Tag: Ceará Mirim

18 jan by João Ricardo Correia Tags:, ,

MP investiga grupo acusado de vender terreno doado pela Prefeitura de Ceará-Mirim

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) deflagrou nesta sexta-feira (18) a operação Brisa do Mar para investigar atos de improbidade administrativa em Ceará-Mirim.

A apropriação de um bem público foi cometida por uma vereadora e uma ex-vereadora da cidade, além de pessoas indicadas por elas para a presidência da Associação de Moradores de Muriú. 

Segundo investigações do MPRN, o grupo se apropriou indevidamente de um terreno doado pela Prefeitura municipal, o loteou e o vendeu através do programa Minha Casa, Minha Vida. Eles também permutaram quase 11 mil metros quadrados a uma construtora pelo valor de R$ 60 mil. Ao todo, o grupo é suspeito de ter lucrado mais de R$ 900 mil com a negociação fraudulenta. 

A operação Brisa do Mar, que conta com o apoio da Polícia Militar, cumpre cinco mandados de busca e apreensão em Muriú, praia do litoral Norte potiguar.

Fonte: MPRN

10 jan by João Ricardo Correia Tags:, , ,

Precatórios: TJRN determina bloqueio de mais de R$ 350 mil dos municípios de João Câmara e Ceará-Mirim

O presidente do Tribunal de Justiça do RN, desembargador João Rebouças, determinou o bloqueio de R$ 287.553,88 nas contas do Município de João Câmara e de R$ 71.414,77 do Município de Ceará-Mirim, em razão do descumprimento da obrigação de efetuar os repasses constitucionais para pagamento de precatórios.

De acordo com o juiz auxiliar da Presidência, Bruno Lacerda, responsável pela Divisão de Precatórios do TJRN, as medidas foram tomadas em procedimentos de bloqueio e sequestro já em andamento, referentes a valores não repassados durante o ano de 2018.

Ele explica que esses municípios foram notificados ainda na gestão passada para regularizar os seus repasses, contudo mantiveram-se inertes, razão pela qual foi determinada a realização do bloqueio.

“A medida, tomada já no primeiro dia de gestão, demonstra a seriedade e a firmeza com que o acompanhamento dos pagamentos por parte dos entes devedores de precatórios será realizado”, ressalta o novo chefe da Divisão de Precatórios.

Fonte: TJRN

30 nov by João Ricardo Correia Tags:, , , ,

MPRN e MP de Contas recomendam prorrogação de validade do concurso em Ceará-Mirim


O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) e o Ministério Público de Contas do Estado expediram recomendação conjunta para que a Prefeitura de Ceará-Mirim prorrogue o prazo de validade de um concurso público realizado em 2016 por mais dois anos. O objetivo é viabilizar a convocação dos demais aprovados no certame.

O concurso ofereceu 319 vagas para diversos cargos. Além da prorrogação, a Prefeitura deverá promover as medidas necessárias para a adequação do percentual de gastos aos limites da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), incluindo a rescisão dos contratos temporários, exoneração dos ocupantes de cargos comissionados, desde que não afetem a continuidade dos serviços essenciais.

O MPRN e o MP de Contas também recomendaram a substituição dos contratados temporariamente para os cargos de enfermeiro da Estratégia de Saúde da Família pelos concursados e, “caso o projeto de lei ainda não tenha sido aprovado, a substituição dos atuais contratados temporariamente por contratos temporários celebrados com os concursados, na ordem de classificação”, diz trecho do documento publicado na edição desta sexta-feira (30) do Diário Oficial do Estado (DOE).

A 3ª Promotoria de Justiça de Ceará-Mirim e o MP de Contas recomendaram, ainda, que a Prefeitura adote todas as medidas necessárias ao cumprimento de um Termo de Ajustamento de Gestão (TAG) até o final do terceiro quadrimestre deste ano, sob pena de recair nas sanções nele previstas, além da possibilidade de ter as suas contas reprovadas pelo descumprimento da LRF.

