22 out by João Ricardo Correia Tags:, , , , , , ,

Uso do crack é consequência e não causa de exclusão social

crack2

Ao contrário do que o senso comum acredita, o crack não causa exclusão social. Pelo contrário, segundo especialistas, o uso da droga é consequência de uma vida precária que leva à dependência e faz com que muitos sejam encontrados em situação de pobreza extrema, usando a droga nas ruas de cidades brasileiras, vulneráveis a riscos, como homicídios. A constatação é de Pesquisa da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) divulgada hoje (21), no Rio de Janeiro.

Depois de analisar cerca de 200 entrevistas com usuários e profissionais de saúde mental, o levantamento mostra que o uso da droga apenas piora a situação de pessoas que não tem laços familiares, moradia, trabalho e estudo – problemas que chegaram antes da dependência.

23 nov by João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Até quando aceitaremos que os bandidos decidam nosso destino?

ASSALTANTE1

Por João Ricardo Correia

 

O Brasil está precisando ser rígido com os criminosos. Precisamos de um toque de recolher! É preciso conter o avanço da vagabundagem, dos criminosos. Liberdade é uma coisa. Libertinagem é outra. Hoje, os cidadãos estão acuados e viraram alvos de drogados, de canalhas travestidos de adolescentes, de um bando de sem futuro que anda por aí armado, fumando maconha, crack, cheirando cocaína, tomando cachaça, uísque e se protege com uma Legislação retrógrada, cheia de brechas para beneficiar somente o crime.

Os cidadãos brasileiros nem mais têm o direito de portar uma arma, a menos que sejam submetidos quase a uma inquisição, enquanto isso os marginais têm livre acesso a todo e qualquer tipo de armamento. Pouco me importa o que pensam os defensores da paz mundial sobre minhas opiniões, mas não suporto mais ver a sociedade brasileira sendo assassinada, agredida diariamente, sem que haja uma reação à altura.

Não precisamos de discursos, de falácias politiqueiras, de ladrões de ternos que dizem nos representar e só fazem besteira, ficam num blablablá desgraçado. Todos os dias morrem milhares de brasileiros de fome, sede, sem assistência médica e assassinados.

Os marginais embonecados vivem nas reuniões, tomando cafezinho, água mineral, planejando, planejando, planejando e o povo se lascando, se lascando e se lascando. Ou não é assim?!

A maior crise que nossa nação enfrenta é a da falta de autoridade. Por aqui, em quase todas as esferas, somente os bandidos têm vez.

O Brasil precisa enfrentar os bandidos, tenham eles 14, 16, 20 ou 80 anos. Estejam eles na periferia nordestina, no Palácio do Planalto, nos gabinetes do judiciário, na casa do ca…peta. Até quando ficaremos parados? Até às próximas eleições? Até o próximo funeral?

Enquanto uns e outros acham bonitinho estampar uma bandeira da França nas redes sociais, nossos próximos continuam aterrorizados aqui mesmo. O Estado Islâmico é cruel, covarde?! É??!!!  E o Estado Brasileiro é o quê? É canalha, inconsequente, insensível, desonesto. Quantos os terroristas mataram até hoje? Eles estão certos? Claro que não! E o mundo todo é contra eles, chora por suas vítimas, segura cartaz, acende velas… E quantos morrem anualmente no Brasil vítimas de quadrilhas e mais quadrilhas que nos assaltam e periodicamente saem às ruas pedindo nossos votos? E o que fazemos? Votamos de novo, não é?

Ser solidário, acolhedor, simpático, bom de carnaval, futebol (sem falar nos 7 a 1 contra a Alemanha) e samba não adianta de nada, se não temos capacidade de nos indignar contra os bandidos! O povo precisa ir às ruas, de forma organizada, ordeira, patriótica, defender o direito à vida, lutar por poder sair de casa, por poder ir trabalhar, por poder pegar um ônibus, por poder exercer o direito de ir e vir.

