Tag: nordeste

27 ago by João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Indústria da seca perpetua no poder políticos que aproveitam da necessidade dos sertanejos que morrem de fome e sede

Há décadas a região Nordeste continua sofrendo com a estiagem e servindo como balcão de votos nas mãos de políticos canalhas, que aproveitam a situação de milhares de pessoas e se perpetuam no poder, sempre fazendo promessas, doando cestas básicas em época de eleição, construindo cisternas e promovendo outros “benefícios” que não resolvem o problema definitivamente.

A “indústria da seca” mata de fome e sede adultos e crianças, além de animais como bois, vacas, bodes e cabras.

A falta de vontade política é evidente e faz ricos políticos que sobrevivem das benesses do poder e sabem muito bem onde buscar parte dos votos que precisam: entre os miseráveis que sofrem os efeitos da falta regular das chuvas.

Nos dois vídeos abaixo, alguns dos exemplos de como age essa “indústria” assassina.

27 ago by João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Congresso científico debaterá perspectivas do semiárido brasileiro

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) é uma das instituições de ensino que apoiam o 1º Congresso Nacional da Diversidade do Semiárido (Conadis), realizado pelo Centro Multidisciplinar de Estudos e Pesquisas (Cemep). O evento acontecerá de 12 a 15 de dezembro, no Praiamar Hotel, em Natal, e vai abordar o tema Semiárido brasileiro: diversidade, tendências, tensões e perspectivas.

O Congresso busca relembrar momentos históricos, políticos, econômicos, sociais e ambientais vivenciados no semiárido, trazendo a trajetória das obras contra as secas, da convivência, das tensões existentes e das possibilidades apontadas pela ciência, provocando expectativas na comunidade acadêmica e nos setores da sociedade sobre o semiárido brasileiro.

Podem participar professores, profissionais e estudantes de ensino técnico, graduação e pós-graduação. As inscrições estão abertas até o dia 29 de novembro. Interessados em apresentar resumo de trabalhos têm até o dia 29 de outubro para realizar as submissões. Mais informações pelo www.conadis.com.br.

Fonte: Agência de Comunicação da UFRN
Foto: Eduardo Maia

10 ago by João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Clone de cajueiro anão produz bem mesmo durante seca prolongada

Produtivo, rústico e resistente à seca, o clone de cajueiro anão Embrapa 51 é a variedade predileta dos produtores de Severiano Melo (RN), cidade da chapada do Apodi, conhecida como terra do caju. O clone apresentou uma produtividade média de cerca de mil quilos de castanha por hectare, em sequeiro, após uma sequência de cinco anos de seca. Em 2017, com chuvas um pouco mais generosas, alguns produtores conseguiram obter mais de 1,5 mil quilos por hectare. Essa produtividade foi alcançada em áreas implantadas há cinco anos e que recebem os tratos culturais recomendados.

“A planta se adaptou e produz muito na região. Mesmo no período muito seco dos últimos cinco anos, os produtores que cuidam bem chegam a mais de mil quilos de castanha por hectare, o que é uma coisa fantástica”, atesta o pesquisador Levi de Moura Barros, líder do Programa de Melhoramento Genético do Cajueiro, que lançou o clone no ano de 1995. De acordo com o pesquisador, o Embrapa 51 apresenta castanha de boa qualidade e pedúnculo que atende bem aos critérios das fábricas de sucos.

Além da resistência à seca, a variedade também tolera bem uma das principais doenças que afeta a espécie, a resinose (Lasiodiplodia theobromae). Outra grande vantagem do clone é que ele produz durante oito meses do ano quase sem interrupções, enquanto as demais variedades oferecem uma safra de apenas quatro meses. Isso ocorre porque, ao contrário de outros cajueiros, ele desenvolve simultaneamente etapas diferentes de evolução dos frutos.

==>LEIA MATÉRIA COMPLETA:
https://www.embrapa.br/busca-de-noticias/-/noticia/32008872/clone-de-cajueiro-anao-produz-bem-mesmo-durante-seca-prolongada

10 ago by João Ricardo Correia Tags:, , ,

Censo Agropecuário: rebanho caprino aumentou 16% no Brasil

O rebanho de caprinos do Brasil cresceu 16,1% entre 2006 e 2017. Os dados são do Censo Agropecuário produzido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e foram divulgados em 27 de julho em caráter preliminar. Em todo o País, o número desses animais no período passou de 7,1 milhões para 8,2 milhões.