Esse Termo de Ajustamento de Gestão foi firmado entre o MPRN, o MP de Contas e a Prefeitura de Ceará-Mirim em fevereiro de 2017. Nele, a Prefeitura se comprometeu a estabelecer a substituição dos servidores contratados temporariamente por servidores efetivos aprovados em concurso para as áreas de saúde, educação e segurança e a contratação temporária somente para atender necessidade de excepcional interesse público.

A Prefeitura não vem cumprindo os termos do TAG, de modo que o limite, que vinha sendo reduzido até o segundo quadrimestre de 2017, voltou a aumentar a partir do 2º quadrimestre do ano de 2018.

Fonte: MPRN

31 out by João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Trens não circularão no feriado de finados

A CBTU informa que nesta sexta-feira (02/11), dia de finados, o Sistema de Trens Urbanos de Natal não funcionará. O sistema estará disponível novamente no sábado (03/11), a partir das 05h20min na Linha Norte, no percurso Ceará-Mirim/Natal e 05h40min na Linha Sul, no percurso Parnamirim/Natal.

14 ago by João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Ceará-Mirim: MP recomenda nulidade de contrato com empresa por prática de nepotismo


A 3ª Promotoria de Justiça de Ceará-Mirim recomendou ao prefeito e à Controladoria-Geral do Município que declarem a nulidade de eventuais contratos administrativos firmados com uma empresa de tecnologia educacional. O mesmo deve ser feito com quaisquer outras empresas ou pessoas físicas contratadas para prestar serviços à Prefeitura que tenham parentesco, até o segundo grau, afim ou consanguíneo, com o prefeito, o vice-prefeito, os vereadores e os servidores municipais, bem como as pessoas ligadas a qualquer deles por matrimônio.

Na recomendação, a unidade do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) ainda recomendou às mesmas autoridades que tomem providências concretas para evitar contratações futuras e para anular atuais contratações em desconformidade com a Lei Orgânica. Para isso, deve ser instituído como documento obrigatório para a elaboração do contrato ou do instrumento que o substitua a assinatura de termo negativo de parentesco pelo representante da empresa ou pela pessoa física a ser contratada.

2 maio by João Ricardo Correia Tags:, , , ,

CBTU implanta mais dois horários de viagem para Ceará-Mirim

CBTUVLT1
Dando continuidade ao plano de expansão e melhoria do transporte público sobre trilhos no Rio Grande do Norte, a Superintendência de Trens Urbanos de Natal anuncia a inclusão de 2 novos horários de viagens, em sua grade horária, para atender ao município de Ceará-Mirim.

Em dezembro do último ano, a CBTU havia acrescido mais duas viagens à grade horária ligando os município de Extremoz a Natal, além do lançamento do projeto Trem da Praia, no qual o sistema de trens passou a circular nos domingos e em alguns feriados.

De acordo com o Superintendente de Trens Urbanos de Natal, Leonardo Diniz, “o incremento da grade horária do sistema de trens urbanos do RN visa melhorar a mobilidade urbana na região metropolitana, dando a população mais uma opção de transporte para o seu deslocamento diário”.  A CBTU continuará os trabalhos para aperfeiçoar e desenvolver cada vez mais o sistema de trens urbanos do nosso Estado, complementou o superintendente.

Confira abaixo os novos horários divulgados pela CBTU:

==> Pela manhã, de segunda a sábado, os usuários contarão com uma nova viagem partindo às 6h24 da Estação Ceará-Mirim, com chegada prevista às 7h49 à Estação Natal, na Ribeira.

==> No final da tarde, de segunda à sexta, seguirá mais uma viagem partindo da estação Natal às 17h20, com previsão de chegada na Estação Ceará-Mirim às 18h45.

 

 

Fonte: CBTU

30 mar by João Ricardo Correia Tags:, , , , , , ,

MP quer coibir presença de crianças e adolescentes em motéis de três municípios

MOTEL2

O Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte (MPRN), com o auxílio do Centro de Apoio Operacional às Promotorias da Infância e Juventude (Caopij), promoveu audiência com os representantes legais de motéis dos municípios de Parnamirim, Ceará Mirim e Macaíba. O objetivo foi formalizar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) nos moldes do que foi firmado em Natal, com a finalidade de que estes estabelecimentos exijam o documento de identificação dos clientes visando impedir a entrada de crianças e adolescentes, desacompanhados de seus pais ou responsáveis.

