6 nov by João Ricardo Correia Tags:, , , , , ,

MPF cobra rigor sobre controle de ponto de professores da UFRN


O Ministério Público Federal (MPF) recomendou à direção do Centro de Ensino Superior do Seridó (Ceres) – formado pelos campi da UFRN em Caicó e Currais Novos – a criação ou o reforço de instrumentos que permitam um controle mais efetivo da assiduidade e pontualidade dos professores. De acordo com denúncias feitas à Procuradoria da República em Caicó, há casos de faltas injustificadas e reiteradas que podem estar gerando prejuízos aos alunos e à própria instituição de ensino.

A recomendação requer ainda o desenvolvimento de canais de comunicação, preferencialmente em meio eletrônico, através dos quais os alunos possam formular denúncias a serem apuradas no âmbito administrativo – resguardando o sigilo dos denunciantes quando solicitado e dando ampla publicidade a esses canais e à própria recomendação.

Um procedimento que tramita no MPF vem apurando possíveis casos de ausência injustificada de professores, com uma suposta conivência de gestores dos departamentos acadêmicos. As condutas, se confirmadas, podem ser consideradas casos de improbidade administrativa, como enriquecimento ilícito e dano ao erário. Após receber a recomendação, a direção do Ceres terá um prazo de 10 dias para informar o MPF a respeito das medidas adotadas.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Procuradoria da República no RN

27 ago by João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Congresso científico debaterá perspectivas do semiárido brasileiro

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) é uma das instituições de ensino que apoiam o 1º Congresso Nacional da Diversidade do Semiárido (Conadis), realizado pelo Centro Multidisciplinar de Estudos e Pesquisas (Cemep). O evento acontecerá de 12 a 15 de dezembro, no Praiamar Hotel, em Natal, e vai abordar o tema Semiárido brasileiro: diversidade, tendências, tensões e perspectivas.

O Congresso busca relembrar momentos históricos, políticos, econômicos, sociais e ambientais vivenciados no semiárido, trazendo a trajetória das obras contra as secas, da convivência, das tensões existentes e das possibilidades apontadas pela ciência, provocando expectativas na comunidade acadêmica e nos setores da sociedade sobre o semiárido brasileiro.

Podem participar professores, profissionais e estudantes de ensino técnico, graduação e pós-graduação. As inscrições estão abertas até o dia 29 de novembro. Interessados em apresentar resumo de trabalhos têm até o dia 29 de outubro para realizar as submissões. Mais informações pelo www.conadis.com.br.

Fonte: Agência de Comunicação da UFRN
Foto: Eduardo Maia

31 jul by João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Energia eólica e os desafios socioambientais em debate pelo CERNE

O Centro de Estratégias em Recursos Naturais e Energia (CERNE) promove nesta quinta-feira (2), a terceira rodada do Ciclo de Debates promovido pelo Conselho Técnico Científico da entidade (CTC-CERNE). O tema desta edição será Responsabilidade sócio ambiental das empresas do setor de energias renováveis. O evento acontece na Sala 4 da Escola de Ciência e Tecnologia da UFRN.

O assunto em destaque desta edição vai apresentar as iniciativas realizadas pelas empresas que atuam na área de energia eólica no Rio Grande do Norte, bem como os desafios e oportunidades para implantação de projetos sócio ambientais nas comunidades localizadas áreas onde estão instalados os parques eólicos no Estado.

Na região de Serra do Mel, a Voltalia implantou o Projeto Água e Renda, que permite o acesso a água potável para as comunidades locais. Isso ocorre graças a um processo de dessalinização da água salobra existente na região. A empresa, responsável pelo Complexo Eólico Vamcruz e também pelos demais empreendimentos em operação na região.

“Precisamos olhar não apenas a questão energética, mas também o aspecto social e ambiental. Por isso, os trabalhos desenvolvidos junto a essas comunidades são fundamentais para nós”, afirma o country manager da companhia no Brasil, Robert Klein.

No Ciclo de Debates, a empresa vai apresentar o cenário de implantação de projetos sócio ambientais nas áreas onde os parques estão instalados.

A programação está no site www.cerne.org.br e as inscrições são gratuitas. Outras informações pelo telefone (84) 2010-0340.

