14 nov by João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Ivênio Hermes: pesquisador é vítima de “juízes” e “especialistas” na internet

Nos últimos dois, três dias, “especialistas” e “juízes” formados e deformados em redes sociais passaram a agredir e condenar Ivênio Hermes, graduado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade da Amazônia, com experiência na área de Ciência Política, atuando, principalmente, nos temas: segurança pública, problemas sociais, gestão pública, violência homicida e direitos humanos.

Pelo que entendi, os xingamentos seriam provocados pela relação de Ivênio com os direitos humanos. Ele está na equipe de transição da futura governadora Fátima Bezerra. Seu nome tem até sido citado como possível secretário da Segurança Pública e da Defesa Social do RN, a partir de janeiro próximo. Conversei pessoalmente apenas uma vez com Ivênio, depois mantivemos contado por meio da internet, ele atuando como pesquisador e eu como jornalista. É um cidadão educado, inteligente, trabalhador, atencioso. Lutar pelos direitos humanos não é crime! Defender criminosos, sim, é injustificável.

Não sei quais seriam as diretrizes do trabalho de Ivênio, caso ele viesse a ocupar a principal cadeira na Sesed, mas considero um absurdo a forma com que vem sendo destratado. O Brasil só vai melhorar quando esses radicalismos babacas acabarem, quando essas picuinhas deixarem de existir, quando o respeito entre os cidadãos e cidadãs prevalecer.

Será que Ivênio não daria certo no comando da Segurança? E tantos que já passaram por lá, estrelados, famosos, que não resolveram nada??? Num país onde se fala tanto em educação, cultura, inteligência, não caberia um estudioso nesse cargo, auxiliado por uma equipe multidisciplinar tão dedicada quanto?!

Acompanho a Segurança Pública do RN desde 1992, como repórter, indo atrás da notícia, fuçando, frequentando delegacias, quartéis, presídios, hospitais, necrotérios, ouvindo relatos, buscando provas, dando espaços para debates. Não sou, graças a Deus e ao meu trabalho, apenas mais um curioso.

Quem me conhece sabe o quanto não gosto de bandidos, o quanto defendo rígidas ações policiais, leis mais fortes. Ivênio não é a primeira e não será a última vítima dos “donos do mundo” que se escondem na rede mundial de computadores e passam a denegrir pessoas e instituições.

Ivênio desenvolve um trabalho sério de pesquisa sobre a violência, que serve de fonte de informações para milhares de pessoas. É reconhecido Brasil afora e tem muito com que colaborar para nosso sofrido Rio Grande do Norte, seja na gestão de quem for.

A hora é de trabalho, união, bom senso. As eleições já fazem parte do passado. Depois, teremos novas oportunidades de votar, de reeleger, de não eleger, enfim, de exercer a democracia, mesmo cheia de questionamentos e falhas, mesmo dando oportunidades a bandidos que se elegem e metem a mão no dinheiro público, mas essa é outra história.

João Ricardo Correia

23 out by João Ricardo Correia Tags:, , , , , ,

Nossa Senhora da Apresentação e Lagoa Nova são os bairros onde mais se roubam carros em Natal

A empresa Spywave, que atua vendendo rastreadores, publicou dados que apontam para os bairros de Natal com maior índice de roubo de carro, a partir de informações da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social.

9 out by João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

José Adécio prestigia assinatura de cooperação para ampliar videomonitoramento em Natal

O deputado José Adécio participou, nesta segunda-feira(9), da assinatura de cooperação entre a Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) e a Câmara de Dirigentes Lojistas de Natal (CDL Natal) para o desenvolvimento do projeto ‘Conectados com a Segurança’, que visa ampliar o videomonitoramento na capital potiguar.

Com a assinatura, o Centro integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) passa a ter acesso a câmeras de segurança particulares em vários pontos da cidade. A titular da Sesed, Sheila Freitas, destacou os benefícios que a segurança pública terá com o projeto. “Isso vai ajudar bastante as forças de segurança. Tanto no momento em que uma ocorrência estiver acontecendo, com a possibilidade de se deslocar viaturas para o local mais rapidamente, quanto para as investigações, já que as imagens ficarão armazenadas”.

