Tag: câncer

23 nov by João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Liga Contra o Câncer adquire Gerador de Gálio-68 e avança no diagnóstico do câncer de próstata

Em comemoração ao Dia Nacional de Combate ao Câncer, a Liga Contra o Câncer irá realizar, na próxima terça-feira, 27, a inauguração de sua mais recente aquisição: o PET-CT PSMA, utilizando o gerador de Gálio-68, seguido da realização do primeiro exame com a nova tecnologia.

Trata-se de um enorme um avanço para a oncologia do Rio Grande do Norte, uma vez que esta tecnologia é o que existe de mais moderno na Medicina Nuclear, com capacidade superior de detectar tumores de próstata e tumores neuroendócrinos precocemente.

A tecnologia é uma fonte de material radioativo utilizada na realização de exames de imagem através de tomógrafo por emissão de pósitrons (PET scan) somado à tomografia computadorizada (CT), e permite que seja realizada uma nova modalidade de exames para pacientes com tumores de próstata, além de alguns outros tipos de tumores, dando, através do mapeamento de diferentes moléculas e receptores presentes dentro das células do corpo humano, gerando uma imagem em alta definição, resultando em uma considerável melhora do diagnóstico da doença e na escolha mais adequada do tratamento. Atualmente, poucos hospitais no país possuem o gerador, sendo a Liga uma das pioneiras no Nordeste.

11 out by João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Escritora Zibia Gasparetto morre aos 92 anos

A escritora Zibia Gasparetto morreu ontem, 10, aos 92 anos, em São Paulo, . Ela lutava contra um câncer no pâncreas. O enterro será às 15h no Cemitério de Congonhas. Há cinco meses, ela perdeu um dos filhos, o apresentador Luiz Gasparetto, de 68 anos, que morreu de câncer no pulmão.

Em 68 anos dedicados ao espiritismo, Zibia Gasparetto publicou 58 obras e teve mais de 18 milhões de livros vendidos. Os livros dela fazem uma espécie de ponte entre os vivos e os que já morreram. Nas redes sociais, a equipe da escritora confirmou a morte.

“O astral recebe com amor uma de suas representantes na Terra.”, diz o texto. “Zibia Gasparetto, 92 anos, completou hoje sua missão entre nós e parte para uma nova etapa ao lado de seus guias espirituais, deixando uma legião de fãs, amigos e familiares, que foram tocadas por sua graça, delicadeza e por suas palavras sábias.”

3 set by João Ricardo Correia Tags:, , ,

Setembro Dourado alerta para o diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil

Com o objetivo de combater e alertar a população quanto ao câncer infantojuvenil no Brasil, a Confederação Nacional das Instituições de Apoio e Assistência à Criança e ao Adolescente com Câncer – CONIACC lança a partir do dia 1º, a campanha Setembro Dourado, período conhecido e dedicado às ações de alerta sobre os sinais do câncer infantojuvenil.

A campanha é de iniciativa da CONIACC que congrega 53 filiadas em todo o País, dentre elas, a Casa Durval Paiva, o GACC – em Natal e a AAPCMR – em Mossoró. Além de alertar para os sinais da doença, as ações do Setembro Dourado visam diminuir a taxa de mortalidade ressaltando a relevância do diagnóstico precoce e o tratamento prévio como fatores essenciais para a cura.

A campanha já faz parte do calendário oficial de eventos do município de Natal, através da Lei Municipal nº 6.540, de 13 de julho de 2015, que institui o Setembro Dourado como mês de mobilização em prol da causa. No período da campanha serão realizadas atividades divulgando os principais sinais de alerta para o diagnóstico do câncer infantojuvenil; com apoio da Prefeitura do Natal, estimulando a investigação clínica do câncer; alertando a população quanto às chances de cura e captando novos voluntários.