Fonte: Assessoria de Imprensa do CERNE

20 set by João Ricardo Correia Tags:, ,

Vídeo mostra dupla fazendo “arrastão” no Campus Central da UFRN

 

Dois vagabundos fizeram um “arrastão”, por volta das 7 horas desta quarta-feira(20), em uma das paradas de ônibus do Campus central da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Levaram o que quiseram e fugiram em uma motocicleta.

No Rio Grande do Norte, as vítimas se multiplicam e o governo do Estado não tem demonstrado nenhuma competência para, pelo menos, minimizar a atuação dos marginais. Somam-se a isso as deficiências enfrentadas pelos policiais e as tais audiências de custódia, que devolvem às ruas diariamente bandidos que cometeram crimes.

20 set by João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Empresários planejam protesto contra “quebradeira” de terceirizadas da UFRN

No rastro dos questionamentos que estão sendo feitos pelo empresário Flávio Rocha, a respeito da atuação da atuação do Ministério Público do Trabalho no Rio Grande do Norte, empresários de empresas terceirizadas já estudam uma forma de protestar contra o que consideram, pelo menos, estranho, que é o fato da “quebradeira” pela qual passam as empresas que prestam serviços à Universidade Federal do RN.

Segundo fontes deste informativo, prestar serviço à UFRN é missão “quase impossível”. Alguns empresários sugerem que seja feita uma investigação sobre os atrasos nos pagamentos, possíveis descumprimentos de contratos e por aí vai.

17 jul by João Ricardo Correia Tags:, , , , , ,

UFRN, UERN e ITEP firmam parceria para doação de cadáveres não reconhecidos

Foto: Rafael Barbosa (G1/RN)

O Departamento de Morfologia (DMOR) do Centro de Biociências (CB) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e o Instituto Técnico e Científico de Perícia (ITEP-RN) firmam parceria para doação de cadáveres não reclamados oriundos de mortes não criminosas ou violentas.  A portaria de número 080/2017 do ITEP-RN dispõe de um protocolo referente a essas doações via Instituto às instituições de Ensino.

De acordo com a portaria, o fato decorre da necessidade da utilização de cadáveres nos cursos vinculados a área da saúde, especificamente nas Escolas de Medicina das Instituições de Ensino Superior, com fins de estudo ou pesquisa científica. Atualmente, apenas a UFRN e a UERN encontram-se em acordo com a Lei federal 8.501/92, a qual deixa claro que os corpos com esse perfil devem ser destinado apenas às escola de medicina.

13 jul by João Ricardo Correia Tags:, , , , , ,

Prefeitura de Extremoz fará audiência para planejar ações de saneamento básico

A Prefeitura de Extremoz, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (SEMUR) realizará nesta quinta-feira (13) uma Audiência de Planejamento das Ações de Saneamento Básico do Município. O evento será realizado na Universidade Aberta do Brasil (UAB) – Pólo Darcy Ribeiro, a partir das 9h.

A Prefeitura está elaborando o Plano Municipal de Saneamento junto à Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e convoca a população para participar das discussões e responder um questionário que fundamentará as ações do plano.

“Queremos convidar toda a sociedade, conselhos, associações para participarem dessa audiência, discutirmos essa estratégia e já montarmos um cronograma de aplicação do questionário nas comunidades. Com base nessa coleta de dados, através da aplicação desse questionário, poderemos alcançar toda a comunidade de forma rápida para este trabalho que beneficiará toda a população”, disse a secretária de Meio Ambiente de Extremoz, Kaline Neves (FOTO).

Fonte: Assessoria de Imprensa de Extremoz
Foto: Canindé Santos

21 out by João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

CredSuper comemora 15 anos com palestra sobre cooperativismo de crédito

Myrian Lund fará palestra no auditório da Reitoria da UFRN

A Cooperativa de Crédito dos Servidores e Professores da UFRN, IFRN e UFERSA (CredSuper) está completando 15 anos neste mês de outubro. Para comemorar, traz a Natal um dos maiores nomes do mercado financeiro e especialista em cooperativismo e planejamento financeiro, Myrian Lund.