A reunião contou também com a presença da coordenadora do Caopij, Sandra Angélica, e dos promotores de Justiça com atribuição na tutela da Infância e Juventude dos municípios envolvidos, Isabelita Garcia, Pedro Lopes e Patrícia Albino.

“Pedimos a colaboração dos proprietários para que nos ajudem a defender os direitos das crianças e dos adolescentes que também é um dever de toda a sociedade, devemos prevenir que esses direitos  sejam violados”, destacou a coordenadora do Caopij, promotora de Justiça Sandra Angélica.

Nesse sentido, a titular da 2ª Promotoria de Justiça de Parnamirim, Isabelita Garcia, disse que “estamos uniformizando a atuação e cobrando o cumprimento da legislação que já preconiza expressamentente a proibição de moteis receberem crianças e adolescentes”. A 1ª Promotora de Justiça de Macaíba, Patrícia Albino, também lembrou que esse assunto está sendo tratado em outras comarcas, por meio de inquéritos civis, reforçando que é da política do MPRN atuar na defesa da infância e da juventude.

Ao final, todos os representantes legais dos motéis de Macaíba que estiveram na reunião assinaram o TAC (Paraizo, Oasis, Tharas e Lamour). De Parnamirim, o acordo foi firmado pelos estabelecimentos Cê Kiss, Laprison e Opium, assim como em Ceará-Mirim o mesmo foi feito pelos moteis Talamo e Eva’s.

Os promotores de Justiça da Infância e da Juventude da Comarca de Ceará-Mirim, Pedro Lopes e da Comarca de Parnamirim, Isabelita Garcia, marcaram audiências para que os empresários dos motéis Trópico, Vert e New Dhunas (de Parnamirim) e Cravo e Canela (de Ceará-Mirim) se pronunciem definitivamente sobre a formalização ou não do TAC.

Cláusulas do TAC

No Termo de Ajustamento de Conduta assinado, as claúsulas dão conta das seguintes obrigações assumidas pelos empreendimentos: limitar a propaganda de sua atividade comercial apenas à divulgação de seu estabelecimento (abstendo-se de divulgar e permitir a divulgação de material referente a serviços sexuais, seja interna ou externamente, bem como utilizar em quaisquer de suas propagandas ou material publicitário criança ou adolescente, sob pena de configurar crime de favorecimento à prostituição ou à exploração sexual infantil); no prazo de 60 dias a partir da assinatura do termo, exigir a exibição de documento de identificação pessoal oficial com foto dos usuários, não permitindo o ingresso de crianças e adolescentes até 18 anos de idade, acompanhados ou não de hóspedes adultos, para fins de permanência e pernoite; cumprir o disposto na Lei nº 11.577, de 22 de novembro de 2007, a qual torna obrigatória a divulgação de mensagem relativa à exploração sexual e tráfico de crianças e adolescentes, apontando como forma para efetuar denúncia o Disque 100 e comunicar imediatamente à Polícia Militar, à Polícia Civil e/ou ao Ministério Público a ocorrência de situações suspeitas de exploração sexual de crianças e adolescentes.

 

Fonte: Portal do MPRN

3 set by João Ricardo Correia Tags:, , , , , ,

Polícia Civil deflagra operação “Boss” e apreende eletrônicos roubados

OPERACAOBOSS1

Os policiais civis da 1ª Delegacia Regional de Polícia, localizada em São Paulo do Potengi (RN), deflagraram na manhã desta quinta-feira (3) a operação “Boss”, com o objetivo de cumprir mandados de busca e apreensão em Ceará-Mirim e Natal; e apreender produtos roubados.

A operação foi iniciada com o intuito de descobrir a autoria de um assalto, ocorrido em 13 de fevereiro de 2015, a um estabelecimento comercial localizado em São Paulo do Potengi. Na ocasião três homens armados, mediante violência, roubaram vários aparelhos telefônicos, dinheiro e pertences de clientes que estavam no local.

