Vaquejadas: decisão do STF deixará milhares de pessoas desempregadas

vaquejada3

Joaquim Pinheiro

Uma decisão equivocada do STF – Supremo Tribunal Federal causará o desemprego de milhares de pessoas, principalmente numa das regiões mais pobres do Brasil, que é a nordestina. Sem fazer um debate com a população nem tampouco ouvir os segmentos envolvidos com a causa, alguns dos senhores magistrados que compõem aquela Corte de Justiça decidiram acabar com as vaquejadas, evento secular e representativo da cultura nordestina que vem ao longo de décadas resistindo as adversidades, como intempéries do tempo materializadas através de secas catastróficas como a que se vivencia agora, deixando a população sem nenhuma alternativa de sobrevivência.

A alegação é de que as vaquejadas maltratam os animais, sem saber que essa atividade tem evoluído nesse quesito através de novas técnicas de proteção a bois e a cavalos. Existe todo um cuidado para garantir a integridade física da boiada e dos cavalos. A decisão piora a situação do desemprego, deixando desamparados milhares de pais de família que vivem dessa atividade. E os rodeios também vão ser proibidos?

Melhor seria se os senhores ministros decidissem por outras questões de relevância para o País, como por exemplo, coibir abusos de pessoas que recebem altos salários e benesses dentro da própria magistratura. Examinar o recebimento de aposentadorias múltiplas e imorais dentro dos três Poderes da República, muitas vezes ultrapassando o limite permitido por lei, que é não receber acima do presidente da República. A proibição de vaquejadas causará um dano irreparável ao povo nordestino, já que essa atividade emprega vaqueiros, tratadores de animais, caminhoneiros e outros motoristas, além de pequenos comerciantes, mesmo que temporários. É um universo grande de pessoas que tem nessa atividade a única maneira de sobreviver. As vaquejadas é também uma festa no interior, onde famílias reúnem-se para se reencontrar e comemorar a vida numa verdadeira integração do homem do campo na expressão maior da sua nordestinidade. Diante dessa decisão equivocada do STF, é necessário a união e mobilização da sociedade, particularmente as pessoas atingidas, para pressionar e reverter a situação uma situação que se prenuncia catastrófica.

Deixe seu comentário