A alta na quantidade de cabeças de caprinos no Brasil foi alavancada em três regiões: Nordeste (de 6,4 milhões para 7,6 milhões, ou 18,3%), Norte (139,7 mil para 188,6 mil, ou 35%) e Centro-Oeste (75,9 mil para 108,8 mil, ou 43,3%). Apenas as regiões Sul e Sudeste apresentaram redução do rebanho caprino entre os anos analisados pelo IBGE.

9 out by João Ricardo Correia Tags:, , , , , ,

Livros e CDs de Bob Motta continuam à venda

Ana Cláudia, filha do saudoso poeta Bob Motta, que nos deixou recentemente, está vendendo livros e CDs com parte da obra desse inesquecível artista potiguar, que levou ao mundo, com seu linguajar tão peculiar, as belezas do nosso Nordeste.

Veja o que Ana publicou em sua página, no Facebook:

Olá!

Para você que admira a cultura popular e gostaria de ter um trabalho do saudoso poeta Bob Motta, tenho exemplares do seu mais recente livro e também CDs para vender.

Bob Motta, meu pai, deixou um maravilhoso acervo de obras que encantam todas as idades, pela pureza, pelo desprendimento, pelo jeito tão peculiar de ver o mundo.

Agradeço sua atenção.

Contatos pelo WhatsApp: 9 8607-1944

23 jul by João Ricardo Correia Tags:, , , , , , ,

IFRN é campeão dos JIFs Nordeste

De 18 a 23 de julho, o Centro de Formação Olímpica do Nordeste (CFO), em Fortaleza, foi palco de intensas atividades esportivas. Ali, o Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), o Instituto Federal do Ceará, (IFCE) e parceiros, como o Governo do Estado, realizaram a edição 2017 dos Jogos dos Institutos Federais (Jif’s) etapa Nordeste.

O Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) sagrou-se como grande campeão das disputas: foram 84 medalhas e 18 troféus, nas modalidades atletismo, basquetebol, futebol, handebol, judô, natação, tênis de mesa, voleibol, vôlei de praia e xadrez. Os vencedores classificaram-se para a etapa nacional dos JIFs, que acontecem em outubro, em Poços de Calda, Minas Gerais, organizados pelo IF Sul de Minas.

13 nov by João Ricardo Correia Tags:, , ,

Governo decreta situação de emergência em 272 municípios

carro_pipa

O Ministério da Integração Nacional reconheceu, na sexta-feira (11), a situação de emergência em 272 municípios nos estados de Pernambuco, Paraíba, Piauí, Bahia, Sergipe, Minas Gerais e Mato Grosso.

Com a medida, adotada em decorrência do longo período de seca e estiagem que atinge as regiões, os gestores municipais poderão contar com benefícios oferecidos pelo Governo Federal. A portaria foi publicada no Diário Oficial da União (DOU).

Além de viabilizar o fornecimento de água tratada à população, por meio da Operação Carro-Pipa Federal – da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec) – o reconhecimento permite que os municípios tenham direito a outros benefícios, como a renegociação de dívidas no setor de agricultura junto ao Banco do Brasil.

5 nov by João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Maioria de prefeitos eleitos tem patrimônio superior ao PIB do município

ricoMuitos municípios brasileiros elegeram, no pleito deste ano, prefeitos com renda declarada muito maior que seus próprios produtos internos brutos (PIBs). O PIB de um município é formado pela soma de suas riquezas, e mais da metade (51,8%) dos prefeitos eleitos em 2016 declararam ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) patrimônios correspondentes a mais que o dobro das riquezas das cidades que governarão.

Uma pesquisa feita pelo Instituto de Estudos Socioeconômicos (Inesc) revelou que 15,2% (782) deles declararam patrimônio dez vezes maior que o PIB do município pelo qual se elegeram. Em 32 municípios – a maior parte nas regiões Centro-Oeste e Nordeste –, os prefeitos eleitos declararam um patrimônio 100 vezes maior que o PIB.

