, as autoridades repetem o engodo de acusar o cidadão, e não o bandido, de ser a razão da criminalidade.

Todavia, o que chama a atenção é a dualidade que os altos emissários venezuelanos parecem lidar com a situação. Recentemente, a babá do filho de Elías Jaua, ministro para o Poder Popular para as Comunas e os Movimentos Sociais, foi detida tentando ingressar no Brasil portando um revólver calibre 38. O ministro, que já se encontrava no país quando pediu à babá que viesse ao seu encontro, admitiu que a maleta com documentos políticos e a arma lhe pertenciam.

A babá ficou presa por cinco dias no Brasil e foi liberta após conseguir habeas corpus. Todavia, enfrentará em liberdade processo por tráfico internacional de armas.

Jaua, reportam os veículos de comunicação, teria vindo ao Brasil para assinar acordos com o Movimento Sem Terra (MST) e treinar os militantes para uma revolução socialista. Estranhamente, a viagem não foi comunicada ao Itamaraty.

Em termos diplomáticos, a falta de aviso prévio pode ser interpretada como uma afronta à soberania nacional e contrário às boas relações entre dois países. Sendo o governo brasileiro antigo aliado do venezuelano, há quem desconfie da veracidade desta falta de comunicação uma vez que ingerência muito maior é causada pelo chamado Foro de São Paulo que desde a década de 90 assombra e ameaça a democracia na América Latina e encontra conforto e acalanto também nos braços dos governantes brasileiros.

Na realidade, não me causa nenhuma estranheza o fato de um ministro de Estado não seguir a diretriz ideológica que impera em seu país. Esse tipo de conduta não é rara nem mesmo por aqui, pois em passado recente foi noticiado que um Ministro da Justiça, especialmente empenhado no desarmamento da população, tinha duas armas registradas em seu nome e era possuidor de portes para as mesmas. Tal qual em nosso país, a conduta aparentemente contraditória de Jaua, não gerou grandes constrangimento nas autoridades da nação andina por um motivo muito simples e uma verdade insofismável: nenhum deles propõe o desarmamento do Estado, muito pelo contrário, tentam de todas as formas a manutenção do monopólio da força em suas mãos.

Para aqueles que ainda veem no desarmamento uma possibilidade no combate ao crime e à violência, cabe lembrar que a Venezuela é um dos países mais violentos do mundo – o segundo de acordo com dados da Organização das Nações Unidas. Estudo elaborado pelo Escritório da ONU sobre Drogas e Crime e baseado em dados oficiais disponíveis até 2012 registra uma taxa de homicídios de 53,7. No Brasil – realidade não tão diferente – o número é de 25,2 mortos para cada 100 mil habitantes e, de acordo com o levantamento, o país possui 11 das 30 cidades mais violentas do mundo.

Se os planos nacionais desarmamentistas estabelecidos tanto no Brasil quanto na Venezuela com o intuito de combater a criminalidade funcionam, então por que motivo há tantas mortes em ambos os países? Por que o ministro venezuelano não demonstra a eficiência deste tipo de ação e também não se desarma? Claro, são apenas perguntas retóricas que no fundo todos conhecem as respostas.

 

 

Fonte: Agência Viva Brasil (www.movimentovivabrasil.com.br)

*Bene Barbosa é bacharel em direito, especialista em Segurança Pública e Presidente do Movimento Viva Brasil

18 jun by João Ricardo Correia Tags:, , ,

Brasil é atrativo para empresas de inovação tecnológica

O Brasil apresenta boas condições para as empresas estrangeiras de tecnologias da informação e comunicação (TICs) fazerem negócios. A afirmação foi dada pelo secretário de informática do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Virgilio Almeida, durante a a abertura da Rio Conference Technology, no Rio de Janeiro.

O secretário ainda destacou três fatores que tornam o País atrativo para as empresas do segmento. “O conjunto de fatores formado por mercado, legislação, que oferece vários incentivos, e capital humano altamente qualificado fazem do Brasil um local extremamente atraente para os investimentos na área dos TICs”, afirmou.