Para José Adécio, a cooperação firmada é mais um passo em busca de melhorar a segurança em Natal. “Não podemos mais suportar tanta violência, tanta insegurança. Diariamente, falo sobre essas questões e tenho conversado muito com o governador Robinson sobre o que pode ser feito para oferecer aos potiguares melhores condições de viver em paz, com menos medo, com menos ações dos criminosos”, relata o parlamentar.

Empresas, condomínios ou qualquer pessoa jurídica que tenha interesse em aderir ao projeto pode entrar em contato com a CDL Natal no 4009-0000 ou pelo endereço de email segurança@cdlnatal.com.br.

 

Com informações da Assessoria de Imprensa da SESED

17 nov by João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Iraneide Rebouças cobra ação da Sesed e propõe parceria em Areia Branca

iraneire_reboucas_sesed

A prefeita eleita de Areia Branca, Iraneide Rebouças, esteve nesta quinta-feira (17) com o secretário da Segurança Pública e da Defesa Social, Caio Bezerra, expondo sua preocupação com o estado de insegurança instalado no Município, ao mesmo tempo que cobrou ações do Governo, através da Sesed..

Iraneide solicitou reforço ao contingente policial existente na cidade, mostrou a necessidade de Ponta do Mel ter seu Posto Policial em atividade e também sobre uma efetiva atuação das Polícias Civil e Militar.

Ela ressaltou o alto índice do uso de drogas e a desestruturação familiar que acontece. Ficou definido que, na próxima semana, o major Emiliano fará uma palestra sobre videomonitoramento, quando será elaborado um projeto para Areia Branca, que deverá se concretizar na próxima administração municipal.

15 jul by João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Claiton Pinho assume comando da Polícia Civil no RN

CLAITON_PINHO_DPC

O governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria, nomeou nesta sexta-feira (15), por meio do Diário Oficial do Estado (D.O.E), o delegado José Claiton Pinho de Souza (FOTO) para exercer o cargo de provimento em comissão de delegado geral da Polícia Civil, da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (SESED), em substituição ao delegado Stênio Pimentel que esteve no cargo por 18 meses.

Em sua trajetória profissional, o delegado Claiton Pinho já atuou à frente das 1ª e 2ª Delegacia de Polícia de Mossoró, delegacia de Apodi, delegacia de Areia Branca, Delegacia de Furtos e Roubos de Mossoró, Deprov em Natal, delegacias regionais de Mossoró e Macau, subcoordenadoria do ITEP e Dehom Mossoró. Ele também esteve na Força Nacional, foi diretor do Copi (Comando de Policiamento do Interior) e atualmente exercia a função de diretor de Polícia Civil do Interior.

12 jul by João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Secretário quer saber como está plano para implantar Ronda Cidadã em Mossoró

GENERAL_LUNDGREN_JOSEMARIO-ALVES-MH
Lundgren: “O Ronda Cidadã é a resposta que o Estado tem” (Foto: Josemário Alves/Mossoró Hoje)

Mossoró Hoje

O secretário de Segurança Pública e da Defesa Social do Estado (SESED), general Ronaldo Pierre Cavalcanti Lundgren, cumpre agenda em Mossoró ao longo desta terça-feira, 12, para conhecer de perto as condições de trabalho dos batalhões, delegacias e policiais que atuam na cidade.

“Vim para que eu pudesse falar com eles, para que pudessem me conhecer, e ouvir deles também como anda a situação da polícia militar aqui na cidade”, relatou o secretário à imprensa, na sede do 2º Batalhão de Polícia Militar.

23 abr by João Ricardo Correia Tags:, , , , , , ,

Robinson Faria tem mais uma difícil missão: substituir Kalina Leite

KALINALEITE2
Kalina Leite: resultados não agradaram o governador Robinson Faria

João Ricardo Correia

São muitos os comentários, virtuais ou presenciais, sobre quem substituirá a delegada de Polícia Civil Kalina Leite no comando da Secretaria da Segurança Pública e da Defesa Social do RN (Sesed). Os dois nomes mais citados são do general de Exército Jorge Ernesto Pinto Fraxe e do ex-secretário nacional da Segurança Pública, Ricardo Brisolla Balestreri.