21 jan by João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Escolas do Semiárido terão 10 mil cisternas em três anos

CISTERNA1

Somente em 2016, cinco mil cisternas serão construídas em escolas públicas do Semiárido e, em três anos, o objetivo é chegar a 10 mil cisternas. O dado foi apresentado nesta quarta-feira (20) pela titular do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Tereza Campello, ao apresentar o balanço das ações de acesso à água no Semiárido e na Amazônia. Ela também falou sobre as perspectivas do Programa Cisternas para 2016.

Além de combater a insegurança alimentar e nutricional, o acesso à água é fundamental para garantir que os estudantes não tenham aulas canceladas durante o período de estiagem por falta de água. O investimento total na ação é de R$ 69 milhões.

Os reservatórios serão produzidos a partir de uma tecnologia considerada simples e barata: a cisterna de placa. A aposta neste tipo de investimento começou a ser feita no ano passado, quando 1,7 mil cisternas foram instaladas em escolas do semiárido.

“O programa é novo. Nossa ideia é chegar a 10 mil cisternas em três anos, mas acredito que alcançaremos este número antes”, afirmou Tereza Campello.

Tecnologia

As cisternas – de forma cilíndrica, cobertas e semienterrados – evitam que, em períodos de estiagem, típicos da região, as aulas e outras atividades escolares acabem sendo suspensas em função de desabastecimento. Desde 2003, foram construídas 1,2 milhão de cisternas de placas para garantir o consumo humano da população de baixa renda do Semiárido.

Os reservatórios são abastecidos por um sistema de calha que capta água da chuva e têm capacidade de armazenamento de 16 mil litros, cada. Segundo técnicos do ministério, é quantidade suficiente para abastecer uma família de cinco pessoas por quase um ano.

“Agora, por exemplo, estamos no meio de um período de estiagem que durou cinco anos, mas caiu uma chuva inesperada e conseguimos encher as cisternas garantindo que essa população tenha água potável para beber, para cozinhar, para higiene pessoal para os próximos oito meses”, explicou a ministra. Ela lembrar que, ao todo, foram construídas 125,7 mil cisternas em 2015.

 

Fonte: Portal Brasil

12 jan by João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

José Agripino quer criar fundo para combater a seca no Nordeste

JOSEAGRIPINO1_AGENCIABRASIL

O Legislativo poderá criar o Fundo de Atendimento às Situações de Emergência e de Calamidade Pública Decorrentes de Secas (Fasec) para enfrentar a estiagem que historicamente sacrifica o Nordeste. A iniciativa é do senador José Agripino (DEM-RN), segundo o qual mais de mil municípios e 22 milhões de pessoas foram afetadas pela última seca a atingir a região, causando perdas na lavoura estimadas em R$ 3,6 bilhões.

O projeto (PLS 791/2015) cria o fundo no âmbito do Poder Executivo federal, determinando que ele seja gerido por um conselho deliberativo com apoio técnico e administrativo do órgão que executa a Política Nacional de Defesa Civil. O conselho deliberativo terá também representantes do Senado, da Câmara, dos estados e municípios.

Se aprovado, o Fasec será um fundo de natureza contábil, com prazo indeterminado de duração, e funcionará sob as formas de apoio a fundo perdido ou de empréstimos reembolsáveis. Ele será constituído com recursos do Tesouro Nacional, doações, legados, subvenções e auxílios de entidades de qualquer natureza, inclusive de organismos internacionais, além da reversão de saldos anuais não aplicados e de outras fontes.

Pelo texto apresentado, os recursos do Fasec não poderão ser utilizados para despesas de manutenção administrativa do órgão gestor ou entidade da administração pública, permitida somente a aquisição ou locação de equipamentos e bens necessários ao atendimento das situações de emergência e calamidade pública decorrentes de secas.

O saldo dos recursos não aplicados no mesmo exercício, como prevê o projeto, poderá ser destinado, no ano subsequente, à construção de reservatórios de água, sistemas de captação de água e adutoras ou ser mantido como reserva para atendimento mais eficaz às eventuais e futuras situações de emergência ou de calamidade pública, decorrentes das secas.

O texto de Agripino ainda se encontra na Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR), à espera da designação de relator. De lá, seguirá para a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), onde será votado em decisão terminativa.