A primeira fase da operação “Boss” compreendeu a identificação dos autores do assalto, sendo eles: Jeferson Jordão Guerra do Nascimento, Elias Messias de Andrade Junior, conhecido como Juninho, e um terceiro homem identificado como “Rustênio”. Jeferson foi preso por força de mandado de prisão preventiva, enquanto Elias e “Rustênio” foram mortos em confronto com a polícia, em março e abril deste ano.

A segunda fase da operação se deu na manhã de hoje a fim de apreender os objetos que haviam sido roubados durante o assalto. Foram cumpridos cinco mandados de busca domiciliar no município de Ceará-Mirim e um no bairro Guarapes, em Natal.

A operação apreendeu oito aparelhos celulares e dois tabletes. Além disso, foram detidos em Ceará-Mirim e serão indiciados pelo crime de receptação: Maria da Conceição Cruz de Lima Filha, de 26 anos, conhecida por “Menininha”; Elias Messias de Andrade, de 52 anos; Francisco Valdemberg Benevides, de 34 anos; e Roberto Rondinelli Nascimento Alves, de 37 anos.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Polícia Civil do RN  (Degepol)

16 maio by João Ricardo Correia Tags:, , , ,

MPF atua para que obra do presídio de Ceará-Mirim inicie próxima semana

CAROLINEMACIEL1_DIVULGACAO
“A situação é extremamente delicada. Até 30 de junho a obra tem que não só ter iniciado como já ter a primeira medição para a efetuação do pagamento à construtora responsável,” destaca a procuradora da República, Caroline Maciel

O Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte (MPF/RN) está acompanhando de perto as tratativas para o início da construção da cadeia pública em Ceará-Mirim, orçada em R$ 16,3 milhões. Na tarde de hoje, 15 de maio, a Caixa Econômica Federal informou a liberação da documentação que permite o início da obra, com previsão para começar na próxima semana.

Firmado com o Governo Federal em 2013, através do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), o contrato para construção da Cadeia Pública Masculina em Ceará-Mirim prevê 603 vagas. A obra faz parte do Programa Nacional de Apoio ao Sistema Prisional e teve o contrato assinado em 26 de dezembro de 2013. O orçamento total da obra é de R$ 16.383.386,77, sendo R$ 14.745.048,09 o repasse do Governo Federal e R$ 1.638.338,68 a contrapartida do Governo do Estado do Rio Grande do Norte. De acordo com o relatório da Caixa Econômica Federal do mês de abril de 2015, o contrato tem prazo de vigência até 10 de abril de 2016.

CANCELAMENTO

O contrato de repasse da verba está inscrito em restos a pagar na condição de não processado, com risco de cancelamento em 30 de junho de 2015, caso até essa data não tenha se iniciado a execução das despesas. “A situação é extremamente delicada. Até 30 de junho a obra tem que não só ter iniciado como já ter a primeira medição para a efetuação do pagamento à construtora responsável. Por isso toda atenção é necessárias nesses próximos dias. Temos nos reunido com a Procuradoria Geral do Estado, com a Secretaria de Justiça e Cidadania, além do Ministério Público Estadual (MP/RN) e do Ministério Público de Contas (MpjTCE) para viabilizar o início da obra,” destaca a procuradora da República Caroline Maciel.

A obra de construção da Cadeia Pública em Ceará-Mirim é acompanhada pelo MPF/RN por meio do Procedimento Administrativo nº 1.28.000.001954/2014-15, instaurado para acompanhar todos os contratos de repasse de verba do Departamento Penitenciário Nacional.