O general Fraxe, já na reserva, é o diretor do Departamento de Estradas e Rodagens do RN e antes era o chefe do DNIT, em Brasília.

RICARDOBALESTRERI1
Ricardo Balestreri: especialista em segurança, palestra sobre cidadania e direitos humanos

Ricardo Balestreri é gaúcho, licenciado em História, com especialização em psicopedagogia clínica e em terapia familiar. Formatou o Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci). Nos últimos anos, o secretário conheceu experiências educativas e policiais na Holanda, nos Estados Unidos, Portugal, Noruega, Inglaterra, Suécia, Costa Rica, Peru e Colômbia. Ex-presidente da seção brasileira da Anistia Internacional, tem tem diversos livros sobre polícia e direitos humanos.

O nome do general Fraxe tem sido “trabalhado” nos bastidores e, segundos fontes deste jornalista, é “bem visto” pelo governador Robinson Faria, que estaria esperando um auxiliar na Sesed que cobrasse mais resultados que os obtidos até agora por Kalina Leite. Embora cordial, Fraxe é conhecido por ser “linha dura”, que gosta de transformar seus locais de trabalho, mesmo longe da doutrina militar, em ambientes repletos de regras e ordens. Será que semelhante ao general José Carlos Leite Filho, também da reserva, que comandou a Sesed nos anos 90 e mandou instalar até uma lâmpada vermelha acima da porta do seu gabinete? Quando a lâmpada estivesse acesa, nem ligação telefônica era para ser transferida.

GENERALFRAXE1
General Fraxe: comandou DNIT, está no DER e pode ser nomeaado para a Sesed

Balestreri é uma espécie de “queridinho” por muitos policiais civis e militares. Teórico, simpático, experiente, é palestrante de primeira linha e gosta muito de falar em cidadania e direitos humanos. Nas redes sociais, “texto-padrão” tem sido divulgado pelos seus simpatizantes, defendendo a sua nomeação.

Quem conhece minimamente as entranhas da Sesed, Polícia Militar e Polícia Civil, sem nem precisar incluir o Corpo de Bombeiros, sabe muito bem que general nenhum será bem aceito como secretário. Claro, na frente do sujeito, do governador, todos o aplaudirão, como também é natural que surgirão babões para o “empijamado”, mas o boicote é velado.

Coronéis da PM não se sentem à vontade recebendo ordens de general, muito menos de um general reservista. Existe uma espécie de “complexo”, porque a PM é uma “força-auxiliar” do Exército. Evidentemente, nenhum PM vai declarar isso oficialmente, mas nas conversas informais dizem isso, sem cerimônia.

Pela vontade dos coronéis PM, o secretário seria um deles. Em contrapartida, a Polícia Civil sempre defendeu que o comando da Sesed fosse entregue a um delegado da instituição. O governador Robinson Faria bem que tentou, com Kalina Leite, mas os resultados não o agradaram, tanto que procura um substituto para a delegada, uma das suas auxiliares de “primeira hora”.

Mas também tem uma situação: a Polícia Civil do RN sempre foi “rachada” entre as turmas da “Paraíba”, de “Pernambuco” e do próprio Rio Grande do Norte. Sim, caro leitor, existe isso há anos. Qualquer servidor antigo da instituição sabe do que estou falando. Delegados de estados diferentes também querem “puxar a sardinha para os seus lados”. É difícil…

Tem mais: PM e Polícia Civil não se batem. É fato. Os bastidores contam muito bem as diferenças.

E numa situação caótica como estamos, com a bandidagem vitimando centenas de potiguares e visitantes da nossa terra diariamente, será que Ricardo Balestreri teria condições de colocar todas as suas teorias na prática, num curto espaço de tempo? Ou ficaríamos, como estamos há tempos, vendo planejamentos, apresentações de programas que não dão resultados, palestras, blablablá, blablablá, fotinha no Instagram, no Facebook?

O general Fraxe teria competência para montar seu “Exército”, com policiais civis e militares, para garantir, de verdade, a segurança do povo do Rio Grande do Norte? Teria?

Mas, como o governador Robinson Faria disse, durante a campanha eleitoral em 2014, que passou 20 anos estudando para assumir o cargo e recentemente, cercado de auxiliares, visitou a Colômbia e deve ter visto como funciona a segurança daquele país, vamos ver se agora ele acerta.