13 ago by João Ricardo Correia Tags:, , ,

Cláudio Abramo: morre jornalista referência no combate à corrupção

O jornalista e matemático Cláudio Weber Abramo, de 72 anos, morreu ontem (12) em São Paulo. Ele se submetia a um tratamento de combate ao câncer no Hospital Samaritano, na capital paulista.

Referência no trabalho de combate à corrupção e na defesa da ética, Abramo é um dos fundadores da organização não governamental (ONG) Transparência Brasil. Era vice-presidente do Conselho Deliberativo da entidade e foi diretor executivo.

Além de jornalista, era bacharel em matemática pela Universidade de São Paulo e mestre em filosofia da ciência pela Universidade Estadual de Campinas. Trabalhou nos jornais Folha de S. Paulo e Gazeta Mercantil, entre outros.

Fonte: Agência Brasil / Brasília

 

1 ago by João Ricardo Correia Tags:, , ,

Câncer de próstata tem novo tratamento aprovado pela Anvisa

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou a inclusão de indicação terapêutica do medicamento Xtandi (enzalutamida) para o tratamento de homens com câncer de próstata não metastático resistente à castração. O produto será comercializado na forma farmacêutica de cápsula gelatinosa, com concentração de 40 miligramas (mg).

O produto tem registro na Anvisa desde dezembro de 2014, com indicação aprovada como antineoplásico para o tratamento de câncer de próstata metastático resistente à castração, em adultos que são assintomáticos ou ligeiramente sintomáticos, após falha de terapia de privação androgênica. Também tem uso aprovado para tratamento de câncer de próstata metastático resistente à castração em adultos que já tenham recebido terapia com docetaxel.

Segundo a agência, estudos realizados pela indústria apontam que o Xtandi apresentou melhora na sobrevida livre de metástases. Testes indicaram que o medicamento reduziu em 70,8% o risco de agravamento da doença quando comparado ao placebo, além de ter aumentado a mediana da sobrevida livre de metástases de 14,7 meses (no grupo placebo) para 36,6 meses no grupo da enzalutamida (diferença de 21,9 meses).

Tratamento

Após a avaliação inicial e diagnóstico de câncer de próstata, a maior parte dos homens passa por tratamento local primário, com intenção curativa. A terapia de privação androgênica, por meio da castração cirúrgica ou medicamentosa, é frequentemente iniciada em homens com aumento do antígeno prostático específico, depois da realização de terapia primária.

Após a terapia de privação androgênica, o próximo estado clínico mais frequente no atual modelo de progressão da doença é o câncer de próstata resistente à castração. Homens com este quadro podem ter doença metastática ou não-metastática.

Por Paula Laboissière – Repórter da Agência Brasil Brasília

 

.

27 jul by João Ricardo Correia Tags:, ,

Potiguar integra seleto grupo de estudo sobre o câncer no Brasil

Tirzah Braz Petta Lajus

Recentemente um estudo brasileiro, que contou com a participação de pesquisadores de várias partes do país, confirmou a heterogeneidade molecular dos genes BRCA1 e BRCA2, cuja a função é impedir o surgimento de tumores através de moléculas de DNA danificadas. Os resultados da pesquisa foram publicados na conceituada revista Scientific Reports, do grupo Nature, em artigo de autoria da geneticista molecular Edenir Inêz Palmero em parceria com demais autores.

Neste seleto grupo de pesquisadores, coautores do estudo, está a professora do Departamento de Biologia Celular e Genética da UFRN e coordenadora de Pesquisa Translacional na Liga Norte-Riograndense contra o Câncer, Tirzah Braz Petta Lajus que, ao lado dos seus colegas de estudo, pretende encontrar novas formas de combate ao câncer, com pesquisas complementares que indiquem tratamentos mais adequados, assertivos, menos invasivos e com a diminuição considerável de riscos.

A importante pesquisa, feita em todas as regiões do Brasil, identificou que perfis de mutações recorrentes podem ser únicos para diferentes partes do país. Dos 300 pacientes que participaram do estudo, nove casos foram identificados no Rio Grande do Norte. Todos recebem tratamento na Liga Contra o Câncer.