Durante o evento, realizado na segunda-feira (16), o secretario citou avanços na legislação brasileira, que favorecem a instalação das empresas no Brasil. “O Congresso Nacional aprovou há dez dias a extensão dos benefícios da Lei de Informática por mais dez anos, com mesmo nível de incentivos que temos hoje em dia”, lembrou.

A Lei da Informática reduz 80% do Imposto sobre Produtos Importados (IPI) das empresas que produzem hardwares no Brasil e 100% para as que, além de produzir, desenvolvem o projeto no País.

Segundo Almeida, a Lei de Informática associada à Lei do Bem, que reduz o ICMS e o PIS/Cofins das empresas que investem em pesquisa e desenvolvimento (P&D), impulsionou a fabricação de smartphones e tablets. “Com iniciativas como estas é possível criar um mercado que aumenta a densidade tecnológica”, avaliou.

 

(Fonte: Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação)

2 abr by João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Presidente do Tribunal Superior Eleitoral defende voto facultativo

“O eleitor não pode continuar como tutelado. A escolha dos representantes se faz considerando o exercício de um direito; o direito de escolher seus representantes”, afirmou o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Marco Aurélio (FOTO), hoje (1º), durante gravação de entrevista para o programa Eleições 2014. O ministro sugeriu que a forma de escolha dos representantes políticos poderia ser objeto de um plebiscito, e arriscou antecipar o resultado da consulta: “Eu penso que nós vamos chegar ao dia em que deliberaremos a respeito do voto obrigatório, afastando-o”.

Um dia após o Brasil registrar os 50 anos do golpe militar que deu início à ditadura no país, a diretora de Jornalismo da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Nereide Beirão, questionou se não seria o momento de o Supremo Tribunal Federal (STF) rediscutir a Lei da Anistia. Marco Aurélio afirmou que a revisão poderia ocorrer diante de uma provocação, mas ponderou: “Penso que os familiares têm o sagrado direito de saber o que houve com os entes queridos. Agora, buscar-se a punição a essa altura, nós teríamos que suplantar a Lei de Anistia, que resulta em um perdão generalizado e bilateral”. Ele também questionou se crimes praticados à época já não estariam prescritos.

Também participaram, como entrevistadores, convidados do programa, que está na 7ª edição, os jornalistas Pedro Beltrão, da Rádio Justiça, e Valdo Cruz, do jornal Folha de S.Paulo. Eles questionaram o ministro sobre o direito dos presos provisórios votarem, sobre a campanha eleitoral na internet e o financiamento privado das campanhas políticas. O programa Eleições 2014 vai ao ar às quartas-feiras, às 13h30, pela TV Justiça, e, de acordo com o ministro Marco Aurélio, objetiva dar transparência aos debates do Judiciário.

 

(Fonte: Agência Brasil)

23 dez by Henrique Goes Tags:, ,

Adesão para o ‘Programa Brasil Alfabetizado’ começa hoje

Começa hoje (23) o prazo para as secretarias de Educação dos estados, do Distrito Federal e dos municípios aderirem ao Programa Brasil Alfabetizado, edição 2013-2014. As secretarias que aderiram ao programa em 2012 devem revalidar a adesão e fazer as atualizações necessárias ao novo ciclo. O prazo para a adesão e revalidação é 60 dias.

O programa é voltado para jovens com 15 anos ou mais, adultos e idosos não alfabetizados. O objetivo é universalizar a alfabetização e abrir oportunidades de acesso à educação nos demais níveis – ensino fundamental, ensino médio e profissional e educação superior. O Brasil Alfabetizado tem seis tipos de bolsas mensais aos alfabetizadores. Os valores variam de R$ 400 a R$ 800. Os cursos têm duração de seis a oito meses.

Entre as mudanças nesta edição estão a adesão plurianual, renovada a cada três anos (até 2012, a adesão era anual); os voluntários selecionados por edital em edições anteriores, com desempenho adequado, podem ser dispensados de nova seleção (até 2012, a seleção anual era obrigatória); o valor da bolsa paga a coordenador, de cinco a nove turmas, desde que duas ou mais sejam de população carcerária ou de jovens em cumprimento de medidas socioeducativas, será R$ 800 (a resolução de 2012 não fazia referência a turmas especiais).