Se não acertar, sem querer ser pessimista e vivenciando o quadro de insegurança em que estamos, é nos prepararmos para o pior.

Por mais que os policiais do RN, em sua absoluta maioria, trabalhem seriamente, prendam bandidos diariamente, apreendam armas, evitem crimes, está muito claro – sem ser apenas sensação – que os criminosos continuam na vantagem.

 

Fotos: Divulgação
Foto de Kalina: João Ricardo Correia

 

15 abr by João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Sesed prefere desconhecer a identificar autor de áudio relatando ação de criminosos

MULHERBALEADANOMIRASSOL1
Enviada pelo WhatsApp, fotografia mostra mulher com o braço ferido, dentro de um automóvel, na tarde de ontem, dia 14

Aplicativos tipo WhatsApp servem, também, para espalhar boatos, fofocas, agressões, como é utilizado para assuntos sérios, como pedidos de socorro e denúncias.

A Secretaria da Segurança Pública e da Defesa Social do Rio Grande do Norte divulgou hoje um comunicado (reproduzido abaixo, texto em itálico e negrito) desconhecendo a veracidade do relato feito por um homem – que rapidamente se espalhou pelas redes sociais da internet – informando que sua esposa teria testemunhado criminosos armados abordando vários motoristas, nas proximidades do Campus Central da UFRN, na zona Sul de Natal.

Ora essa, dona Sesed! Com tantos apetrechos tecnológicos, tantos serviços de inteligência, tantos profissionais tão bem preparados, não seria mais fácil identificar o autor do áudio? O que custa chamá-lo para  um depoimento ou, quem sabe, até pedir que sua esposa registre uma ocorrência? Se ele estiver espalhando o “caos”, que responda por isso na justiça! Desmerecer, desconhecer o lamento é mais cômodo?! Não preocupa tanto o excelentíssimo senhor governador Robinson Faria?! É assim?!

O fato é que nem precisamos de WhatsApp para ouvirmos lamentos, reclamações,  denúncias e choros das vítimas que surgem diariamente no Rio Grande do Norte, porque o tão falado “governador da segurança”, durante a campanha eleitoral, ainda não conseguiu cumprir uma das suas principais promessas. Evidentemente, não sejamos irresponsáveis ou hipócritas, achando que a desgraça deixada pelos outros governantes, inclusive Rosalba Ciarlini, de quem Robinson foi vice-governador, seria resolvida do dia pra noite. Mas querer fazer mais munganga e desmerecer palavras de um cidadão que, aparentemente, não estava fazendo nada a mais além de explanar seus sentimentos é demais.

E os áudios que surgem diariamente gravados por policiais e até detentos, que também se espalham nas redes sociais, não merecem crédito? E, da mesma forma, também não são investigados? Ontem mesmo, dia 14, pelo menos dois áudios de PMs circularam, agregadas a eles fotografias (veja uma delas na abertura do texto) de uma moça baleada no conjunto Mirassol, zona Sul de Natal, à tarde. Foi mentira também? Invenção? A moça era uma figurante?!

O problema é que os governantes desmerecem – e desconhecem – o povo. Passou a eleição, é se preparar para a próxima: vamos arranjar os apadrinhados, posar para redes sociais, tomar cafezinho, viajar, discursar, aparecer com a melancia no pescoço. E nada mais. Fazem, somente, o feijão com arroz. E só colocam o sal, se aparecer algum assessor gastronômico para lembrar.

Ah, sim! Aí está o tal texto enviado pela Sesed:

“A Secretaria de Segurança Pública e da Defesa Social do Rio Grande do Norte desconhece a veracidade do áudio publicado nas redes sociais na manhã desta sexta-feira (15) onde um cidadão narra que sua esposa, ao sair de casa para levar o filho na faculdade, teria seu veículo, juntamente com outros, interceptado por criminosos armados, nas proximidades da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), na zona Sul de Natal.

No áudio, um homem que não se identifica, revela que criminosos abordaram e roubaram vários condutores de veículos, numa série de assaltos.
 