TERRENO PARA CONSTRUÇÃO

Uma decisão proferida pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, na quarta-feira, 13 de maio, revogou ato da prefeitura de Ceará-Mirim que negava doação de terreno para a construção de presídio estadual naquele município. Com a decisão liminar, o relator do processo suspendeu os efeitos do Decreto nº 2.343/15, que impedia cessão de uso de área em Ceará-Mirim, firmado entre Estado e Município, destinada à construção de cadeia pública naquela cidade da área metropolitana de Natal.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Procuradoria da República no RN

13 maio by João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Justiça mantém cessão de terreno para construção de presídio em Ceará-Mirim

JUSTICA5

Em apreciação de pedido de antecipação de tutela do Estado do Rio Grande do Norte, o desembargador João Rebouças revogou ato da prefeitura de Ceará-Mirim que negava doação de terreno para a construção de presídio estadual naquele município. Com a decisão liminar, o relator do processo suspendeu os efeitos do Decreto nº 2.343/15, que impedia cessão de uso de área em Ceará-Mirim, firmado entre Estado e Município, destinada à construção de cadeia pública naquela cidade da área metropolitana de Natal. O valor previsto para a obra é de aproximadamente R$ 18 milhões, segundo informações expostas no pedido apresentado pela Procuradoria Geral do Estado para fazer valer os efeitos do termo de cessão do terreno.

Na decisão desta quarta-feira (13), o magistrado do Tribunal de Justiça determinou a preservação da relação jurídica entre as partes no termo de cessão que garante o uso do imóvel para a construção da unidade. João Rebouças levou em consideração que a manutenção da validade do decreto traria danos irreversíveis ao Estado. Isto porque, o Ministério da Justiça informou que o repasse da verba destinada a concretização do prédio está condicionada ao início das obras até 30 de junho, sob pena de cancelamento do repasse.

“A manutenção dos efeitos do ato administrativo impugnado tornará inviável a realização do objeto do termo de cessão de uso, o que prejudicará e agravará ainda mais o quadro de calamidade do sistema penitenciário do Estado”, frisa o desembargador no teor de sua decisão. Ao submeter seu pedido de manutenção do que foi pactuado entre as partes, o Estado alegou que o Município de Ceará-Mirim, desde 2008, expediu atos jurídicos concordando com a disponibilização de imóvel ao Estado do Rio Grande do Norte para fins de construção da unidade prisional.

Em suas razões, a Procuradoria Geral do Estado lembrou que por intermédio da Lei Municipal Nº 1.502/08, o Poder Legislativo de Ceará-Mirim autorizou o Poder Executivo a doar imóvel em favor do Estado para a construção do empreendimento. E acrescentou que em maio de 2013, Estgado e Município celebraram termo de cessão de uso de imóvel em caráter irrevogável e irretratável, por um prazo não inferior a 30 anos, visando a construção do presídio.

 

Fonte: Portal do TJRN

28 abr by João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Onze prefeitos assinam nota de repúdio contra construção de presídio

AUDIENCIAPRESIDIOCEARAMIRIM_DENISCLEBER

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, por propositura do deputado Gustavo Fernandes, promoveu na tarde desta segunda-feira, 27, uma Audiência Pública para discutir a construção de uma penitenciária masculina para 603 presos e um CEDUC para menores infratores no município de Ceará-Mirim.

A audiência foi motivada por uma Nota de Repúdio assinada por onze prefeitos da região: Antônio Marcos de Abreu Peixoto (Ceará-Mirim), Klauss Francisco Torquato Rêgo (Extremoz), Ariosvaldo Bandeira Júnior (Taipu), Jose Maurício Menezes Filho (Poço Branco), Maria Ivoneide da Silva (Maxaranguape), Jaime Calado Pereira dos Santos (São Gonçalo do Amarante), Bruno Patriota Medeiros (Ielmo Marinho), Ney Rocha Leite (Touros), Maria de Fátima Tertuliano Dantas Neri (São Miguel do Gostoso), Laerte Ney Paiva Fagundes (Rio do Fogo) e Maria a Conceição da Costa Fonseca (Pureza).

Na Nota de Repúdio, entre outros argumentos, os prefeitos escreveram: “A ideia de construir um presídio masculino em Ceará-Mirim, para 603 presos, vai de encontro à lógica desenvolvimentista que se espera do Governo do Estado em relação a todos os municípios da Grande Natal, que lutam para atrair mais turistas e mais investimentos”.