 
Fonte: Agência Senado
Foto: Agência Brasil

29 set by João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Empresas do Nordeste vão apresentar produtos e serviços ao mercado externo no 18º Einne

HOLIDAY-INN-NATAL-FACHADA1_DIVULGACAO
O primeiro evento internacional sediado no hotel Holiday Inn vai reunir grandes compradores do Brasil e do mundo para negociar com fornecedores de diversos segmentos e de todo o Nordeste. O 18 º Encontro Internacional de Negócios do Nordeste (Einne), o maior evento de aproximação comercial internacional da região, acontecerá no Centro de Eventos do hotel no período de 30 de setembro a 2 de outubro.

Além de sediar a primeira edição do Einne no Rio Grande do Norte, o Holiday Inn Natal também vai hospedar o grupo de empresários estrangeiros que participarão do evento.

O 18 º Encontro Internacional de Negócios do Nordeste reunirá empresas nordestinas de diversos setores, dentre eles fruticultura, turismo, alimentos, bebidas, cosméticos, moda, casa e decoração e startups. Cerca de 200 empresas da região estarão presentes ofertando seus produtos e serviços dentro de um modelo de rodada de negócios. Já participaram mais de 40 empresas compradoras de países como México, Peru, Holanda, Angola, Estados Unidos, Inglaterra, Canadá, Hong Kong, Bulgária, Argentina, Portugal, África do Sul, Chile, Israel, França e Espanha.

O foco principal do evento é contribuir para a inserção dos pequenos negócios no mercado internacional, seja por meio de intercâmbio de inovações e tecnologias, do aumento das exportações nordestinas ou prospecção de novos insumos e matérias-primas.

O Einne é promovido pelo Sebrae no Rio Grande do Norte juntamente com o Sistema Fiern, conta com o apoio da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e Confederação Nacional da Indústria (CNI) e tem o patrocínio dos Correios e do Banco do Nordeste do Brasil (BNB).

EINNE

O Encontro Internacional de Negócios do Nordeste foi criado no Ceará, no ano de 1998, e por 14 edições foi realizado naquele estado. Em 2011, porém, o evento tornou-se itinerante, ocorrendo também em Pernambuco e na Bahia. Esse ano, o Rio Grande do Norte recebe sua 18ª edição.

O trabalho de aproximação comercial realizado pelo Sebrae por meio do encontro tornou o evento uma referência no Brasil, fortalecendo sua presença no circuito dos grandes eventos internacionais do país.

Serviço:


18 º Encontro Internacional de Negócios do Nordeste (Einne)
Quando: 30/09 a 02/10
Onde: Holiday Inn Natal, Lagoa Nova

Holiday Inn Natal

O hotel, localizado na Avenida Senador Salgado Filho, ao lado da Arena das Dunas, dispõe de 216 apartamentos, 550 leitos e uma equipe de 150 colaboradores, é a segunda unidade do IHG – InterContinental Hotels Group – uma das empresas líderes mundiais do setor –  em Natal.

O Centro de Eventos do Holiday Inn Natal, cuja estrutura se destaca por ser a maior da capital potiguar em uma unidade hoteleira, conta com mais de 2.400 metros quadrados de área, em um complexo que dispõe de nove espaços multiuso para formatos diversificados de eventos como: congressos; shows; fóruns, seminários, festas, feiras, entre outros, e capacidade para receber um público de até 2.400 pessoas.

O hotel, localizado em ponto estratégico da cidade, o bairro de Lagoa Nova, é equipado com Business Center para atender as necessidades dos hóspedes de negócios; internet Wi-Fi de alta velocidade; restaurante; lavanderia; amplo estacionamento com 350 vagas; área de lazer com piscinas infantil e adulto, integrada com sauna; fitness center e brinquedoteca.

Fonte: Comunicação Holiday Inn Natal 

14 set by João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Feira de São Cristóvão completa 70 anos de tradições nordestinas no RJ

FEIRADESAOCRISTOVAO1_TOMAZ-SILVA-AGBRASIL
Centro Municipal Luiz Gonzaga de Tradições Nordestinas, Feira de São Cristóvão, está localizado no Bairro de São Cristóvão, zona norte da capital fluminense (Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)

O pedacinho do nordeste no Rio de Janeiro completa 70 anos este mês. No dia 18 de setembro, a Feira de São Cristóvão – Centro Luiz Gonzaga de Tradições Nordestinas, também chamada de Feira dos Nordestinos, celebra sete décadas mantendo viva a cultura dos imigrantes que chegavam ao bairro da zona norte da cidade desde a década de 1940.

