29 fev by João Ricardo Correia Tags:, , , , , ,

Senadora Fátima Bezerra: PT não teme investigação, diferente da oposição

FATIMA4_DIVULGACAO

Ao comentar as recentes denúncias envolvendo o ex-Presidente Fernando Henrique Cardoso (FHC), a senadora Fátima Bezerra disse, na quinta-feira (25), no Plenário do Senado, que o Partido dos Trabalhadores não teme investigação, diferentemente dos partidos da oposição.

“Nos causa estranheza ainda ver o ex-Presidente Fernando Henrique reclamar da repercussão que a imprensa dá ao caso. Ora, sr. Ex-presidente, não se faça de tolo. É provável que este senhor não tenha lido as notícias em nosso País para saber que nenhuma notícia envolvendo o seu nome tem espaço nas páginas da imprensa brasileira. Ele é um intocável”, criticou.

Segundo a senadora, ações de natureza pessoal dizem respeito só ao senhor Fernando Henrique. Entretanto, a utilização de empresas para pagar contas pessoais e possíveis irregularidade em contas abertas no exterior devem ser investigadas. “Na hora em que a ex-amante de Fernando Henrique denuncia que uma empresa, a Brasif, teria feito contratos fraudulentos com ela para repassar dinheiro do senhor Fernando Henrique e, ao mesmo tempo, firmado contratos generosos com o governo quando ele era Presidente da República, isso merece, sim, ser investigado. E que ele tenha o direito exatamente de se defender”.

Fátima destacou que as investigações em curso no nosso País precisam deixar de ser seletivas e seguirem a linha político-partidária.  “Infelizmente, não se está vendo neste País, neste exato momento, uma investigação ampla, geral e irrestrita. Muito pelo contrário: o que se tem visto é uma cassada implacável ao Presidente Lula e ao PT. Uma verdadeira obsessão, na verdade, na base de suposições, factoides e mais factoides, até porque não há absolutamente nada, nada, comprovado contra o Presidente Lula. Nem há, nem haverá, pela sua lisura, pela sua honestidade, pela sua trajetória”, disse.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa da
senadora Fátima Bezerra (PT-RN)

24 out by João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Paulo Nogueira: A lição de antijornalismo do Estadão no caso Haddad

FERNANDOHADDAD_AGENCIABRASILEBCCOMBR

E as fofocas políticas devem se concentrar em Haddad (FOTO) neste final de semana por conta do artigo do Estadão que afirmou que ele cogita sair do PT e ir para a Rede de Marina.

Em política pode acontecer tudo, naturalmente.

Haddad desmentiu prontamente no Twitter, mas mesmo isso pode não significar tanto assim.

Agora.

O que é indiscutível, no caso, é o jornalismo miserável do Estadão.

Você lê e não encontra uma única fonte citada. É o diz-que-diz no estado mais puro e abjeto.

Se conheço redação, o texto deve ser fruto da pressão que os jornalistas enfrentam para produzir coisas contra Lula, Dilma e PT.

É o vale tudo.

Você pode literalmente inventar qualquer coisa. Desde que seja contra os inimigos da mídia, não haverá consequências.

Um dia algum acadêmico do jornalismo haverá de compilar as falsas notícias sobre Lula, Dilma e PT saídas nos últimos anos.

Durante a campanha, foram copiosas aquelas que apontavam uma ruptura entre Dilma e Lula. Muitas matérias deram como certo também que Lula concorreria à presidência no lugar de Dilma, em chocante contraste com declarações cabais de Lula.

O repórter e o editor, sabendo o que se espera deles, vão afrouxando seu rigor. E podem perfeitamente inventar fontes e outras coisas do jornalismo miserável.

Isso não se faz com amigos dos barões e de seus prepostos. Produza alguma coisa desconfortável a Aécio ou a FHC e você terá que contar sua fonte para os chefes.

Batata, como gostava de escrever Nelson Rodrigues.

No meio dessa cruzada antipetista, quem se dana mesmo é o leitor, aquele ser ingênuo que acredita que jornais e revistas só publicam verdades.

Os desdobramentos da matéria do Estadão são absolutamente previsíveis.

O site da Veja colocou na primeira página a notícia, sem ressalva nenhuma. Para o leitor da Veja, Haddad cogita sair do PT. Ponto. Não havia sequer o “segundo o Estadão”.

É uma coisa engraçada a Veja. Quando uma delação atinge um amigo, por exemplo Eduardo Cunha, a revista se cerca de cuidados extremos ao noticiar.

Fulano afirma, de acordo com Sicrano, e por aí vai.

Quando a vítima é do PT, a forma de escrever é completamente diferente. O delator revela.

Parece piada, mas há muito tempo a Veja é mesmo uma piada em forma de revista. Bem como o Estadão.

No texto sobre Haddad, o Estadão afirma que ele tem se reunido até com FHC para decidir seu futuro.

É difícil acreditar que alguém como Haddad vá se consultar com FHC, símbolo do reacionarismo golpista.

O que ele poderia ouvir que prestasse de FHC?

E de Marina?

A imagem de Marina, perante o eleitorado progressista, que é o de Haddad, ficou seriamente manchada pelo beija mão dado nela por Aécio no segundo turno em retribuição a seu surpreendente apoio.

O apoio a Aécio custou um preço alto a duas pessoas: Eduardo Jorge, que virou nada depois daquilo, e Marina.