Professora da Fundação Getúlio Vargas, Myrian irá ministrar a palestra “Cooperativismo de Crédito: Por que é o menos afetado pela crise?”. O evento acontece no próximo dia 31, a partir das 19h, no auditório da Reitoria da UFRN. Será aberto para todos os cooperados, assim como o convite se estende a toda comunidade que pode se inscrever através do 4009 3221 ou pelo credsuper@credsuper.com.br.

A Credsuper começou suas atividades em 2001 com 57 cooperados e capital de R$ 35 mil reais. Hoje, a cooperativa com mais de R$ 100 milhões de ativos e 5.262 cooperados.

Com informações da Oficina da Notícia

15 set by João Ricardo Correia Tags:, , , , , ,

UFRN tem 180 dias para apresentar cronograma de obras que tornem Campus de Caicó acessível

acessibilidade2

A 9ª Vara da Justiça Federal, atendendo à ação civil pública do Ministério Público Federal (MPF) em Caicó (RN), determinou que a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) elabore, em 120 dias, projetos para que o Campus de Caicó esteja em conformidade com as normas de acessibilidade. Além disso, em 180 dias deve ser apresentado o cronograma de execução das obras necessárias à implementação das adaptações do campus e do Museu do Seridó. Caso não cumpra o cronograma, a sentença prevê a aplicação multas.

Uma investigação do MPF em Caicó contatou que as instalações do Centro de Ensino do Seridó (Ceres) não observam a legislação a respeito da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com a mobilidade reduzida. Um laudo pericial elaborado por engenheiros da Procuradoria-Geral da República (PGR) apontou a necessidade de adequação de todos os edifícios às exigências da legislação. O corpo técnico apontou a existência de 33 inconformidades na estrutura física do campus. Houve relato de estudante cadeirante indicando péssimas condições de acessibilidade.

14 maio by Marcelo Hollanda Tags:, , , ,

Mas, afinal, o que o Joaquim Levy tem a ver com a UFRN?

.

Em Londres, o Ministro Levy, o “neoliberal” contratado pelo governo  para por ordem na lambança dos últimos anos, afirma que o Brasil não pode continuar oferecendo reajustes de salário sem a contrapartida da produtividade. Não disse nenhuma novidade.

Por definição, produtividade é a capacidade de produzir, de gerar um produto, fruto do trabalho, associado à técnica e ao capital empregado. Quem paga quer ver resultado; quem trabalha quer ver salário compatível ao esforço.

Sabidamente, o operário brasileiro tem os piores desempenhos globais quando o assunto é produtividade. Trata-se de uma falha de base. A educação brasileira, ao lado de outros indicadores como saúde e segurança pública, segue ladeira abaixo.

Enquanto isso, na UFRN,  professores com dedicação exclusiva são investigados por usar seu tempo na instituição para  ganhar dinheiro com  bicos fora. Neste caso, a produtividade deles não fica para a Universidade, mas serve de base para que ganhem mais dinheiro no mercado.

Olhando sob este ponto de vista, os professores com dedicação exclusiva teriam tudo para ser altamente produtivos, mas não são.

Essa distorção pode ser explicada. O Estado brasileiro está impregnado de interesses corporativos estimulados pelo próprio tamanho de uma máquina que, muito graças ao sindicalismo que se apoderou de sua estrutura, estabeleceu dois mundos: o mundo dele e o mundo dos outros, o resto da sociedade.

Sabidamente, o trabalhador brasileiro tem os piores desempenhos globais quando o assunto é produtividade. Mas o estado brasileiro – salvo as exceções – também é tremendamente improdutivo, quando seus servidores ganham mal ou quando ganham bem.

Há um desorganização de papeis e um excesso de zelo quando o assunto são interesses individuais. Acontece menos na iniciativa privada, que vive de seus clientes, e mais com a iniciativa privada que vive do dinheiro do público.

Agora que o governo está encrencado com as contas que não fecham, as verdades começam a subir à tona. Mas, como sempre, ninguém tem nada a ver com isso.

 

21 mar by João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

MPF abre inscrições para estágio em Informática e Engenharia Civil em Natal

MPF

O Ministério Público Federal (MPF) abrirá inscrições gratuitas para seleção de estagiários de nível superior, nas áreas de Informática e Engenharia Civil, a partir desta segunda-feira, dia 23. O prazo se estende até 27 de março. As vagas são para formação de cadastro de reserva exclusivamente para a sede da Procuradoria da República no RN, em Natal.