Atualmente são cerca de 700 barracas e 100 restaurantes com produtos típicos do norte e nordeste, mas o começo foi bastante informal.  A professora de história da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), Sylvia Nemer resgatou os folhetos de cordéis e histórias orais sobre a Feira de São Cristóvão para seu doutorado e tem um livro publicado sobre o tema. De acordo com ela, a versão oficial conta que o cordelista Raimundo Santa Helena leu no dia 18 de setembro de 1945, no Campo de São Cristóvão, um cordel que tinha feito sobre o fim da Segunda Guerra Mundial.

“O início das atividades da Feira de São Cristóvão teria sido no ano de 1945 quando os pracinhas desembarcaram nas imediações do Campo de São Cristóvão e o próprio Santa Helena leu um cordel que tinha feito para comemorar o fim da guerra. E aí, em função dessa leitura, começou a surgir um movimento de pessoas interessadas em ouvir e vender literatura de cordel. Então a feira teria começado a partir dessa iniciativa,” disse.

Sylvia explica que há outra versão histórica, cantada nos cordéis de mestre Azulão, de que a feira foi surgindo ao longo da década de 40 a partir de um movimento de nordestinos que desembarcavam e ficavam acampados esperando um local para morar ou um trabalho.

“Como era o ponto final dos caminhões chamados de pau de arara e foi um momento de crescimento urbano muito acentuado, ali era um local de contratação de mão de obra para pedreiros, porteiros de edifício, que foram as ocupações tradicionais dos migrantes nordestinos nesse período. Teve algumas figuras, entre elas a do João Gordo, que teria iniciado esse comércio de produtos do nordeste para cá e daqui para o nordeste, porque o mesmo caminhão que vinha trazendo gêneros e pessoas, ele costumava voltar vazio e levava produtos daqui para o nordeste,” acrescentou.

Seja qual for a versão, a historiadora destaca que o local foi um espaço importante de sociabilidade dessa comunidade migrante, bem como de preservação dos costumes, que permanece até hoje. O músico e radialista José Sergival, que comanda há 5 anos o programa Puxa o Fole na Rádio Nacional do Rio, complementa que, após o início espontâneo, a Feira de São Cristóvão se tornou um ponto de referência das tradições nordestinas, frequentado não só pelos nascidos na região nordeste, bem como por turistas e apreciadores da culinária e da cultura.

“Agora vende artesanato, os artistas se apresentam, não só o forró pé de serra, mas quando as companhias culturais vêm para cá, esquetes de teatro, grupos folclóricos, quadrilhas juninas, bumba meu boi, frevo, a referência é a Feira de São Cristóvão, um local que eles querem ir se apresentar porque sabem que é um ambiente propício à cultura nordestina”.

Sergipano que mora no Rio há 10 anos, Sergival costuma ir à feira para matar a saudade da comida típica de sua região. “Lá dentro tem também as barracas de feira livre, então nós que somos nordestinos e os cariocas que gostam da culinária nordestina podem adquirir produtos in natura. A gente compra lá o feijão-de-corda, a carne de sol, o queijo coalho, a manteiga de garrafa, uma série de coisas para fazer as refeições da nossa região. Assim a gente não sente tanta falta da culinária da nossa terra”.

Palco de nomes imortais da música brasileira, a Feira de São Cristóvão já recebeu Luiz Gonzaga e Jackson do Pandeiro e ainda recebe ícones como Zé Ramalho, Elba Ramalho, Geraldo Azevedo, Quinteto Violado e Maria Bethânia, que foi homenageada no local em junho pelos 50 anos de carreira. De acordo com o presidente da Feira, Helismar Leite, são quatro mini-palcos “que trabalham com forró tradicional” e dois palcos para música popular, “só não trabalhamos com funk, mas tem até reggae, sertanejo universitário, Zeca Pagodinho, Arlindo Cruz, Martinho da Vila, somos a casa do carioca e temos que unir a cultura”.

Para o dia 18, ele adianta que a festa vai ser “arretada”. “O aniversário vai ser comemorado com bolo, muita festividade, nós vamos ter um show com a banda Forró Real, do Ceará. Estamos fazendo também um simpósio nordestino, onde estarão presentes várias personalidades de todos os estados, falando da cultura nordestina, muitos repentistas, escritores. Serão três dias de palestra discutindo a cultura nordestina aqui no Rio de Janeiro, 17, 18 e 19 de setembro”.