PREOCUPAÇÃO

O deputado Gustavo Fernandes, propositor da audiência, disse que a situação prisional é preocupante e que o mesmo erro não deveria ser cometido em Ceará-Mirim. “O presídio deve ser construído em região inóspita, em alguma fronteira”, enfatizou. “A construção de um presídio nesta região turística é um verdadeiro presente de grego”, completou, ressalvando que não existia na questão nenhuma provocação política e que o Governo do Estado deveria discutir o assunto com a população da região.

O presidente da ALRN tomou uma posição de neutralidade. “Precisamos de uma visão maior. A crise do sistema carcerário é nacional, de muitos anos e temos que entender as colocações do governo e dos prefeitos. Precisamos encontrar um bom termo. Não defendo nenhum lugar; defendo que seja construído”, concluiu Ezequiel Ferreira de Souza.

Cibele Benevides Guedes, promotora e presidente do Conselho Penitenciário, defendeu o desejo do Governo do Estado em construir o presídio em Ceará-Mirim. Elencou as várias devoluções de verbas federais de penitenciárias que não foram construídas, que chega a 24 milhões de reais. “A situação é caótica e não há como parar o pouco que foi feito. O Estado abriu mão de vários recursos, inclusive o da Cadeia Pública de Ceará-Mirim”, lembrou. “Depois de Alcaçuz, nada foi feito”, disse.

MÁ FÉ

O prefeito de Ceará-Mirim, Antonio Peixoto, disse que o Governo do Estado havia solicitado em 2008 uma área para construir uma Cadeia Pública, que foi concedido. “Em 2010 ofertamos um novo terreno, mais afastado da cidade. A decisão de construir um presídio para 603 presos é de má fé”, enfatizou Peixoto, dizendo que o município de Ceará-Mirim já tinha dado uma contribuição para a Região Metropolitana de Natal com a construção do Aterro Sanitário. “Ceará-Mirim não tem bônus, somente ônus. Precisamos de desenvolvimento, de indústrias e não de presídio”, encerrou.

PEIXOTOEKLAUSS1_DENISCLEBER
Antônio Peixoto e Klauss Rêgo: contrários à construção do presídio em Ceará-Mirim (Foto: Denis Cleber)

O juiz da Vara de Execuções Penais, Henrique Baltazar, disse que o projeto do presídio era muito bom. “Presídio não é para ter fugas”, ressaltou. Depois, disse justificando a escolha de Ceará-Mirim, que o Estado tem terrenos, mas não tem documentos. “Foram achar em Ceará-Mirim e se o presídio não for construído os recursos de quase 15 milhões de reais serão devolvidos”, completou o juiz sem fazer referência aos inúmeros estados de insegurança após as fugas em massa e recentes do presídio de Alcaçuz.

O deputado Gustavo Carvalho se colocou contrário à construção da unidade prisional em Ceará-Mirim. “Não é razoável a construção de um presídio numa região turística, próximo a um aeroporto internacional. Uma região populosa. Não podemos aplaudir a letargia do Governo do Estado com relação ao sistema prisional”, disse.

A secretária da Segurança Pública e da Defesa Social, Kallina Leite, disse que o sistema prisional vem sendo mal administrado há anos. “Ou constrói o presídio ou devolve o dinheiro”, disse. “É impossível trocar de lugar e o município foi parceiro até pouco tempo”, concluiu dando a entender que a Audiência Pública foi motivada por questões políticas.

ALTERNATIVA

O deputado Kelps Lima acusou o Governo do Estado de não ter uma solução alternativa. “A crise é antiga, a questão está em cima da hora devido ao prazo do Governo Federal e o Governo do Estado deveria criar um grupo de trabalho para solucionar a questão. Existe tempo para isso”, enfatizou o deputado.

O presidente do Conselho Estadual dos Direitos Humanos, Marcos Dionísio, acha que não seria coisa do outro mundo construir em Ceará-Mirim. “Não sei se é o melhor local, como também não sei se há condição de repactuar uma nova área. É preciso um choque de gestão e a não abertura de um novo presídio será ruim, seja aonde for”, avaliou concluindo.