Quanto a este caso, a Sesed informa que não há nenhum registro no Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp), nem na Delegacia de Polícia Civil da área, e por este motivo não confirma a veracidade deste áudio. Por meio da assessoria de comunicação da Sesed, várias pessoas que compartilharam o respectivo áudio nas redes sociais foram contactadas, mas nenhuma delas soube afirmar de quem seria autoria do áudio.
 
Por outro lado, a Secretaria confirma que, nesta manhã, ocorreu um roubo a um veículo modelo Sentra, de cor branca, naquela proximidade, e que na ocasião dois suspeitos foram rapidamente detidos e a arma utilizada no crime apreendida. O carro também já se encontra com o proprietário.
 
A Sesed ressalta que a divulgação de notícias sem as devidas confirmações podem contribuir de forma negativa para gerar caos dentro da cidade e fomentar ainda mais o medo na população.
 
A Secretaria de Segurança ratifica o compromisso com o cidadão no sentido de garantir a ordem e a paz social e pede que a população continue colaborando com informações utilizando os canais oficiais do Disque Denúncia da Secretaria, por meio do telefone 181 e pelo WhatsApp (98149-9906)”.

22 jan by João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Kalina Leite destaca atuação das polícias e agradece trabalho do coronel Ângelo

KALINALEITE2

Após o Governo do Estado anunciar a mudança no Comando Geral da Polícia Militar do RN, nesta quinta-feira (21), durante reunião com a Cúpula da Segurança Pública, no Centro Administrativo, em Natal, a secretária estadual da Segurança Pública e da Defesa Social, Kalina Leite, fez questão de destacar o empenho das Polícias Militar e Civil e seus gestores no primeiro ano da atual gestão. Para Kalina Leite, a palavra que simboliza o trabalho realizado pela equipe em 2015 é superação.

“O primeiro ano da gestão foi de muito desafio e principalmente de superação. O Governo recebeu a Segurança Pública com os piores indicadores do Brasil em termos de violência e com déficit no efetivo que foram motivados pela falta de investimentos reais na Segurança Pública ao longo de décadas. Mesmo assim, as Polícias conseguiram reduções em importantes indicadores criminais. Batemos recorde de produtividade com o maior número de prisões e o maior número de apreensões de drogas e de armas. Quanto aos crimes relacionados à vida, obtivemos o melhor resultado desde 2004, com o menor número de vítimas e retiramos o RN do ranking dos estados mais violentos do país, graças as Polícias do Rio Grande do Norte.”, falou Kalina Leite.

Quanto ao aumento da sensação de insegurança registrada nos últimos dois meses pela população, Kalina Leite defendeu a atuação das instituições e citou as principais dificuldades enfrentadas pela gestão, principalmente no que diz respeito ao defasado Código Penal Brasileiro e a crise do Sistema Penitenciário.

“As instituições não tem nenhuma culpa pela crescente da violência. Nem as Polícias, nem os policiais. Muito pelo contrário! Mesmo diante das deficiências estruturais e do baixo efetivo, os órgãos de segurança demonstraram uma eficiência suprema, a fim de garantir resultados positivos em relação ao combate à criminalidade”, disse a secretária da Sesed.

Sobre as mudanças anunciadas na Polícia Militar, pelo Governo do Estado, na manhã desta sexta-feira (22), Kalina Leite aproveitou para enaltecer o trabalho desenvolvido pelo Coronel Ângelo Dantas, que deixa o cargo de comandante e desejar bons resultados aos novos indicados.

“Quero externar em público o importante trabalho desenvolvido pelo Coronel Ângelo Dantas, profissional dedicado, íntegro, humano e equilibrado. Sua gestão ficará marcada pela ética e senso de justiça com que sempre pautou suas decisões”, finalizou a secretária da Sesed.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa da Sesed
Foto: João Ricardo Correia

1 jan by João Ricardo Correia Tags:, , , , , , ,

RN fecha 2015 com uma média de 4,5 assassinatos por dia

HOMICIDIO

A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), por meio da Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análises Criminais (Coine), divulgou nesta quinta-feira (31) o relatório estatístico acerca dos crimes violentos letais intencionais (CVLIs) no Rio Grande do Norte. A média é de 4,5 homicídios por dia. Ainda assim, o relatório apontou uma redução de 115 assassinatos quando comparado com 2014, o que representa uma redução de 6,5%.