Os interessados devem preencher um formulário de requerimento online, disponível no endereço eletrônico www.prrn.mpf.gov.br/concursos/estagiarios/2015 , e se apresentar na sede da PR/RN (avenida Deodoro da Fonseca, 743), das 13h às 17h, levando cópia e original da carteira de identidade e CPF (não será aceita carteira de estudante); declaração informando que está regularmente matriculado e histórico escolar (detalhado e atualizado), em que conste o total da carga horária/créditos exigidos para a conclusão do curso e o total já cursado.

Os pré-requisitos são: estar matriculado em uma das instituições conveniadas com a PR/RN (lista abaixo); ter concluído pelo menos 40% da carga horária ou dos créditos necessários para a conclusão do curso; e não concluir no segundo semestre de 2015. Para o candidato que se declarar portador de deficiência, é preciso apresentar laudo médico. Quem optar por concorrer pelo sistema de cotas para minorias étnico-raciais, deve trazer declaração específica (anexo ao edital).

A seleção será composta de provas objetivas, que serão realizadas na provável data de 19 de abril de 2015, das 9h às 13h, com fechamento dos portões às 8h45. A jornada semanal de estágio é de 20 horas e dá direito a uma bolsa mensal no valor de R$ 800, mais auxílio-transporte de R$ 7 por dia estagiado. A aprovação não gera o direito à contratação, que poderá ser ou não realizada, a critério da Procuradoria da República no Rio Grande do Norte.

Instituições de ensino conveniadas com a PR/RN:

Centro Universitário do Rio Grande do Norte – Uni-RN;
Centro Universitário Facex – UniFacex;
Faculdade Estácio de Natal – FAL;
Faculdade Evolução do Alto Oeste Potiguar – Facep;
Faculdade Mater Christi – FMC;
Faculdade Maurício de Nassau de Natal – FMN;
Faculdade Natalense de Ensino e Cultura – Fanec;
Instituto de Ensino Superior do Rio Grande do Norte – IES-RN;
Instituto Federal de Educação Tecnológica do Rio Grande do Norte – IFRN
Universidade do Estado do Rio Grande do Norte – UERN;
Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN;
Universalidade Federal Rural do Semi-Árido – UFERSA;
Universidade Potiguar – UnP.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Procuradoria da República no RN

13 mar by João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

MPF pede condenação de professora da UFRN por estelionato e improbidade

JUSTICA3
O Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte (MPF/RN) ingressou com uma denúncia e uma ação por improbidade contra a professora de Direito da UFRN Anna Emanuella Nelson dos Santos Cavalcanti da Rocha. Ela vem trabalhando como advogada, mesmo estando submetida a um regime de dedicação exclusiva na universidade há quase seis anos.

Anna Emanuella é professora da UFRN desde abril de 2009, atuando em regime de trabalho de 40h semanais, com dedicação exclusiva, no curso de Direito. Ao assumir o cargo, assinou uma declaração de não acumulação de outros empregos ou funções públicas, uma vez que o regime jurídico de dedicação exclusiva (segundo dispõe o Decreto 94.664/87) veda o exercício de qualquer outra atividade remunerada, pública ou privada.

Essa declaração foi renovada duas vezes, em maio de 2009 e outra já em 2015. “(…) embora ciente das condições (…) (que) impedem o exercício de outras atividades remuneradas, a demandada, durante todo o tempo, desde a posse no cargo até o presente momento, exerceu livremente a advocacia privada, sob uso de número de inscrição no quadro da OAB/RN. A ré não apenas atuou em vários processos judiciais como também participou de audiências, assinando peças e postulando em juízo”, destacam as ações, assinadas pelo procurador da República Rodrigo Telles.

PROCESSOS

As investigações apontaram uma atuação pessoal, efetiva e continuada da professora, enquanto advogada, em pelo menos 17 ações judiciais, já quando a mesma deveria estar se dedicando exclusivamente à UFRN. Além disso, após acesso à consulta processual junto ao site do TJRN foi possível identificar, pelo número da OAB, o registro em seu nome de 47 processos judiciais em primeira instância e 33 em segunda instância, além de outros 31 na Justiça Federal do Rio Grande do Norte, identificados através do sistema eletrônico da JF/RN.