Em 2003 a feira foi transferida para o local fechado que ocupa hoje, dentro de um pavilhão de exposições que foi reformado, e é administrada pela prefeitura. Helismar afirma que a feira recebe a mesma visitação que o Cristo Redentor, com cerca de 300 mil pessoas por mês.

“O importante é mandar um recado pro Brasil todo para que visite a feira e veja como ela é. A feira tem de tudo, tem artesanato, uma culinária maravilhosa, castanha, doce, bolo, pimenta, mel, cachaça, tapioca, carne de sol, queijo coalho. O que temos no nordeste nós temos sempre um pouco aqui na feira,” observou.

 

Fonte: Agência Brasil

15 jun by João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Jaime Calado aponta renúncia fiscal de São Gonçalo como diferencial na disputa pelo Hub

JAIMECALADOHUB1

O prefeito de São Gonçalo do Amarante, Jaime Calado (AO MICROFONE), participou na manhã desta segunda-feira (15), no Centro Administrativo, da reunião convocada pelo Governo do Estado para tratar de ações integradas entre o poder público, classe política e diversas instituições do Rio Grande do Norte para tentar viabilizar a vinda do Hub da TAM no Nordeste para o Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves.

O município de São Gonçalo do Amarante teve destaque no encontro por sediar o Terminal de Cargas e Passageiros e o governador Robinson Faria iniciou citando o prefeito Jaime Calado como parceiro fundamental nesse processo de concorrência com as capitais de Fortaleza e Recife, que estão na disputa pelo empreendimento milionário.

O prefeito Jaime Calado elogiou a iniciativa do governador Robinson Faria de reduzir a cobrança do ICSM do querosene de aviação para atrair empresas aéreas e colocar o RN na condição de competir para receber o primeiro Hub do Nordeste. Jaime ainda reforçou a importância da ação da Prefeitura Municipal que reduziu o ISS para atividades aeroviárias e turísticas como um diferencial econômico.

“Reduzimos o ISS de 5% para 2% para atividades aeroviárias e no caso da hotelaria de 5% para 3%. Pesquisamos Fortaleza e Recife e acreditamos que é muito difícil uma renúncia fiscal deles a essa altura do campeonato. E outra coisa, esse nosso aeroporto foi feito para ser um Hub e não só de uma empresa, se a gente ganhar o da TAM é possível que ganhe também o  Hub da Azul e da TAP. Politicamente falando nós temos três senadores do jeito que os outros tem e não deixam a desejar, e a nossa bancada federal é menor, mas é muito mais aguerrida, uma prova disso é que tivemos aqui hoje seis deputados federais dos oito”, disse Jaime que ainda enfatizou que aos 64 anos de idade nunca viu uma forma tão representativa e o RN num momento tão bonito e tão grande como esse.

 

Fonte: Secretaria de Comunicação e Eventos / Fotos: Divulgação

6 fev by João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Primeira especialista em urologia no Nordeste desmistifica a incontinência urinária

MARIAEMILIAFARIAS1_GRAPHOS

Maria Emília Farias, médica urologista e cooperada Urocoop desde 2007, desmistificou a incontinência urinária, abordando os aspectos distintos da patologia, bem como as técnicas mais utilizadas e eficazes no tratamento dessa doença, que apesar de ser comum, ainda precisa ser muito discutida, tanto com o público alvo, como entre a própria classe médica.

De acordo com a urologista, um dos grandes obstáculos para se obter maior eficácia no tratamento da incontinência urinária, é o fato de muitas pacientes protelarem a procura médica por acreditarem que se trata de um problema comum às mulheres com o avançar da idade, e que não requer tratamento algum.

 

 

MARIAEMILIAFARIAS2_GRAPHOS

“Para o tratamento da incontinência urinária associada ao esforço, o padrão consiste em cirurgias minimamente invasivas. Porém, vários fatores são determinantes para um diagnóstico mais preciso e um tratamento tranquilo. Adiando a busca por ajuda especializada, as chances de um tratamento menos complicado também diminuem, uma vez que as pacientes podem adquirir outras comorbidades como diabetes, obesidade e hipertensão. Fatores que tornam o status performance do paciente prejudicado”, enfatizou a urologista.