Em 2015 foram registrados 1.653 crimes violentos, enquanto que, no ano passado, foram 1.768 casos. De acordo com o Governo do Estado, o RN supera a meta pactuada com  Ministério da Justiça, que prevê uma redução de 5% de CVLIs ao ano, nos estados da federação, até 2018, e consegue um feito inédito, desde 2004, quando a violência só crescia.

“Em 2015, conseguimos retirar o RN do ranking das cidades mais violentas do Nordeste. Em anos anteriores chegamos a ocupar a 5ª colocação. Os dados atuais demonstram que a gestão está no caminho certo e esse desempenho dedico aos bravos profissionais da Segurança Pública que, apesar de alguns desafios ainda existentes, se mantém dedicamos e comprometidos com à sociedade!”, disse a secretária da Sesed, Kalina Leite.

 

Com informações da Assessoria de Imprensa da Sesed

3 mar by João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

O “Exército de Engomadinhos” delira, toma cafezinho e quer se ver na TV

ROBINSON3
Robinson Faria: pouco mais de dois meses como governador e muitos desafios pela frente

 

O governador Robinson Faria tem demonstrado, desde quando ainda era candidato, vontade para minimizar a insegurança no Rio Grande do Norte. Não é fácil, sabemos. Mas fica muito mais difícil quando o “Exército de Engomadinhos” entra em ação. Eles estão por toda parte, sempre arrumadinhos, sorridentes, cabelinhos no lugar e adoram participar de “apresentações”. É um tal de apresentar isso, aquilo, acolá, comparações, blablablá; pura encheção de linguiça, nada mais.

Confio em minhas fontes. Algumas têm mais de vinte anos de “parceria” com meu trabalho. Confio porque não foram cultivadas em mesa de bar, pagando almoço, nem dividindo “momentos sociais”. E algumas dessas fontes, em plena atividade, tanto na Polícia Civil, quanto na Polícia Militar, falam da insatisfação dessas categorias, principalmente daqueles que têm “sangue de polícia” e que, portanto, não integram as fileiras dos que vivem dando polimento nos dentes, porque sabem que a qualquer momento estarão diante da Sua Excelência o governador, “correndo o sério risco” até de aparecer na televisão!!!! Que coisa, não?!

Pois é! Longe dos holofotes, existem centenas de homens e mulheres trabalhando diuturnamente, como fazem há anos, em prol da sociedade. Exigem respeito – que passa necessariamente por uma remuneração decente – e condições de trabalho. Nada mais. Não se importam com reuniões regadas a cafezinho e água gelada. Não querem sair na foto. São competentes por natureza, por aptidão, capacidade. Não querem ocupar nenhum cargo eletivo. São técnicos, profissionais.

Robinson Faria tem ao seu lado, no comando da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), a delegada de Polícia Civil Kalina Leite, uma mulher competente, estratégica, destemida, vista nos bastidores da atual gestão como uma das principais peças da engrenagem corroída pelo tempo e que, agora, insiste em funcionar de maneira adequada. Kalina é sincera. O governador sabe disso. E não pode esquecer. Talvez pela capacidade de articulação da chefe da Sesed, ainda não tenha aparecido na sociedade algum movimento mais intenso partindo daqueles que não estão gostando do tratamento que recebem. Mas a paciência da secretária, garantem algumas das minhas fontes, tem limite e esse limite não se alimenta de papo-furado, nem de promessas pós-campanha.

De forma rápida: o governador Robinson Faria precisa colocar o exército de verdadeiros policiais nas ruas, com profissionais estimulados. Viatura e equipamento bonitinho herdado da Copa do Mundo não farão nada sozinhos. Podem até servir de cenário para o teatro dos “engomadinhos”. E só.

Os dados oficiais estão aí, muito bem apresentados. E as vítimas das violência também estão aí, aterrorizadas, desesperadas, pois terminam virando números das estatísticas, nada mais. E serão lembradas, abraçadas, visitadas, atendidas somente na próxima campanha eleitoral.

