Tag: Reabilitação

11 out by João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Serviço de Reabilitação do Hospital Walfredo Gurgel completa 30 anos

Acordar, tomar banho e café da manhã, escovar os dentes, trocar de roupa e sair para trabalhar. Você já se imaginou impossibilitado de realizar algumas dessas atividades? Como seria seu dia a dia sem poder fazer coisas consideradas simples e rotineiras como, por exemplo, pentear o cabelo ou tomar um copo d’água? Assustador, não é? Pois fique sabendo que até o final da década de 80, no Rio Grande do Norte, as especialidades ligadas a área da reabilitação, não estavam disponíveis nos serviços públicos de saúde.

Este quadro, no entanto, começou a mudar no ano de 1988 com a chegada dos primeiros fisioterapeutas no Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel (HMWG). Na área da reabilitação, o curso de fisioterapia foi o primeiro a ser aberto na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), em 1978. Este ano, a Divisão de Reabilitação, composta por fisioterapeutas (21), terapeutas ocupacionais (2) e fonoaudiólogas (6), completa 30 anos de assistência, mostrando, cada vez mais, a importância e a necessidade destes serviços especializados na recuperação do bom estado de saúde e na devolução de uma melhor qualidade de vida para o paciente, durante e após a internação.

20 maio by João Ricardo Correia Tags:, , , ,

CRI alega “dificuldade para ligar” e deixa de distribuir cadeiras de rodas

EULALIACRI1_DIVULGACAO

A secretária de Estado da Saúde Pública, Eulália de Albuquerque Alves, visitou no final da manhã desta quinta-feira (19), as instalações do CEHR (Centro Especializado em Habilitação e Reabilitação), antigo CRI (Centro de Reabilitação Infantil), localizado na avenida Alexandrino de Alencar, em Natal. Ela cobrou agilidade nos processos para a reforma das instalações e quis saber o motivo de encontrar dezenas várias cadeiras de rodas no prédio, quando deveriam ter sido distribuídas.

A secretária elogiou as instalações, mas fez ressalvas quanto a manutenção do prédio e cobrou dos diretores do CEHR, Sarcinelli Avelino, diretor-geral, e Silvana Ramalho Fonseca, diretora administrativa-financeira, agilidade nos processos para a reforma das instalações.  .

Eulália também cobrou agilidade na distribuição de cadeiras de rodas aos pacientes que necessitam do equipamento. São cadeiras de rodas que se encontram no CEHR e que precisam ser distribuídas as pessoas que necessitam do equipamento. De acordo com a direção do Centro a grande dificuldade é ligar para as pessoas virem pegar. A secretária de Saúde sugeriu que fosse montado um call center para que o trabalho fosse facilitado.

Sobre a reforma do CRI, Eulália também pensa numa alternativa para dar andamento as obras. Fazer uma parceria com uma Maçonaria, assim como foi feito no Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró, onde foram doados 36 leitos ou tentar os recursos junto ao programa RN Sustentável.

Quanto ao sumidouro existente dentro do Centro, Dra Eulália ficou de entrar em contato com a promotora do Mio Ambiente, Gilka da Mata, para ver uma solução para o problema que está gerando focos do mosquito Aedes Aegypti.

Com informações da Assessoria de Comunicação da Sesap

 

Fale no ZAP