As investigações revelaram também a existência de mensagens eletrônicas nas quais a professora negocia honorários advocatícios com os clientes. Somadas a isso, diligências realizadas em 8 e 9 de janeiro deste ano comprovaram que a docente estacionou seu veículo em frente a um escritório particular de advocacia, o mesmo cujo timbre está presente em algumas peças assinadas recentemente por Anna Emanuella.

VALORES

“O impedimento legal à acumulação de outras atividades remuneradas se deve ao fato de que o vencimento do professor universitário que presta serviços em regime de dedicação exclusiva será acrescido do percentual de 50% do salário básico correspondente ao regime de quarenta horas semanais de trabalho”, indica a ação do MPF.

Além disso, o vencimento para o docente em regime de trabalho de 40 horas semanais é o dobro do salário básico correspondente ao regime de 20 horas e, desde a edição da Lei nº 7.596/1987, o regime de 40 horas semanais sem dedicação exclusiva foi extinto, ressalvados os professores que já se encontravam nessa situação, o que não é o caso da denunciada. De acordo com o MPF, a soma recebida indevidamente pela ré, a título de “dedicação exclusiva”, equivale a R$ 135.579,93.

O MPF pede a condenação da professora por estelionato e por improbidade, com a perda da função pública e a restituição dos R$ 135 mil, caso seja comprovado que, mesmo atuando irregularmente como advogada, ela cumpriu a carga horária exigida de 40h semanais. Caso não haja essa comprovação, o valor deve ser acrescido pelo não cumprimento da jornada. Se a Justiça não determinar a perda da função pública, o MPF requer o cancelamento da inscrição de Anna Emanuella na OAB, enquanto ela for professora da UFRN em regime de dedicação exclusiva.

A denúncia e a ação por improbidade tramitarão na Justiça Federal, respectivamente, sob os números 0000868-94.2015.4.05.8400 e 0801425-48.2015.4.05.8400.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Procuradoria da República no RN

30 jan by João Ricardo Correia Tags:, , , ,

UFRN começa cadastramento de aprovados no SiSU

UFRN2
Reitoria da Universidade Federal do Rio Grande do Norte

O cadastramento dos aprovados na primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada (SiSU) para os cursos da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) começa nesta sexta-feira, 30, e tem seguimentos nos dias 2 e 3 de fevereiro, ou seja, próximas segunda e terça-feira.

O dia e horário em que cada selecionado deve se dirigir para realizar o procedimento varia de acordo com seu respectivo campus e da graduação escolhida. Por exemplo, quem optou pelo curso de Pedagogia para o campus de Caicó fará seu cadastramento no dia 2, à tarde.  Já quem foi aprovado para o curso de Química no campus de Natal, deve fazê-lo na tarde do dia 30.

A lista referente para cada curso consta do edital do SiSU disponível na página: http://www.prograd.ufrn.br/documento.php?id=139717664. O ano letivo 2015 da Universidade começa no dia 2 de fevereiro.

Entretanto, independente da opção escolhida, o cadastramento somente ocorre se o interessado entregar, todos e de uma só vez, os documentos exigidos no edital do SiSU disponível na página: http://www.prograd.ufrn.br/documento.php?id=139717664.

No caso dos beneficiados com as leis de cotas, há a necessidade de apresentar documentos que comprovem a situação particular, mencionados no item 5.54 do edital. O LP cronograma de cadastramento dos candidatos será de acordo com o Edital do SiSU 2015, disponível em: http://www.prograd.ufrn.br/documento.php?id=103891980, mais especificamente no item 5 do documento.

Concorrência

O resultado do SiSU foi divulgado pelo Ministério da Educação na última segunda-feira, 26. Neste ano, a UFRN ofereceu 6.878 vagas, registrando ao final 47.282 mil inscritos, com os cursos de Ciências e Tecnologia, Medicina e Direito os que registraram maiores números absolutos de concorrentes.