Segundo a médica pernambucana, a incontinência urinária ainda é muito mistificada. “O que precisa mudar é o pensamento de que toda perda urinária tem a mesma causa e deve ser tratada da mesma forma. Existem vários tipos de incontinência urinária, os mais comuns são: aquela que é desencadeada pelo esforço, urgência e mista. Porém existem outras bem menos prevalentes”, explicou categoricamente.

“Cada tipo de incontinência requer uma forma especializada de tratamento, e cada tipo de paciente também, as variações dos quadros são muitas e tudo vai depender de uma boa conversa prévia entre médico e paciente, para juntos chegarem a uma solução que melhor se encaixe na ocasião. Tudo com muita confiança, bastante informação e cautela”, declarou Maria Emília, formada pela UFPE. A urologista cooperada Urocoop ainda conta que hoje, apesar de 90% dos seus pacientes serem do sexo feminino, muitas mulheres ainda não sabem que existe o campo da urologia feminina, e ainda mais, que existem urologistas mulheres atuantes no mercado de trabalho.

“A população precisa ser informada sobre este tema que é de extrema relevância, assim como precisamos também de mais médicos especialistas em tratar todo o assoalho pélvico, e não somente as doenças de forma separadas. Chegaremos ao melhor desenvolvimento e eficácia nos diagnósticos e tratamentos quando urologia, ginecologia e proctologia estiverem mais integradas e afinadas”, encerrou a urologista.

Fonte: Graphos Comunicação Integrada

25 mar by João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Natal recebe atletas de todo o Brasil para competição de Jiu-Jitsu

Maior competição esportiva indoor do Estado, o Nordeste Open de Jiu-Jitsu reúne neste sábado (29) e domingo (30) no Ginásio do SESI, em Natal, atletas de todo o Brasil. Já estão inscritos atletas do Rio de Janeiro, São Paulo e Pará, além de representantes de toda a região. São esperados cerca de dois mil atletas nos dois dias de torneio. A programação começa às 07h do sábado até às 19h e continua no domingo no mesmo horário. As inscrições estão sendo feitas até essa quarta-feira, dia 26, no telefone (84) 3081-0654.

Sexta-feira, dia 28, no Villa Park (avenida Ayrton Senna), a organização fará a pesagem das categorias pré-mirim, mirim e infantil (4 a 12 anos). Os atletas dessas categorias que não moram em Natal poderão pesar normalmente no dia da competição. A entrega dos kits dos atletas será feita também no dia 28, no Villa Park. Os atletas de outras cidades poderão retirar o seu kit no dia do evento. Mais informações: http://nordesteopenjj.com.br/.

Um marco na história do Jiu-Jitsu potiguar, o Nordeste Open (NEOJJ) já realizou duas edições em Natal/RN. A primeira, nos dias 27 e 28 abril de 2013, reuniu mais de mil atletas inscritos, 2.500 lutas realizadas, público de três mil pessoas e 54 academias envolvidas na competição. Na segunda edição, dias 02 e 03 de novembro de 2013, foram mais de 1.300 atletas, 58 academias e representantes de todos os estados do Nordeste, além de Manaus, Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro. Números que comprovam o sucesso e consolidam o evento.

A organização e diferenciais do torneio chamam a atenção, entre eles o alojamento com café da manhã oferecido aos atletas, premiação para academia campeã e com o maior número de atletas inscritos e internet wi-fi a disposição de todos. O evento segue todas as normas técnicas e de segurança, estabelecidas no Livro de Regras da Confederação Brasileira de Jiu-Jitsu (CBJJ). Os atletas contam com assistência médica em período integral com socorristas e um médico de plantão, além de uma ambulância equipada com desfibrilador e atendimento emergencial em rede privada à disposição.

As disputas acontecem simultaneamente em 06 áreas de combate com placar eletrônico e durante a programação, diversas atividades – além das lutas – são oferecidas para os atletas e público em geral. Uma praça de alimentação e área de exposição são montadas no Ginásio. A HC Sports, responsável pela organização do evento, definiu para 2014 a realização de três etapas da competição, nos meses de março, julho e novembro. Grandes nomes das artes marciais, entre eles Ronny Markes e Renan Barão, lutadores do UFC, já prestigiaram o evento. “O evento é muito bom e organizado. Que venham mais competições como essa para fortalecer ainda mais o Jiu-Jitsu potiguar”.
(Fonte: Mosaïque Comunicação)

Fale no ZAP