Segundo o Ministério da Educação, em 2012, 2.880 municípios aderiram com 384.725 matrículas; secretarias estaduais e o Distrito Federal matricularam 712.106 estudantes. Do total de jovens e adultos matriculados no ano passado – 1.096.831 –, 4.048 estavam em cumprimento de medidas socioeducativas, distribuídos em 332 turmas. A população carcerária teve 5.721 alunos, que formaram 545 turmas. Nesse mesmo ano, o programa contou com 93.317 alfabetizadores, 795 alfabetizadores intérpretes de Libras e 17.069 coordenadores de turmas.

 

Fonte: Agência Brasil

8 jul by Henrique Goes Tags:, , ,

ESPIONAGEM: BRASIL PEDE EXPLICAÇÕES AOS EUA ACERCA DE RECEPTAÇÃO DE E-MAILS

O governo do Brasil pediu explicações aos Estados Unidos (EUA) sobre a espionagem das comunicações de cidadãos brasileiros pela Agência Nacional de Segurança daquele país (NSA, na sigla em inglês). De acordo com o ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, os esclarecimentos foram solicitados por meio da Embaixada do Brasil em Washington e, ainda, ao embaixador dos EUA no Brasil.

O ministro disse que o Itamaraty recebeu com “grave preocupação” a notícia de que contatos eletrônicos e telefônicos de seus cidadãos estariam sendo monitorados. Patriota deu as declarações em Paraty, no Rio de Janeiro, onde está sendo realizada a 11ª Festa Literária Internacional (Flip).

Large Man Looking At Co-Worker With A Magnifying Glass
Imagem de internet

Segundo Antônio Patriota, o governo brasileiro lançará iniciativas na Organização das Nações Unidas (ONU) pelo estabelecimento de normas claras de comportamento para os países quanto à privacidade das comunicações dos cidadãos e a preservação da soberania dos demais Estados. O Itamaraty pretende ainda pedir à União Internacional de Telecomunicações (UIT), em Genebra, na Suíça, o aperfeiçoamento de regras multilaterais sobre segurança das telecomunicações.

O escândalo sobre o monitoramento das comunicações privadas de cidadãos e empresas de dentro e de fora do país pelo governo dos EUA veio à tona após o ex-técnico em segurança digital da CIA (agência de inteligência norte-americana), Edward Snowden, revelar a prática. Os dados eram vigiados por meio do Prism, programa de vigilância eletrônica altamente secreto mantido pela NSA. Uma reportagem do jornal O Globodeste domingo revelou que as comunicações do Brasil estavam entre os focos prioritários de monitoramento.

Depois das revelações, Snowden teve o passaporte cancelado pelo governo norte-americano. Ele pediu asilo político a 21 países. Até o momento, Bolívia, Venezuela e Nicarágua se ofereceram para receber o ex-agente.

Na última semana, países europeus proibiram a entrada do avião do presidente boliviano, Evo Morales, em seu espaço aéreo, por suspeitaram que Edward Snowden estava a bordo. Países latino-americanos, entre eles o Brasil, manifestaram-se a favor do chefe de Estado. O incidente será discutido terça-feira (9) na Organização dos Estados Americanos (OEA).

 

Fonte: Agência Brasil

1 jul by Henrique Goes Tags:, , , , ,

ENTENDA MELHOR O QUE É PLEBISCITO E REFERENDO

Os juristas reiteram a necessidade de compreender as diferenças entre plebiscito e referendo. O plebiscito, cujo nome vem do latim, significa decreto da plebe (no caso, do povo), é convocado antes da criação da norma – seja ato legislativo ou administrativo. Os eleitores são convocados a opinar sobre um determinado tema para que os legisladores definam a questão. Nos últimos 20 anos, houve um plebiscito, em 1993, e um referendo, em 2005.