Na relação entre concorrentes e número de vagas, um dos destaques foi o recém-criado curso de Medicina Multicampi Caicó, que em seu segundo processo seletivo teve a maior relação candidato por vaga: 23,73. Nesta estatística, seguem os cursos de Medicina Natal, com 22,31 candidatos por vaga; Arquitetura e Urbanismo, com 16,18; Biomedicina (noturno), com15,17; e Psicologia (integral), com 14,89.

RN

Segundo a Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD), dos quase 7 mil aprovados, 5.822 (85,2%) são do Rio Grande do Norte, residentes em 143 municípios do estado. Os estados com candidatos com mais êxito foram: Ceará (216 aprovados), São Paulo (216), Paraíba (86) e Minas Gerais (76) aprovados.

Dos candidatos do Rio Grande do Norte, 60,8% foram aprovados no curso de primeira opção e 39,2% conseguiram vaga na segunda opção. Entre os candidatos de outros estados, 49,1% foram selecionados na primeira opção e 50,9%, na segunda. A PROGRAD disponibilizou no endereço: “www.prograd.ufrn.br/” várias estatísticas detalhadas referentes ao SiSU 2015.

Mudanças

Em 2015, a UFRN estabeleceu duas modificações nos parâmetros do SiSU para ingresso na Instituição. A primeira foi a oferta de todas as vagas pela Universidade, incluindo os ingressos no primeiro e segundo semestres de 2015, unicamente por meio da primeira edição do SiSU. A decisão ocorreu no final de 2014, e consta da resolução 212 do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CONSEPE).

O processo seletivo realizado no meio do ano será destinado para entrada em cursos esporádicos ou situações excepcionais. Além disso, a UFRN instituiu que a nota mínima exigida para todos os cursos seja de 450 pontos, além de pontuação igual ou superior a 500 na redação. Anteriormente, as notas mínimas das provas variavam entre 350 e 450 pontos, dependendo do curso. No caso da redação, esse parâmetro era de 400 pontos.

 

Fonte: Agência de Comunicação – Agecom

5 set by Henrique Goes Tags:, ,

Semana da Música da UFRN convoca grupos musicais

De 5 a 15 de setembro a Semana da Música 2013 recebe inscrições de grupos musicais com interesse de se apresentar durante o evento. A convocação é exclusiva para grupos que tenham em sua formação pelo menos 50% de alunos regularmente matriculados ou professores da Escola de Música da UFRN.

Para as inscrições é necessário enviar para o email semanadamusica2013@gmail.com o currículo simplificado do grupo (no formato PDF) e o link para vídeo no Youtube com até 10 minutos de duração. O resultado será divulgado no dia 17 de setembro.

logo 2013
Divulgação

 

Serão selecionados seis (06) grupos que receberão ajuda de custo de até 500 reais. A remuneração varia de acordo com número de integrantes e quantidade de apresentações. Os critérios de avaliação são: qualidade musical, qualidade técnica e viabilidade das apresentações.

MINICURSOS E OFICINAS

A Escola de Música da UFRN sediará na primeira quinzena de outubro (04 a 12) mais uma edição da Semana da Música, evento anual em formato de festival. As pessoas interessadas em participar das oficinas e minicursos gratuitos oferecidos durante o evento, devem ter algum conhecimento prático em música, idade a partir de 14 anos, e se inscrever até o próximo domingo, dia 8 de setembro.

Para garantir a vaga, o candidato deve preencher formulário específico na internet, disponível no sistema Sigaa da Universidade Federal (sigaa.ufrn.br), e enviar currículo mais link com vídeo (de até 10 minutos) demonstrando suas habilidades. A lista com os nomes dos inscritos selecionados será divulgada no dia 10 de setembro no blog e nas mídias sociais da Semana da Música da UFRN.

Estão disponíveis vagas para oficinas e minicursos nas áreas de canto, regência e instrumentos. No caso dos cantores, os candidatos deverão gravar vídeo onde interpretam uma canção brasileira e outra peça de livre escolha; já os práticos em instrumentos de orquestra ou de música popular ainda devem confirmar disponibilidade para participar das atividades coletivas previstas durante a Semana – entre os dias 4 e 12 de outubro.