Outros casos

Além do Rio Grande do Norte, foram identificadas mutações nos estados do Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Minas Gerais, Pará, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

Sobre a pesquisadora

Tirzah Braz Petta Lajus é doutora em Biologia Molecular e Genética do Câncer pela Universidade Paris XI e pela Faculdade de Medicina do Kremlin-Bicêtre, ambas na França. Integrante do Departamento de Biologia Celular e Genética da UFRN, onde coordena o grupo de pesquisa em Oncologia Molecular, é Coordenadora de Pesquisa Translacional na Liga Norte-Riograndense contra o Câncer, onde desenvolve pesquisas em Oncologia Molecular e Aconselhamento Genético em oncologia. É coordenadora adjunto do Núcleo de Genômica da UFRN.

Fonte: Assessoria de Imprensa BDM Comunicação – RN

25 jul by João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Sexta-feira é Dia Mundial de Conscientização e Combate ao Câncer de Cabeça e Pescoço

O Dia Mundial de Conscientização e Combate ao Câncer de Cabeça e Pescoço será celebrado nesta sexta-feira, dia 27 de julho. A Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço (SBCCP), que vem há mais de cinco décadas buscando o melhor para a prevenção e o tratamento da doença, chama atenção para a data através da campanha #JulhoVerde.

O Instituto Nacional de Câncer (INCA) estima para 2018 mais de 42 mil novos casos de câncer de cabeça e pescoço, sendo 22% de câncer de glândula tireoide; 35% de câncer na cavidade oral; 25% de câncer de esôfago cervical e 18% de câncer de laringe. O câncer de cavidade oral é o 5º tipo de maior incidência em homens, já o tabaco é responsável por 97% dos diagnósticos de câncer de laringe.

Ainda de acordo com o levantamento do INCA, o câncer de boca, laringe e demais áreas é hoje o segundo mais frequente entre os homens, atrás somente do câncer de próstata. Nas mulheres, prepondera o câncer da tireoide, sendo o quinto mais comum entre elas. Outro alvo também atinge fumantes e pessoas que fazem uso frequente de bebidas alcoólicas. Porém é cada vez mais frequente o diagnóstico da doença em indivíduos jovens (menores que 45 anos), sem a exposição a esses fatores, com tumores originados pelo Papilomavírus – HPV.

Pesquisas brasileiras demonstram que cerca de 7% da população pode ter infecção pelo papilomavírus detectada na boca. Essa infecção tem contribuído, nos últimos anos, com o aumento na incidência dessa doença. “A contaminação pelo HPV é um importante fator de desenvolvimento do câncer de faringe. Uma das formas de contágio é por meio da prática do sexo oral e em pessoas com múltiplos parceiros sexuais”, explica o cirurgião de cabeça e pescoço Dr. Luis Eduardo, presidente da SBCCP.

Os tumores de cabeça e pescoço são uma denominação genérica do câncer que se localiza em regiões como boca, língua, palato mole e duro, gengivas, bochechas, amígdalas, faringe, laringe (onde é formada a voz), esôfago, tireoide e seios paranasais.

Julho Verde no RN

No Rio Grande do Norte, o “JULHO VERDE” é coordenado pelo presidente da SBCCP, Dr. Luis Eduardo Barbalho, que junto com uma equipe de médicos, enfermeiros e fonoaudiólogos vêm promovendo ações de esclarecimento nos hospitais em Natal.

Fonte: G7 Comunicação

5 jul by João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Câncer cala guitarra e voz de William Lee

Um dos maiores guitarristas brasileiros morreu nesta segunda-feira, às 22h30, em São Paulo. William Lee ganhou destaque tocando em via pública, em várias cidades, mas também mostrou seu talento em programas de televisão.

Acometido de um câncer, diagnosticado em junho passado, sofreu em busca do socorro na rede pública de saúde, conforme relatava em sua página do Facebook.

