Unidade da FAB vive expectativa da compras de caças em 2014

A Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate (Copac) completou nesta semana 33 anos de atuação na área de reaparelhamento da Força Aérea Brasileira. Para 2014, vive a expectativa de marcos como a assinatura do contrato para a aquisição dos caças Gripen NG, o primeiro voo do KC-390 e o recebimento de mais unidades de caças F-5 e A-1 modernizados, além de 13 helicópteros do H-XBR.

A data foi celebrada com uma cerimônia militar realizada nesta quarta-feira (26), em Brasília. A organização militar é responsável pelo gerenciamento de projetos estratégicos da Força Aérea Brasileira (FAB), com a função de administrar contratos de compra, modernização e desenvolvimento de aeronaves e armamentos. Entre as principais iniciativas desenvolvidas atualmente está o Projeto F-X2, que culminou com a escolha do caça sueco Gripen NG, anunciado em 2013, e o desenvolvimento do KC-390, novo avião de transporte e reabastecimento em voo da FAB.

De acordo com o Presidente da Copac, o Brigadeiro do Ar José Augusto Crepaldi Affonso, as realizações do último ano marcaram a história da Comissão. “Projetos como o F-X2, que objetiva manter a soberania do espaço aéreo nacional com vistas à defesa da pátria para os próximos 30 anos, podem demandar décadas de estudos e avaliações. A seleção do Gripen NG pela Presidência em 2013 consagra a experiência da Copac nos processos de seleção”, ressaltou o oficial-general.

O Brigadeiro Crepaldi também destacou outros empreendimentos gerenciados pela Copac ao longo das três décadas. A própria criação da unidade remonta ao projeto do jato A-1, desenvolvido nos anos 80 em uma parceria do Brasil com a Itália. Entre eles, o projeto ALX, que entregou à FAB 99 aeronaves A-29 Super Tucano; a modernização dos aviões de caça A-1 e F-5; o desenvolvimento de mísseis sofisticados. Além disso, a unidade coordena o programa H-XBR (EC 725), projeto conjunto das Forças Armadas que reforça o uso de tecnologia nacional. “O KC-390, assim como os helicópteros do H-XBR, são projetos inovadores no mercado mundial, frutos da experiência da Força Aérea em emitir requisitos e consagram a visão da FAB no incentivo da indústria nacional de defesa”, completa.

O evento contou com a presença de representantes do Exército e da Marinha. Na ocasião, também foram homenageados os militares que se destacaram pela dedicação ao trabalho exercido na Copac.

 

(Fonte: Portal Brasil / Força Aérea Brasileira)

Deixe seu comentário