Haddad, caso saia do PT para beijar as mãos de Marina, corre o risco de ser visto como um político oportunista, mais preocupado com ele mesmo do que com um projeto de sociedade.

Mas repito: em política tudo pode acontecer. Marta não se filiou ao PMDB em nome do combate à corrupção às vésperas de estourar o escândalo de Eduardo Cunha.

Isto dito, não parece fazer nexo o movimento de Haddad sugerido pelo Estadão.

O certo é que mais uma vez o Estadão mostra por que se tornou conhecido entre os paulistas como o túmulo do jornalismo.

Fonte: Diário do Centro do Mundo
*Jornalista, fundador e diretor editorial do site de notícias e análises Diário do Centro do Mundo.

1 ago by João Ricardo Correia Tags:, , , ,

FHC defende Dilma e governador se prepara para “flash” em acampamento

DILMAEFHC1

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), em entrevista à revista alemã de economia Capital, defendeu a presidente Dilma Rousseff, afirmando que ela não está envolvida no escândalo de corrupção na Petrobras. “Eu a considero uma pessoa honrada”, disse o tucano na edição deste sábado (1º) da revista, informou a agência de notícias Deutsche Welle. O ex-presidente não poupou o PT: “Mas o partido dela [está envolvido], sim, claro. O tesoureiro está na cadeia”, afirmou. (Com informações do Portal R7)

=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=.=

BEM NA FOTO
Caso policiais e bombeiros militares montem, como têm anunciado, acampamento em frente à Governadoria do RN, no bairro de Lagoa Nova, a partir do próximo dia 5, exigindo o cumprimento de promessas do governo do Estado, assessores – muitos deles – do governador Robinson Faria já estariam preparados para fotografá-lo abraçando e conversando com os servidores insatisfeitos.

BEM NA FOTO 2
O chefe do executivo estadual, segundo fontes do colunista, teria sido muito bem orientado sobre o que deveria fazer: descer a rampa, abraçar “seu povo” e dizer que tudo é culpa do governo de Rosalba, de quem ele, aliás, foi vice-governador. Depois disso, tome postagem nas redes sociais; começando pelo Instagram. Olhe lá se Robinson não almoçar no “acampamento”.

RELIGIOSIDADE
É hoje, a partir das 16 horas, o Terço dos Homens que espera reunir cerca de mil católicos, na área externa da Arena das Dunas Marinho Chagas, em Natal.

PADRE TIAGO
O prefeito de Natal, Carlos Eduardo, participou nesta sexta-feira (31) à noite da missa solene em comemoração aos 60 anos de vida sacerdotal do Padre Tiago Theisen. A celebração ocorreu na praça em frente a Igreja Matriz da Paróquia Santa Maria Mãe, no bairro do Igapó.

PADRE TIAGO 2
A missa foi cocelebrada pelo arcebispo metropolitano de Natal, Dom Jaime Vieira da Rocha, e contou com as presenças do senador Garibaldi Filho, do presidente da Câmara dos vereadores de Natal, Franklin Capistrano, além da grande participação dos paroquianos.

BOAS DE BOLA
O campo do conjunto Santa Catarina, zona Norte de Natal, recebe neste domingo (2), dois jogos válidos pela Copa Natal de Futebol Feminino, torneio promovido pela Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (SEL).

BOAS DE BOLA 2
A primeira partida será entre os times da UFRN e Sarney. O jogo está marcado para 15h. Na sequência, a bola volta a rolar. Desta vez, em campo as equipes das Rocas e Roma FC. O duelo começa às 16h45. “A entrada dos jogos é gratuita, então contamos com a presença da torcida para mais uma rodada da Copa”, lembra o titular da SEL, Eduardo Machado.

OUSADOS
Os bandidos continuam fazendo a “Ronda nada cidadã” no RN. Tem assalto, roubo de carro e assassinatos “em banda de lata”.

EMBARGADA
Na manhã desta sexta-feira, 31, a equipe Fiscalização Urbanística da Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) embargou a construção de um prédio no conjunto Alagamar, no bairro Ponta Negra.  O embargo se refere ao prédio que teve sua estrutura comprometida com o desabamento da sua fachada e afundamento dos pilares em 2013. Os técnicos constataram que o projeto que está sendo reerguido é diferente do projeto anteriormente licenciado. O proprietário foi notificado a paralisar a obra imediatamente. A obra foi retomada de forma irregular, com as licenças vencidas.

DESEJO
Que o seu final de semana seja repleto de paz e saúde.

MAIS UMA PONTE
Um prefeito havia prometido construir uma ponte e para isso convocou três empreiteiros: um japonês, um americano e um brasileiro. – Faço por R$ 3 milhões – disse o japonês – Um pela mão-de-obra, um pelo material e um para meu lucro. – Faço por R$ 6 milhões – propôs o americano – Dois pela mão-de-obra, dois pelo material e dois para mim. Mas o serviço é de primeira! – Faço por R$ 9 milhões – disse o brasileiro. – Nove milhões? – espantou-se o prefeito – Por que esse valor tão alto?! E o brasileiro responde: – Três para mim, três para você e três para o japonês fazer a obra. – Negócio fechado!

Entre em contato comigo:
E-mail: jornalistajoaoricardocorreia@gmail.com
WhatsApp: (84) 9 9401-5905
Twitter: @joaoricardo_rn

Fale no ZAP