Abaixo, noticia informando seu falecimento e vídeos do virtuoso músico mineiro.

“Informo a todos, que infelizmente nosso amado e abençoado irmão, amigo de todas as horas e companheiro; Willian Lee faleceu ontem (03/07/17), as 22:30; no hospital AC Camargo. O Velório será no cemitério; São Pedro, na Vila Alpina, das 12:00 às 16:00. Willian, você estará para sempre nos nossos corações, com sua humildade e sua bondade, obrigado por nos deixar ter o prazer de estarmos contigo de te conhecer, te amamos muito. O Senhor Jesus Cristo está abraçado com você neste momento! Descanse em Paz, amado e querido irmão, te amamos para sempre e sempre; Amém!”


23 nov by João Ricardo Correia Tags:, , , , , , ,

Debate sugerido por Antônio Jácome pede mais atenção ao câncer no Brasil

antoniojacome_luismacedocamaradosdeputados
Antônio Jácome (AO MICROFONE): ““O Ministério da Saúde aponta que em 2020 o câncer será a principal causa de morte no Brasil, revelando a importância de promover campanhas educativas e preventivas” (Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados)

Parlamentares e médicos defenderam nesta terça-feira (22), em comissão geral em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Câncer (27 de novembro), a adoção de ações de prevenção e combate à doença no País. Para eles, o Estado tem papel fundamental no combate aos fatores externos causadores de câncer – como tabagismo, alcoolismo, poluição, hábitos alimentares e sexuais –, mas também deve melhorar o diagnóstico precoce de tumores malignos.

“Um milímetro, dois milímetros, isso faz uma diferença grande em alguns tipos de tumores”, observou o deputado Antônio Jácome (PTN-RN), que sugeriu o debate sobre o assunto.

Citando dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca), Jácome lembrou que entre 80% e 90% dos casos de câncer são causados por algum fator externo evitável. Em 2016, disse ainda, as projeções apontam para a ocorrência de quase meio milhão de novos casos dos diversos tipos de câncer na população brasileira. Dados do Inca indicam, por exemplo, a incidência de 61,2 mil novos casos de câncer de próstata neste ano e 57,9 mil de mama.

“O Ministério da Saúde aponta que em 2020 o câncer será a principal causa de morte no Brasil, revelando a importância de promover campanhas educativas e preventivas”, acrescentou Jácome.

17 nov by João Ricardo Correia Tags:, , , , , ,

Dia de Combate ao Câncer Infantojuvenil terá Fórum em Natal

cacc2

O dia 23 de novembro é marcado oficialmente nos calendários nacional, estadual e municipal como sendo o dia de combate ao câncer infantojuvenil. Visando formar uma cultura de conscientização quanto ao diagnóstico precoce, como principal arma na busca da cura do câncer em crianças e adolescentes, a Casa Durval Paiva promove na data a XI edição do Fórum do Diagnóstico Precoce, no IFRN Central, das 8 às 17h. Na ocasião também haverá o lançamento oficial da parceria entre a Secretaria de Estado da Saúde Pública – SESAP e a Durval Paiva para a Campanha do Diagnóstico Precoce.

O evento é direcionado aos profissionais de saúde, estudantes e demais interessados na temática, que este ano irá abordar sobre os cuidados voltados ao paciente e seus familiares, dentro da perspectiva de cura e cuidados paliativos no contexto do atendimento multiprofissional. As inscrições podem ser feitas pela internet, no endereço www.diagnosticoprecoce.vai.la, mediante doação de uma lata de leite em pó – que poderá ser entregue no dia do evento.

A data será lembrada em todo o Brasil, através de várias ações que serão realizadas pelas 49 instituições que fazem parte da Confederação Nacional das Instituições de Apoio e Assistência à Criança e ao Adolescente com Câncer – CONIACC. Rilder Campos, presidente da Confederação e da Casa Durval Paiva ressalta a importância da inciativa “Temos nos empenhado em divulgar para um maior número de pessoas, informações extremamente importantes para a definição do diagnóstico e que podem fazer a diferença na vida da criança e do adolescente com câncer, a fim de que eles se tornem adultos curados e sem sequelas. Precisamos mudar a realidade do câncer infantojuvenil, virar multiplicadores, fazer com que a sociedade se mobilize em torno do diagnóstico precoce”, ressalta.