Corra, governador Robinson! O povo depositou uma grande confiança no senhor! O tempo passa rápido! Daqui a pouco, o senhor estará novamente nos palanques. Ou não. Lembra de Rosalba? Aquela de quem o senhor foi vice? Pois é…

19 fev by João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Governo atrasa pagamento de R$ 243,8 mil em diárias operacionais

DINHEIROSEM

A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) detectou na tarde desta quinta-feira (19) falhas no enviou de informações feita pela Coordenadoria de Finanças da Policia Militar à Secretaria do Estado de Planejamento e Finanças (Seplan), que ocasionaram o atraso no pagamento de uma pequena parte das diárias operacionais referente a Operação Verão e ao trabalho extra realizado no mês de janeiro de 2015. Diante disso, a secretária Kalina Leite cobrou celeridade na solução do problema e garantiu o pagamento das diárias operacionais o mais rápido possível.

O comandante da Policia Militar do Rio Grande do Norte, coronel Ângelo Dantas, confirmou que houve um erro ao apresentar as diárias operacionais à Secretaria de Segurança Pública referente ao mês de janeiro, por não incluir os valores referentes à Operação Verão, na ordem de R$ 243,8 mil. O problema foi identificado apenas na Policia Militar, pois os valores das diárias em relação aos demais órgãos da Sesed já haviam sido incluídos e pagos nas diárias operacionais do mês de janeiro.

Quanto ao pagamento das diárias operacionais para os policiais militares que durante o Carnaval 2015 permaneceram trabalhando em suas respectivas cidades, a PMRN comunica que as planilhas, contendo os dados dos policiais que compareceram ao serviço, estão sendo cadastradas no Sistema Integrado de Administração Financeira do Estado (SIAF) para que seja, posteriormente, enviado a Secretaria de Estado de Planejamento e Finanças (Seplan) onde será efetivado a autorização das solicitações de repasses.

O coronel Ângelo Dantas explica que já havia acordado com o Comando de Policiamento do Interior (CPI) de que o repasse destes policiais seria feito após o carnaval, quando as planilhas fossem consolidadas. Ele disse que já recebeu a maioria das planilhas do interior do estado e garantiu que até o final da próxima semana o pagamento será efetuado. “Estamos fazendo uma força tarefa para efetuar este pagamento o quanto antes”, afirma o comandante da PMRN. Ao todo, a PMRN deve efetuar o pagamento de cerca de R$ 204 mil referente as diárias operacionais dos policiais do interior do estado.

A Polícia Militar comunica também que foram registrados dados incorretos relativos à conta bancária de alguns policiais e que isso inviabilizou que parte do dinheiro fosse creditado na conta referente às diárias operacionais do mês de janeiro. No entanto, a PM informa que esses casos pontuais já estão sendo sanados pela instituição. Dos R$ 395,4 mil liberados pelo Governo do Estado para o mês de janeiro, faltam ser pagos R$ 89,1 mil, o que corresponde a 22% do valor total.

O Comando da Policia Militar pede aos policiais que qualquer dúvida ou esclarecimento quanto ao pagamento de diárias operacionais sejam comunicadas imediatamente à Coordenadoria de Finanças do órgão, por meio do telefone 3232-6378, das 8 às 13h, de segunda à sexta-feira, a fim de que sejam corrigidas possíveis falhas que tenham ocorrido.

A Sesed esclarece que desde o dia 10 de fevereiro o Governo do Estado autorizou o repasse de mais de R$ 1,1 milhão para o pagamento das diárias operacionais dos agentes de segurança pública (policiais militares, policiais civis e bombeiros militares) que trabalharam no mês de janeiro, bem como para aqueles profissionais que tiveram que se deslocar para reforçar a Operação Carnaval Mais Seguro em outros municípios.

Em relação às diárias do mês de janeiro, foram repassados R$ 395,4 mil para a Polícia Militar, R$ 95,9 mil para a Polícia Civil e R$ 60,3 mil para o Corpo de Bombeiros Militar. Para o Carnaval, foi feito o pagamento de R$ 595,4 mil para a Polícia Militar, R$ 78 mil para o Corpo de Bombeiros e R$ 86,9 mil para a Polícia Civil.