Imagem de internet

No Brasil, a legislação determina que a realização de plebiscito ou de referendo deve ser proposta por decreto legislativo, a ser aprovado no Senado e na Câmara. Só com a autorização do Congresso Nacional, os eleitores serão chamados a opinar. O Executivo sugere, mas o Legislativo é que define, inclusive, o que vai ser perguntado ao eleitorado.

O referendo é um instrumento, por meio do qual os eleitores devem se posicionar sobre um assunto já definido. O referendo é convocado depois da aprovação da norma, no caso os eleitores são consultados se devem ratificá-la.

A Constituição de 1988 estabeleceu a realização de um plebiscito para que os eleitores opinassem sobre qual o sistema de governo deveria ser adotado no país – monarquia parlamentar ou República; parlamentarismo ou presidencialismo. A consulta popular foi feita em 1993 e venceram a República e o presidencialismo.

Há oito anos, pressionado pela cobrança da sociedade sobre a segurança no país, o Congresso Nacional aprovou o Estatuto do Desarmamento com uma cláusula determinado a realização de referendo sobre a liberação da compra de armas. Em 2005, os eleitores foram consultados sobre a proibição da comercialização de armas de fogo e munições. Na ocasião, as opções eram sim, a favor da proibição, ou não, contra. A maioria do eleitorado optou pelo não.

Fonte: Agência Brasil

26 abr by Henrique Goes Tags:, , ,

INTERNET MÓVEL DO BRASIL É A 5ª MAIS RÁPIDA DA AMÉRICA DO SUL

Que a nossa internet móvel não é lá grandes coisas já sabemos. Mas quando especialistas transformam essa sensação diária em números, acaba ficando interessante saber sobre a situação de nossa internet de 5ª (posição no ranking sulamericano).

De acordo com a Akamai, empresa que desenvolve soluções de rede e segurança, o Brasil ficou em quinto lugar entre os países na América do Sul que têm internet móvel mais rápida, com uma média de velocidade de conexão de 1,2 Megabit por segundo (Mbps).

Imagem de internet

No top 5 na velocidade de transmissão de dados pela rede, lidera o Uruguai (1,75 Mbps), seguido Chile (1,64 Mpbs), Argentina (1,52 Mbps) e Colômbia (1,39 Mbps). Com resultados menos favoráveis que o Brasil, aparece em sexto lugar o Paraguai (1,06 Mbps), seguido de Venezuela (832 Kilobits por segundo) e Bolívia (632 Kbps).

A velocidade da internet móvel, em âmbito mundial, varia de 345 Kbps a 8 Mbps. No entanto, a  maioria dos provedores móveis, segundo o levantamento, entrega velocidade média superior a 1 Mbps.

RECORDES DE VELOCIDADE PELO MUNDO

É preciso reconhecer que os asiáticos comandam quando o assunto é tecnologia. Os recordes mundiais de velocidade na conexão móvel à rede reside naquela região. A Coreia do Sul apresenta a velocidade média de conexão mais rápida do globo, com 14 Mbps. Na sequência, Em seguida, estão Japão e Hong Kong, com 10,8 e 9,3 Mbps, respectivamente. Hong Kong foi responsável por apresentar o pico mais elevado de conexão de internet, com 57,5 Mbps.

 

Com informações do UOL

17 mar by Henrique Goes Tags:, ,

BRASILEIRO PASSA 27 HORAS POR MÊS NA INTERNET

Uma recente pesquisa da ComScore  revelou um pouco o cenário atual da internet no Brasil através dos dados de acesso da população. O problema é que a pesquisa não parece assim tão importante no final das contas.

Imagem de internet

A pesquisa revelou que o brasileiro acessou em média 27 horas  através do seu computador desktop. Se formos pensar, 27 horas divididos por 30 dias, da menos de 1 hora por dia. Isso parece muito pouco para um usuário comum, mesmo se tratando apenas de acesso desktop. Imagine se a pesquisa tivesse abrangido também a área mobile. Mesmo assim, é a maior média da América Latina.

Falando em dispositivos móveis, a pesquisa apontou que o  acesso que não seja através de desktop chegou a quase 6%  do total de acessos.