Fonte:  Assessoria de Comunicação da Casa
de Apoio à Criança com Câncer Durval Paiva

14 out by João Ricardo Correia Tags:, , , , , ,

Câncer mata ator Orival Pessini, o criador do Fofão

orival_pessini

O ator e humorista Orival Pessini morreu aos 72 anos, às 4h da madrugada de hoje (14), no Hospital São Luiz, no Morumbi , zona sul de São Paulo, onde estava internado desde a última segunda-feira (10), em tratamento contra um câncer. Segundo o empresário dele, Álvaro Gomes, ao longo de sua carreira de mais de 50 anos, Pessini criou mais de 30 personagens e um dos mais conhecidos do público é o boneco Fofão, do programa Balão Mágico, da Tv Globo.

Também ganharam destaque os cômicos Clô (em referência ao estilista Clodovil) e o Patropi . Neste último, ele representava um aluno hippie,contracenando ao lado do humorista Chico Anysio, na Escolinha do Professor Raimundo. Este mesmo personagem foi levado para outros programas como A Praça É Nossa, do SBT, e Praça Brasil, na Tv Bandeirantes. Interpretou ainda os macacos Sócrates e Charles, do Planeta dos Homens (Globo).

14 out by João Ricardo Correia Tags:, , , , , , ,

Corpo do jornalista Marcelo Abdon será cremado às 18 horas

marcelo_abdon
O jornalista Marcelo Abdon, 55, morreu por volta das 7 horas de hoje, 14, na Casa de Saúde Hospital São Lucas, em Natal, vítima de um câncer.

Ele estava internado há mais de dois meses. Nas redes sociais, costumava postar informações sobre seu estado de saúde, sempre demonstrando força para vencer a doença. Marcelo Abdon foi dirigente da Anorc e do ABC e também mantinha um blog (www.marceloabdon.com.br)

O corpo será velado a partir das 13 horas, no Centro de Velório da rua São José. A cremação está marcada para 18 horas, no Morada da Paz, em Emaús,

Com informações do Blog da Thaisa Galvão

12 jul by João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Câncer mata a ex-ministra da Igualdade Racial Luiza Bairros

LUIZA-BAIRROS_VALTERCAMPANATO

Morreu na manhã de hoje (12) em Porto Alegre, aos 63 anos, a intelectual e ativista do movimento negro Luiza Helena Bairros, ex-ministra da Secretaria de Políticas Públicas da Igualdade Racial, cargo que ocupou entre 2011 e 2014. Ela foi vítima de um câncer no pulmão, contra o qual lutava há três meses.

De acordo com informações da família, o corpo da ex-ministra será velado até amanhã (13), quando deve ser sepultado.

Uma das principais personalidades brasileiras da luta contra o racismo, Luiza passou os últimos anos em viagens pelo país realizando palestras e trabalhando intensamente na articulação do movimento negro, atividade que desempenhava há mais de 40 anos.

22 abr by João Ricardo Correia Tags:, , , , , ,

STF pede explicações ao Planalto sobre lei que autoriza pílula do câncer

PILULADOCANCER1

O Supremo Tribunal Federal (STF) pediu explicações à presidenta Dilma Rousseff sobre a Lei 13.269 que aprova o uso da fosfoetanolamina no país. O uso da substância, conhecida como pílula do câncer, foi autorizado por lei sancionada há uma semana pela presidenta. Médicos e A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) são contra o dispositivo legal.