 

 

 

Fonte: Assecom RN

4 fev by João Ricardo Correia Tags:, , ,

Assessor da Sesed é exonerado e informações chegam sem assinatura

 

GERALDOMIRANDA

O jornalista Geraldo Gabi de Miranda Júnior (FOTO)  foi exonerado da chefia da assessoria de imprensa da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social  do RN (Sesed), embora seu nome ainda conste no portal do Governo do Estado, como assessor. Para seu lugar, aparentemente, ainda não foi nomeado ninguém, pois os releases enviados pelo órgão trazem apenas o número de um celular, sem o nome do responsável pelo texto.

A quem caberá levar aos colegas da imprensa as notícias de interesse da Sesed???

30 jan by João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Liberação de recursos federais alimenta esperança para reaparelhar a Segurança Pública

KALINALEITE2
Kalina Leite aceitou a missão de comandar uma das pastas mais complicadas do governo Robinson Faria (Foto: João Ricardo Correia)

A secretária de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social, Kalina Leite Gonçalves, está cheia de boas intenções. Mas antes que digam que “no inferno está cheio de gente assim”, ela sabe muito bem o que espera fazer para não permanecer apenas bem intencionada e tentar ajudar a sociedade do Rio Grande do Norte a sentir-se, pelo menos, com maior sensação de segurança.

Delegada de carreira, a policial civil Kalina Leite integrou a comissão de transição para preparar a chegada do governador Robinson Faria. É uma profissional respeitada, circula bem entre seus colegas, entre policiais militares, no meio judiciário e político. É uma das aliadas de primeira hora do sucessor de Rosalba Ciarlini.

Experiente, Kalina tem noção do tamanho do “abacaxi” que já começou a descascar. Em recente audiência com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, acompanhada de Robinson, ouviu do auxiliar da presidenta Dilma Rousseff que está tudo encaminhado para a liberação de recursos, na ordem de R$ 50 milhões, oriundos de convênios que ficaram engavetados nos últimos tempos e motivaram diversas entrevistas do então secretário Aldair da Rocha, exonerado no começo de 2014, sendo substituído pelo general Eliéser Girão, que só não teve uma passagem totalmente apagada, porque teve um dinheirinho durante o ano, por causa da Copa do Mundo.

KALINALEITE3Caso o dinheiro seja liberado, o governo do RN terá como investir no aparelhamento da Segurança. Se não for, diante do rombo deixado pela “Rosa” e alguns dos seus espinhosos secretários, não é preciso ser nenhum gênio para saber que é melhor se preparar para o pior.

A bandidagem está aí, ditando regras. Por mais que as polícias prendam, apesar de todas as dificuldades, o sistema carcerário é deprimente e as leis, elaboradas pelos deputados federais e senadores, quando são cumpridas, se revelem recheadas de “brechas” que facilitam a vida dos criminosos. O bandido volta pra ruas, comete crimes, a polícia prende, a justiça solta e o círculo vicioso e vergonhoso persiste.

Sobre a tão falada convocação dos 824 candidatos aprovados para concurso de soldado da Polícia Militar, a secretária foi enfática, na entrevista que concedeu a este colunista, há dez dias: “Os 824 PMs será bem-vindos, mas só serão nomeados se for uma determinação judicial, porque o Estado não tem como assumir esse compromisso, que ultrapassará o limite prudencial estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal”.

Diante o quadro de assassinatos, que aumenta a cada semana, a secretária Kalina Leite considera “preocupante” e analisa que esse tipo de ocorrência seria uma espécie de bola da vez, pois em outras épocas, explica, ocorriam mais roubos de carros, arrombamentos, entre outros. “Os homicídios, muitos deles, têm características de execução, acerto de contas, e estamos identificando as manchas criminais, para atuarmos mais intensamente”, explica. Kalina prefere não acreditar na atuação de grupos de extermínios, mas tem informes a respeito deles. “Investigaremos tudo que soubermos, por isso estou trabalhando, desde o começo, incessantemente, para a criação da Divisão de Homicídios, que trabalhará com maior eficiência, ficando especificamente para os casos de assassinatos”, disse.

A secretária ainda não concluiu a formação da sua equipe de trabalho e acha um exagero precisar andar acompanhada de seguranças. Determinada, resume: “Nunca precisei disso e acho estranho. Ainda não me acostumei”.

E o quê motivou Kalina Leite a assumir o comando da Sesed? “O governador Robinson Faria disse que a segurança será prioridade”, justificou.

 

Fale no ZAP