Tag: Debates

17 out by João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Bolsonaro diz que Haddad está “apavorado” e “perdido”

O candidato Jair Bolsonaro (PSL) fala à imprensa após gravação de campanha, no bairro Jardim Botânico.

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, encontrou-se hoje (17) com o arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani Tempesta. Ele não deu entrevistas à imprensa, mas fez um breve discurso durante o encontro, em que afirmou que se colocou à disposição do arcebispo para sempre “ouvi-lo com o coração aberto”.

“Assinamos um compromisso em defesa da família, em defesa da inocência da criança em sala de aula, em defesa da liberdade das religiões, contrário ao aborto, contrário à legalização das drogas. Ou seja, um compromisso que está no coração de todo brasileiro de bem”, disse o candidato ao lado do arcebispo.

A reunião ocorreu por volta das 9h, na Arquidiocese do Rio de Janeiro, na Glória, zona sul da capital. Segundo a arquidiocese, o encontro foi um pedido do candidato. Além de Bolsonaro, também estiveram no local o presidente em exercício do PSL, Gustavo Bebianno, e o empresário Paulo Marinho, que é suplente do senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ).

11 out by João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Bolsonaro espera participar de debates e reafirma que pretende investigar financiamentos internacionais feitos pelo BNDES

Utilizando as redes sociais, o candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, rebateu as críticas sobre sua ausência e suposta fuga dos debates com o candidato do PT, Fernando Haddad. Segundo ele, após um novo exame a que será submetido no dia 18, deverá ser liberado pelos médicos para os debates e demais atividades de campanha.

“[Para] quem acha que estou fugindo de debates, estou cuidando da minha saúde. Não adianta eu debater, ter uma recaída e voltar para o hospital”, disse o candidato, que informou estar disposto a participar de pelo menos dois debates.

2 abr by João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Memorial da Resistência debate a relação entre o jogo do bicho e a ditadura

JOGODOBICHO1
Um debate ocorrido hoje (2) no Memorial da Resistência, na cidade de São Paulo, tratou da aliança entre os donos do ilegal jogo do bicho e os militares durante a ditadura. O evento teve a presença do jurista Walter Maierovitch e dos autores do livro recém-lançado: Dos Porões da Repressão para os Subterrâneos da Contravenção, de autoria de Aloy Jupiara e Chico Otavio.

O livro conta como os agentes da ditadura passaram a atuar no crime organizado, em aliança com os bicheiros, após o desmonte do regime militar no fim dos anos 1970. A obra relata a história de nomes como Capitão Guimarães, agente da repressão, que foi “amaldiçoado” pelo Exército e passou a atuar no jogo do bicho. “Ele levou o conhecimento que tinha para a contravenção, que foi reinventada”, disse o jornalista Chico Otavio.

Outro nome citado no livro, o coronel Paulo Malhães, também torturador, foi entrevistado para o livro, em 2012, em seu sítio na Baixada Fluminense. Chico relata o esforço de reportagem para obter o relato do coronel. “Ele veio muito irritado quando nós batermos lá, dizendo que não tinha se esquecido de como se atira. Percebemos uma mágoa muito grande dele com o Exército, ele reclamava, reivindicava o seu lugar na história”, afirmou Chico Otávio.

O coronel, segundo relato do jornalista, também foi acolhido pelo jogo do bicho e tornou-se líder de uma milícia na Baixada Fluminense até ser assassinado em 2014. Para  Aloy Jupiara, é importante registrar os relatos dessas pessoas que atuaram nos porões da ditadura. “O tempo está passando, essas pessoas estão morrendo. Temos que correr para recontar as histórias, para que elas não se repitam”, disse. “Sempre me preocupei em ouvir o lado das vítimas, das famílias que perderam seus parentes. Mas o grande desafio da reportagem é convencer esses militares que ainda estão vivos a contar o que sabem”, completou Chico Otavio.

 

 

Fonte: Agência Brasil

Fale no ZAP