A decisão, proferida pelo ministro Marco Aurélio Mello, do STF, foi uma resposta à Ação Direta de Inconstitucionalidade da Associação Médica Brasileira (AMB),  alegando que a lei libera o uso de uma substância que não passou pelos testes clínicos necessários para comprovar segurança e eficácia. O prazo para as explicações é de cinco dias, a partir da publicação da decisão, emitida na quarta-feira (20).

“A nossa preocupação é que essa lei, na maneira que está colocada, permite que uma substância que a gente não conhece de maneira técnica, embasada em testes de segurança e eficacia, seja liberada para os pacientes sem registro no Ministério da Saúde ou na Anvisa. É uma grande violação da legislação que hoje regula o uso de medicamentos”, detalhou o diretor da AMB, José Bonamigo.

O médico explica que todo medicamento deve passar por fases de testes para ser comercializado.”Os testes envolvem se esse paciente tem intolerância, efeitos adversos. Em outra fase, você testa doses diferentes para saber a eficácia. Depois essa droga é comparada com placebo, no caso de não ter um medicamento especifico para a doença, ou com outras drogas que já sejam padrão para aquela doença. Todos os tipos de câncer têm hoje tratamentos já estudados como eficazes, então não seria correto usar de maneira indiscriminada esta substância sem uma segurança do conhecimento, se ela tem segurança e qual o perfil de segurança”, defendeu Bonamigo, acrescentando que AMB não quer que a fosfoetanolamina seja proibida, e sim estudada adequadamente.

No Brasil, para um medicamento ser comercializado, é necessário que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária conceda um registro. Este documento só é dado quando a agência analisa e aprova todos os testes feitos pelo laboratório fabricante.

Em palestra na Fiocruz, em Brasília, na semana passada, o presidente da Anvisa, Jarbas Barbosa, disse que a lei da fosfoetanolamina é uma “barbaridade” em todos os pontos de vista. “A Anvisa não registra substâncias, ela registra medicamentos. Ser autorizada como substância em geral vai querer dizer o que? Vai ter bula? Vai ter data de fabricação e de validade? Na bula, vai aparecer que a fosfoetanolamina funciona melhor sem quimioterapia? O que vai impedir que amanhã um produtor inescrupuloso coloque farinha em capsula e venda como fosfoetanolamina? Não vai ter autoridade sanitária para fiscalizar como temos com os medicamentos registrados. O potencial de dano é tremendo”, disse Barbosa.

Histórico

Sintetizada há mais de 20 anos, a fosfoetanolamina sintética foi estudada pelo professor aposentado Gilberto Orivaldo Chierice, quando ele era ligado ao Grupo de Química Analítica e Tecnologia de Polímeros da Universidade de São Paulo (USP), campus de São Carlos. Algumas pessoas tiveram acesso gratuito às cápsulas contendo a substância, produzidas pelo professor, porém sem aprovação da Anvisa. Esses pacientes usavam a pílula como se fosse um medicamento contra o câncer. Alguns chegaram a dizer que essa era a cura da doença.

Em junho de 2014, uma portaria da USP determinou que substâncias em fase experimental deveriam ter todos os registros antes de serem distribuídas à população. Desde então, pacientes que tinham conhecimento das pesquisas passaram a recorrer à Justiça para ter acesso às pílulas.

Em outubro do ano passado o Ministério da Saúde anunciou a criação de um grupo de trabalho para estudar a eficácia e a segurança da fosfoetanolamina na cura do câncer. No dia 14 de abril, foi sancionada a lei para resolver essa questão do acesso e garantir aos pacientes com câncer o direito de usar a fosfoetanolamina, mesmo antes de a substância ser registrada e regulamentada pela Anvisa.

 

 

Fonte: Agência Brasil

14 abr by João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Dilma sanciona lei que autoriza uso da fosfoetanolamina contra o câncer

DILMA1

A presidenta Dilma Rousseff sancionou hoje (14) a lei que autoriza o uso da fosfoetanolamina sintética por pacientes diagnosticados com câncer e definiu a permissão como de relevância pública. O texto da lei, publicado no Diário Oficial da União, ressalta, entretanto, que a opção pelo uso voluntário da fosfoetanolamina sintética não exclui o direito de acesso a outras modalidades de tratamento contra o câncer.

