19 out by João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Servidores públicos do RN param dia 21 contra atraso nos salários

paralisacao_sinsp1

Os trabalhadores do serviço público da administração direta do RN decidiram, por unanimidade, aderir à paralisação do próximo dia 21, sexta-feira  O movimento foi convocado pelo Fórum Estadual de Servidores Estaduais, diante do atraso frequente no pagamento dos salários dos servidores.

A concentração será na Praça Cívica, a partir das 9 horas,  onde acontecerá uma grande assembleia e uma caminhada pelas ruas do Centro.

Fonte: SINSP/RN

28 mar by João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Ação do Governo deixa mais de 100 mil famílias sem empréstimos e financiamentos

REAL1

Os servidores estaduais que tentaram solicitar empréstimos consignados e financiar imóveis desde a última quinta-feira (26) foram surpreendidos com a informação de que não poderiam realizar quaisquer operações financeiras com desconto em folha. O motivo foi o cancelamento do contrato do Governo do Estado com a empresa responsável por administrar a margem consignada do funcionalismo público sem que outra empresa fosse contratada.

O cancelamento do contrato está atingindo diretamente as famílias de mais de 63 mil servidores ativos e 40 mil inativos em todo o Estado. A presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público da Administração Direta (Sinsp), Janeayre Souto, disse que sindicato já recebeu várias denúncias nos últimos dias.

“Fomos pegos de surpresa. Dezenas de servidores têm nos procurado diariamente. Não entendemos porque o Governo cancelou o contrato que não têm custo algum para o Estado sem antes contratar outra empresa. Qual o real interesse do Governo em fazer isso? Prejudicar o servidor de forma autoritária? Existem outros interesses por trás? Porque não comunicou os servidores? Porque escondeu essa informação da população? Onde está a transparência? A única coisa que a gente sabe é que mais de 103 mil famílias potiguares podem ser prejudicadas com essa medida unilateral”, lamentou.

A presidente do sindicato disse que procurou a antiga empresa responsável pelo serviço e representantes das instituições bancárias para ter mais detalhes do cancelamento, mas que ninguém soube explicar o porquê do cancelamento sem outra prestadora do serviço. O Sinsp já protocolou um ofício solicitando uma audiência com o Governo desde a semana passada para tratar de outros assuntos, mas, como até agora não houve resposta, espera incluir esse na pauta.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa do Sinsp

Fale no ZAP