SOBRE A SEMANA

A Semana da Música 2013 conta com patrocínio da Petrobras. O evento é realizado anualmente na Escola de Música e em outros pontos da cidade. Reúne músicos e professores renomados do Brasil e do exterior, que participam de apresentações abertas ao público em geral. Tem como objetivo contribuir para o crescimento artístico-musical de jovens estudantes de música através do contato com renomados professores nacionais e internacionais. Informações: 3215-3633 ou e-mailsemanadamusica2013@gmail.com.

INSCRIÇÕES

As inscrições serão feitas através do Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas da UFRN – SIGAA, disponível através do link: 

https://www.sigaa.ufrn.br/sigaa/public/extensao/areaInternaCursosEventosExtensao.jsf.

É importante salientar que mesmo o aluno já cadastrado no SIGAA, o portal irá solicitar senha diferente para efetuar a inscrição.

 

SERVIÇO

Semana da Música da UFRN

De 04 a 12 de outubro de 2013

Inscrições: até 08 de setembro via Sigaa

https://www.sigaa.ufrn.br/sigaa/public/extensao/areaInternaCursosEventosExtensao.jsf

 

 

Escola de Música da UFRN – Campus Universitário

Avenida Passeio dos Girassóis, s/n – Lagoa Nova

Informações: (84) 3215-3633 | 8866-7221

semanadamusica2013@gmail.com

 

MÍDIAS SOCIAIS

facebook.com/semanadamusica

twitter.com/semanadamusica_

instagram.com/semanadamusica

soundcloud.com/semanadamusica

www.semanadamusica2013.wordpress.com

 

Fonte: Joanisa Prates – Assessoria de Imprensa

15 jul by João Ricardo Correia Tags:, ,

MPF recomenda à UFRN divulgar nome de elaboradores das provas de concursos

O Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte, através da Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão (PRDC), emitiu duas recomendações para que a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) promova mudanças em concursos públicos realizados pela instituição. A primeira cobra a divulgação prévia dos nomes e qualificação dos profissionais integrantes das bancas elaboradoras e examinadoras das provas dos concursos e processos seletivos. Já a segunda, a convocação para a prova prática dos candidatos que, nas provas objetivas do concurso regido pelo Edital 09/2013, empataram no último lugar de classificação.

As recomendações assinadas pelo procurador Regional dos Direitos do Cidadão, Ronaldo Sérgio Chaves Fernandes, foram encaminhadas à reitora Ângela Paiva e entregues na última sexta-feira, dia 12. Ambas são frutos de representações feitas ao MPF/RN. Uma delas ressaltou que a Comperve não divulgou o nome dos integrantes da banca responsável pela preparação das provas para o concurso público de odontólogo da UFRN (edital n° 008/2012), mesmo após solicitação administrativa formulada por um dos candidatos.

De acordo com a universidade, a não divulgação é praxe e visa evitar que os concorrentes assediem os professores da instituição, responsáveis pela elaboração das provas. A prática, no entanto, viola o princípio da publicidade. Segundo o entendimento do MPF, a divulgação dos membros das bancas elaboradoras e examinadoras das provas garante a fiscalização e impugnação de eventuais vícios de parcialidade nos concursos públicos, como a existência de relações de parentesco entre examinadores e candidatos.

A transparência, nesse caso, serviria ainda para a averiguação da competência científica e técnica dos integrantes das bancas, reduzindo a margem para possíveis pedidos de anulação. O prazo para a UFRN informar sobre as medidas adotadas é de 30 dias, a contar desta segunda-feira, 15.

A outra recomendação aponta que a UFRN, por meio da Comissão Permanente de Concursos – Comperve, eliminou alguns dos candidatos empatados na última classificação (15º lugar) na prova objetiva do concurso público de provimento de cargo técnico-administrativo em educação, regido pelo Edital n° 9/2013.

O item 10.4.4 do edital previa expressamente que nenhum dos candidatos empatados na última colocação (15º) seria considerado eliminado, texto idêntico ao que está contido no artigo 16, § 3°, do Decreto n° 6.944/2009. Na convocação para a prova prática, no entanto, a UFRN promoveu um desempate baseado no critério de maior idade, quando o mesmo não poderia ser utilizado para fins de eliminação. O prazo para a universidade informar as providências adotadas é de cinco dias.

(Fonte:  Assessoria de Comunicação Procuradoria da República no RN)

Fale no ZAP