A ingestão da substância, conhecida popularmente como “pílula do câncer”, poderá ser feita por livre escolha do paciente, que precisa ter um laudo médico que comprove o diagnóstico e assinar um termo de consentimento e responsabilidade.

Apesar de a posse e o uso da fosfoetanolamina estarem autorizados mesmo sem o registro da substância na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), os laboratórios só poderão fazer a produção, manufatura, importação, distribuição e prescrição da fosfoetanolamina sintética mediante permissão da Anvisa.

A autorização de uso é em caráter excepcional, enquanto estiverem sendo feitos estudos clínicos acerca da substância.

Testes

Diante da expectativa gerada em torno do efeito antitumoral da fosfoetanolamina, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação criou, no ano passado, um grupo de trabalho para testar a chamada pílula do câncer. O objetivo é investigar os efeitos da substância e esclarecer se a fosfoetanolamina é efetiva no combate à doença.

No último dia 30 de março, o ministério divulgou os primeiros testes, informando que o composto produzido pela Universidade de São Paulo (USP) não é tóxico, se administrado na quantidade estabelecida pela USP, três cápsulas de 330 miligramas cada, por dia. Por isso, sugeriu que a pílula fosse legalizada como suplemento alimentar para evitar também o contrabando e a venda no mercado paralelo.

O governo tem R$ 10 milhões em recursos para serem usados nas pesquisas – R$ 2 milhões já foram gastos. A fase de testes com a substâncias em animais está sendo concluída e deve seguir para as análises pré-clínicas e clínicas, em seres humanos.

Histórico

Sintetizada há mais de 20 anos, a fosfoetanolamina sintética foi estudada pelo professor aposentado Gilberto Orivaldo Chierice, quando ele era ligado ao Grupo de Química Analítica e Tecnologia de Polímeros da USP, campus de São Carlos. Algumas pessoas tiveram acesso gratuito às cápsulas contendo a substância, produzidas pelo professor, porém sem aprovação da Anvisa. Esses pacientes usavam a pílula como se fosse um medicamento contra o câncer.

Em junho de 2014, uma portaria da USP determinou que substâncias em fase experimental deveriam ter todos os registros antes de serem distribuídas à população. Desde então, pacientes que tinham conhecimento das pesquisas passaram a recorrer à Justiça para ter acesso às pílulas.

No dia 22 de março, o Senado aprovou o projeto de lei, sancionado hoje pela presidenta, para resolver essa questão do acesso e garantir aos pacientes com câncer o direito de usar a fosfoetanolamina, mesmo antes de a fosfoetanolamina ser registrada e regulamentada pela Anvisa.

No início deste mês, a USP denunciou o professor Chierice por crimes contra a saúde pública e curandeirismo. A universidade também fechou o laboratório em que eram produzidas as pílulas, já que o servidor técnico que produzia a pílula foi cedido à Secretaria Estadual de Saúde para auxiliar na produção da substância para testes sobre seu possível uso terapêutico. O Laboratório PDT Pharma, de Cravinhos (SP), é o laboratório autorizado pelo governo de São Paulo para sintetizar a substância.

O Supremo Tribunal Federal (STF) determinou a interrupção do fornecimento da pílula do câncer pela universidade após o fim do estoque. A Corte analisou um pedido feito pela USP contra uma decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) que determinava o fornecimento da substância a pacientes de câncer, sob pena de multa. Na decisão, o presidente do STF, Ricardo Lewandowski, disse que ao obrigar a universidade a fornecer a substância, as decisões já tomadas sobre o tema estariam desviando a instituição de sua finalidade e destacou que não há estudos que atestem que a fosfoetalolamina seja inofensiva.

Fonte: Agência Brasil
Com colaboração da repórter Camila Boehm, de São Paulo

Fale no ZAP