Vamos ser radicais, sim. Radicais no sentido literal da palavra, de ir às raízes, de ir ao fundo, de buscar soluções, de ter coragem de levantar contra o mal, contra esses canalhas que matam nossos amigos, nossos parentes, nossos filhos, nossos irmãos. Até quando? Até quando aceitaremos que os bandidos decidam nosso destino?

12 jun by João Ricardo Correia Tags:, , , ,

PF apreende 277 quilos de maconha e 17 de crack em Extremoz

DROGAPFEXTREMOZ1

Agentes da Polícia Federal do Rio Grande do Norte prenderam em flagrante, no início da tarde desta sexta-feira (12), em Extremoz, na Grande Natal, um homem com 277 Kg de maconha e 17 Kg de “Crack”. A droga estava em poder de Tiago Jonas Barros do Nascimento, vulgo Tiago Lobo, que estava em um prédio de apartamentos daquela cidade. No momento em que foi preso, Tiago estava colocando a droga em seu carro.

De acordo com os agentes da PF, Tiago possui três mandados de prisão e já foi preso pela Polícia Federal em 2010.

 

Fonte: G7 Comunicação

6 maio by Henrique Goes Tags:, , ,

ESTADO ADERE AO PROGRAMA FEDERAL DE COMBATE AO CRACK

o Governo do Estado, por meio da coordenadoria do Programa RN Vida, assina amanhã o Termo de Adesão ao Programa Federal “Crack, é possível vencer”. A solenidade de assinatura contará com a presença do Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo e inclui a adesão das cidades de Natal, Mossoró e Parnamirim. O evento está marcado para às 15h30 e será realizado no auditório da Escola de GoveRNo, localizada no Centro Administrativo.

Imagem de internet

 

“Crack, é possível vencer”

O programa do Governo Federal tem a finalidade de prevenir o uso e promover a atenção integral ao usuário de crack, bem como enfrentar o tráfico de drogas. Tem por objetivo aumentar a oferta de serviços de tratamento e atenção aos usuários e seus familiares, reduzir a oferta de drogas ilícitas por meio do enfrentamento ao tráfico e promover ações de educação, informação e capacitação.

O projeto reúne diversas ações que envolvem diretamente as políticas de saúde, assistência social e segurança pública e, de forma complementar, ações de educação e de garantia de direitos. As ações são organizadas em 3 trechos temáticos: Prevenção, Cuidado e Autoridade.

O Governo Federal disponibiliza recursos financeiros a estados e municípios, que aderem ao programa assumindo contrapartidas e implementando os equipamentos de saúde, assistência social e segurança pública.

 

Com informações da Assecom Governo do Estado

5 jan by João Ricardo Correia Tags:, ,

CRACK COMPROMETE DESENVOLVIMENTO CEREBRAL

Crianças e adolescentes que fazem uso contínuo de crack podem ter o desenvolvimento cerebral comprometido, com impacto direto na capacidade cognitiva, ou seja, na maneira como o cérebro percebe, aprende, pensa e recorda as informações captadas pelos cinco sentidos. Assim, é comum que usuários da droga apresentem dificuldades de aprendizado, raciocínio, memória, concentração e solução de problemas, o que afeta o progresso acadêmico, o comportamento e a frequência escolar. “Eles tendem a ter histórias de prejuízo no desempenho educacional, possuem menor probabilidade de ter um emprego formal na vida adulta e maiores índices de envolvimento criminal do que usuários de cocaína em pó”, afirma Felix Kessler, psiquiatra da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Usuários crônicos que estão em fase de desenvolvimento ainda podem apresentar distúrbios de conduta, transtornos afetivos e alimentares, além de transtornos ansiosos como fobia social e quadros de estresse. Sintomas do Transtorno de Deficit de Atenção/Hiperatividade (TDAH) são frequentes em usuários de substâncias psicoativas, como o crack, assim como problemas de autonomia e habilidade para estabelecer relações interpessoais.

Por não terem meios próprios para conseguir dinheiro, crianças e adolescentes também estão mais suscetíveis a adotarem atitudes de risco para comprar a droga, sendo submetidos à exploração sexual comercial, em relações desprotegidas. (Fonte: Portal Brasil)

Fale no ZAP