Entre os usuários, 18% tem entre 18 e 24 anos. Enquanto 30% tem entre 25 e 34 anos. Entre todos os usuários brasileiros, a maioria está focada principalmente em mídias sociais, que é a categoria onde as pessoas gastam mais tempo acessando atualmente.

Em relação ao comércio eletrônico, a pesquisa mostrou que o número de páginas visitadas aumentou 9% em 2012, setor dominado principalmente pelo Mercado Livre que teve mais de 14 milhões de visitantes em Dezembro.

Uma das principais tendências para 2013 dentro da web brasileira são os vídeos, que cresceram 18% em 2012. Mesmo ainda sendo liderado pelo YouTube, a ferramenta que apresentou o maior crescimento (400%) foram os vídeos dentro do Facebook.

 

Fonte: Midiatismo

5 mar by Henrique Goes Tags:, ,

FACEBOOK SEDUZ 10 MILHÕES DE BRASILEIROS EM SEIS MESES

Impressionante os resultados que o Facebook tem alcançado no Brasil. Em seis meses a empresa conseguiu 10 milhões de novos usuários, segundo pesquisa feita pela Socialbakers. Agora, a mídia social tem 66,5 milhões de adesões brasileiras.

facebook_brasil
Imagem de internet

De acordo com a empresa que realizou o levantamento, o Brasil é o país que mais tem colaborado com o aumento no número de usuários em todo o mundo com uma alta de 15% no semestre avaliado.

Aparece em segundo lugar no ranking da expansão a Índia com 7,8 milhões de novos acessos, o que representa um incremento de 13%.

Os Estados Unidos permanecem na liderança do número de usuários mundiais com 160 milhões de titulares de contas no Facebook.

 

Com informações do Olhar Digital

31 jan by Henrique Goes Tags:, , ,

BRASIL DESPENCA NO RANKING DA LIBERDADE DE IMPRENSA

O Brasil não vai bem das pernas também quando o assunto é liberdade de imprensa. De acordo com o ranking mundial de liberdade de imprensa publicado pela ONG Repórteres sem Fronteira, o Brasil perdeu nove posições, passando do 99º lugar para o 108º, numa relação de 179 países. Já em 2012, o país havia despencado 41 posições em relação ao ano anterior. Na América do Sul, o Uruguai é o país em melhor situação, no 27º lugar.

imprensa
Imagem de internet

Para fundamentar essa classificação, são analisadas variáveis como o grau de violência contra jornalistas até a legislação do setor. Em vistas disso, a queda de posições no ranking foi promovida pela morte de cinco jornalistas brasileiros registradas em 2012 – o maior número em mais de uma década – e pelos problemas persistentes de pluralismo da mídia nacional.

”Fortemente dependente de autoridades políticas no nível estadual, a mídia regional está exposta a ataques, violência física contra seus profissionais e censura provocada por ordens judiciais, que também atingem a blogosfera”, descreve o relatório sobre o Brasil, de acordo a agência de notícias BBC Brasil. Os problemas, segundo o documento, ”foram exacerbados por atos de violência durante a campanha municipal de outubro de 2012”.

Na classificação, o Brasil ficou atrás do Suriname (31º), dos Estados Unidos (32º), de El Salvador (38º), de Trinidad e Tobago (44º), Haiti (49º), da Argentina (54º), do Chile (60º), da Nicarágua (78º), da República Dominicana (80º), do Paraguai (90º), da Guatemala (95º) e do Peru (105º). E ficou à frente da Bolívia (109º), da Venezuela (117º) e do Equador (119º).

 

OS MAIS E OS MENOS

A Finlândia, Holanda e Noruega que já lideravam o ranking de 2012 dos três países que mais respeitam a liberdade de imprensa no mundo, mantiveram suas posições em 2013. Turcomenistão, Coreia do Norte e Eritreia também mantêm as mesmas colocações, como as nações que menos respeitam a liberdade de imprensa no mundo.

Com informações da Agência Brasil e BBC Brasil

Fale no ZAP