O secretário de Justiça e Cidadania, Edilson França, iniciou suas palavras dizendo que apreciava a discussão democrática. “O sistema prisional nos mete medo”, disse, sendo interrompido por vaias de populares. “A socialização deve ser uma meta de governo”, continuou. Depois lamentou o fato de o Brasil estar distante dos países mais civilizados, onde, segundo ele, as populações brigam para terem presídios em suas cidades. Sempre interrompido por palavras de ordem, o secretário disse que a construção do presídio em Ceará-Mirim era irremediável. Após se irritar com as interrupções de populares o secretário Edilson França se retirou do plenário. “Recuso-me a debater o assunto com pessoas mal educadas. O processo transita normalmente em meu gabinete. Não vim aqui discutir com o povo porque a questão está resolvida”, encerrou, de forma intransigente.

DESENVOLVIMENTO

O prefeito de Extremoz, Klauss Rêgo, último orador inscrito, foi enfático na sua fala dizendo que nenhum dos prefeitos que assinaram a Nota de Repúdio é contra a construção de presídio. Apenas não querem que seja construído em uma região turística em franco desenvolvimento. “Já sofremos muito quando existia a penitenciária João Chaves. Nossa região era decadente e não será fácil (dirigindo-se ao secretário Edilson França) chegar ao ponto que o senhor quer”, disse o prefeito.

“Conseguimos com muita luta o Aeroporto Internacional Aluízio Alves, de São Gonçalo e o desenvolvimento da nossa região turística está acontecendo. O térreo para a Cadeia Pública foi cedido pela Prefeitura de Ceará-Mirim e não queremos um presídio na região. Pelo que já passamos sabemos o que vai acontecer caso esse presídio seja construído. Não foi a toa que nós, onze prefeitos, assinamos uma Nota de Repúdio. O Governo do Estado jamais nos chamou para conversar, para combinar inclusive um apoio nosso em Brasília para repactuar o convênio federal.”, lembrou Klauss.

“O secretário Edilson França referiu-se a construção inadequada de Alcaçuz em terreno de duna, que facilita escavações. Pois bem, o terreno onde o governo que construir em Ceará-Mirim é arenoso e fácil de cavar”, revelou o prefeito de Extremoz. “Não vamos admitir isso. Queremos urbanização de nossas praias, um centro de convenções e melhores acessos para uma região turística mundialmente conhecida”, cobrou Klauss.  “Batemos palmas ao governador Robinson quando reduziu o preço do combustível de avião para fomentar o turismo. Agora queremos que ele cumpra sua promessa de campanha de não construir presídio em nossa região”, concluiu o prefeito.

 

Fonte: Leonardo Sodré / Fotos: Denis Cleber

26 jun by Henrique Goes Tags:, ,

“TREM DO FORRÓ” COMEÇA VIAGENS PRÓXIMO SÁBADO

Começa na próxima sexta-feira (dia 29) a primeira viagem do “Trem do Forró” levando turistas e natalenses para um passeio até Ceará Mirim, com escala em Extremoz. A saída da estação do trem urbano no bairro da Ribeira será às 17h30. A outra viagem prevista será dia 6 de julho (sábado). A secretaria municipal de Turismo e Desenvolvimento Econômico (Setrde) está apoiando o projeto que está em seu nono ano de realização, atraindo turistas que visitam Natal.

O secretário de Turismo de Natal, Fernando Bezerril recebeu o coordenador do projeto ‘Trem Potiguar do Forró’, Luiz Antônio Júnior, e sugeriu que esta iniciativa seja ampliada no próximo ano, colocando-a como atração turística no calendário de eventos da cidade. Segundo Luiz Antônio a realização deste evento que já foi maior nos anos anteriores, teve um declínio, mas agora ressurge com muito mais vigor, contando com o apoio da Prefeitura de Natal, através da Seturde.

O Trem do Forró terá cinco vagões, com capacidade total para 600 pessoas. Cada vagão contará com trio de sanfoneiros, bar, segurança e animadores durante todo percurso e na chegada a Ceará Mirim, com apresentação de artistas regionais no mercado público.

 Fonte: Prefeitura de Natal
Fale no ZAP